quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Viagem 2 - A Ilha Misteriosa

Os lugares e aventuras criados por Júlio Vernes são de tirar o fôlego nas páginas. Imagine então se fosse possível transportar para as telas, de forma realista, esses ambientes e criaturas fantásticas? Pois no século XXI pós Gollum, Terra Média, e afins, é possível sim. Aparentemente essa é a intenção da franquia Viagem, que transporta para os dias de hoje as aventuras, ou melhor, os cenários de Verne.

Sean (Josh Hutcherson) está novamente às turras com outra figura paterna. Dessa vez o padastro Hank (Dwane "The Rock" Jonhson). O tio vivido por Brendan Fraser no original Viagem ao Centro da Terra, nem ao menos é mencionado. Obcecado pelos lugares criados (ou seriam descobertos) por Vernes, o garoto convence o padrasto a procurar a Ilha Misteriosa após encontrar pistas de que seu avô, Alexander Anderson (Michael Caine), a muito desaparecido a encontrou. Gabato (Luis Guzmán) e sua filha Kailani (Vanessa Hudgens) é quem leva padrasto e enteado em seu helicóptero..

O primeiro erro de Viagem 2 é ignorar seu antecessor. Decisão provavelmente tomada após a recusa de Brendan Fraser, que poderia ser melhor resolvida. Falta de foco também é um problema, o filme usa 3 livros como base. Além da Ilha Misteriosa de Vernes, usa informações de A Ilha do Tesouro (de Robert Louis Stevenson) e As Viagens de Gulliver (de Jonathan Swift), que segundo a trama são na realidade o mesmo local. O resultado são passagens corridas por trechos do livros. Caso utilizasse apenas uma fonte os detalhes da obra teriam mais tempo para serem explorados.

Assim como original a visita ao local "mágico" é contra o tempo, já que a ilha ameaça desaparecer. E embora as esplicações sejam espremidas em meio a correria e algumas tentativa de humor (a maioria fracassa), o filme nunca fica confuso ou cansativo.

Contudo nenhuma falha é mais decepcionante que o 3D. Não é ruim, mas é dispensável. O oposto que se esperava da sequencia de um dos primeiros blocbusters a fazer bom uso da tecnologia.

Ainda assim é divertido visitar antigas cidades perdidas, carregar elefantes no colo e voar em insetos gigantes. E, se estimular algumas crianças a ler Vernes, Stevenson, ou Swift, já tem algum mérito. Entretanto impossível não pensar que talvez seja a hora de Hollywood rever esses clássicos. Mas levando à sério (sem Jack Black), e com fidelidade afinal as histórias originais são deslumbrantes sem precisar de 3D.

Viagem 2 - A Ilha Misteriosa (Journey 2: The Mysterious Island)
EUA - 2012 - 94 min.
Ação / Aventura / Fantasia / Ficção científica

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top