sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne

As personagens do filme As Aventuras de Tintim são incrivelmente realistas, apesar de preservarem o estilo do traço de seu criador Hergé, que inclui narigões e olhos muito pequenos. Como Spilberg alcançou tal feito é uma incógnita. Contudo,  por mais intrigante que seja, é muito provável que você não tenha tempo para pensar nisso durante a projeção.

Tintim (Jamie Bell) tem cara de menino e anda sempre com o cãozinho Milu, à tira colo. Mas como as aparências enganam o rapaz é um jornalista investigativo renomado. E ao adquirir uma réplica de um barco antigo, o tal Licorne, em uma feira de rua acaba por se envolver em uma trama cheia de mistério, e com muita, muita, ação. Não demora muito para o repórter se encontrar em um navio ao lado de seu outrora Capitão, Haddock (Andy "Golum" Serkis). Dali para o mundo à fora é um pulo. Sempre com o vilão Sakharine (Daniel "007" Craig), na cola do trio (3 sim, esqueceu  o Milu?).

Quando enfatizei o "muita ação", quis dizer que as sequencias de tensão e correria são quase ininterruptas. Mesmo os detalhes da trama são revelados em meio ao corre-corre. Eis aí a única grande reclamação sobre TinTim. Apesar de aventura o tempo todo ser extremamente divertido, perdemos a oportunidade de conhecer melhor as personagens. Talvez não fosse uma grande preocupação dos roteiristas, afinal eles já sabiam ao começar, que teriam mais um filme para desenvolver seu protagonista. TinTim 2 já está em produção, e será dirigido por Peter Jackson, que troca de lugar com Spilberg que na sequencia ocupa apenas a cadeira de produtor.

Dito isto. O longa é de um realismo, e detalhismo, impressionantes. Nada de olhos vazios como em Os Fantasmas de Scrooge e o Expresso Polar. É claro ainda são personagens animados, os narigões e olhos pequenos que mencionei anteriormente, não nos deixam enganar, entanto dentro de suas características são incrivelmente reais. Os rostos tem rugas, suor, e claro, muita expressão.

Os cenários no entanto, são tão realistas e detalhados que ao olhar um plano de um navio, ou um prédio nos perguntamos: Essa parte aí foi filmada de verdade né? Não. É tudo animação. Entretanto tão realista que por vezes me perdi das personagens apenas observando o plano de fundo. E a trama nem era fraca a ponto de tornar a ação de seus heróis desinteressantes.

Uma grande aventura, no estilo "caça ao tesouro", com muitos enigmas e perigos. Soa familiar? Pois foi em uma comparação feita por um jornal entre aventuras criadas por Hergé e  Os Caçadores da Arca perdida, que Spilberg conheceu a personagem. Pelo visto o paralelo foi mais que acertado, já que O segredo de Licorne traz de volta os bons tempos "aventurescos" do diretor.

Some se aí as curiosas expressões frequentemente utilizadas pelas personagens como, “Papagaio Louro!” e “ Por mil borrascas!”. A raridade do 3D bem utilizado (sim assista em 3D é incrível, até vale absurdo preço do ingresso!). E um personagem carismático, e adorado por muitos. E fica difícil não gostar de As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne.

As Aventuras de Tintim (The Adventures of Tintin)
EUA, Nova Zelândia - 2011 - 107 min
Ação / Animação


0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top