segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Os Fantasmas de Scrooge

Abenezer Scrooge, é um velho muquirana ranzinza e rabugento, que trata mal a família, funcionários e qualquer um que bata em sua porta. Considera o Natal uma festa sem sentido, que serve apenas para gastar dinheiro, logo se recusa a dar doações, assistir ao coro natalino e sempre passa a data completamente sozinho. Na noite da véspera de natal o fantasma de seu antigo sócio aparece e avisa que Scrooge será visitado por três espíritos, dos natais presente, passado e futuro. Estes os levam a uma jornada mágica para entender o valor da amizade, da família, da compaixão e do espírito natalino.

O Conto de Natal de Charles Dickens, é uma história bastante conhecida do público. Teve dezenas de versões para o cinema e TV(minha favorita na infância era com Tio Patinhas como Scrooge). Os Fantasmas de Scrooge, sua versão mais atual traz Jim Carey no papel do rabugento milionário, e também os espíritos.

A animação de Robert Zemeckis foi produzida através da tecnologia de captura de movimentos dos atores. A técnica utilizada pelo diretor em Expresso Polar e aperfeiçoada em A Lenda de Beowulf é levada a perfeição neste longa, que também está disponível em 3D. Os personagens e cenários são de um realismo impressionante.

O roteiro é fiel ao conto original, mantendo sua melancolia, a mensagem positiva e até seus trechos sombrios. Ainda sobra espaço para um pouco de humor, afinal é um filme com Jim Carrey, suas caras e bocas são inconfundíveis mesmo sob a pele do velho Abenezer ou dos sobrenaturais espíritos. Para completar o pacote o longa é entoado por composições de Alan Silvestre. Mesmo com todas as qualidades mencionadas acima, ainda saímos da sala com a sensação de falta algo.

Falta sim um pouco de magia, talvez resultado do excesso de realismo da animação. O filme é sombrio demais para crianças muito pequenas, os ritmo melancólico não gera encantamento nas maiores, e para os adultos que conhecem a história de longa data não restam surpresas. Nem ao menos o espírito de natal, que esse tipo de filme costumam trazer, toma conta dos expectadores.

Os fantasmas do natal passado e presente podem irritar os mais velhos mas devem divertir os pequenos. O primeiro fala de forma estranha todo o tempo e o segundo ri demais. Superado isso, o filme é um bom longa por seu roteiro bem desenvolvido e principalmente pelo ótimo uso da tecnologia. E tem o mérito de apresentar o conto de Dickens a novas gerações, o que geralmente acontece de tempos em tempos. Contudo, confesso que me divertia muito mais com a versão do Tio Patinhas!

Os Fantasmas de Scrooge (A Christmas Carol)
EUA - 2009 - 96min
Animação, Drama, Fantasia

3 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Fabiane Bastos disse...

O filme ou a resenha? Tomara que tenha adorado os 2.

Obrigada pela visita!

Giselle de Almeida disse...

Definitivamente, esse não é um filmr pra crianças. Concordo que faltou magia.

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top