segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Os Vampiros que se Mordam

A melhor coisa de Os Vampiros que se Mordam é assistir adolescentes indignadas na poltrona ao lado a cada piada com a saga de Stephenie Meyer. O que ocorre durante todo o filme, já que este besteirol se baseia quase inteiramente na saga Crepúsculo.

A cópia é tamanha que chega a dispensar descrições, mas em todo o caso: Becca (Jenn Proske), chega a nublada cidade de Sporks e logo se interessa por Edward Sullen (Matt Lanter), um rapaz deslocado, misterioso, meio pálido...

Ainda tem espaço para o indio-canino Jacob (Christopher N. Riggi), e os outros personagens abordados da forma mais óbvia e caricarta possível. Lady Gaga, Buffy, a caça-vampiros e Alice (aquela do País das Maravilhas) até dão as caras, mas sua participação é tão pequena que nem dá tempo de esboçarmos um sorriso.

Ícones pops, antigos e atuais a parte, a sátira desperdiça a chance de "zoar" com a síndrome vampiresca pela qual estamos passando. Ela se concentra apenas na saga cinematográfica adolescente. Deixando de lado outros produtos com sugadores de sangue que consumimos atualmente, como Vampire Diaries e True Blod e mesmo os clássicos, aqueles que estão no imaginário coletivo como Conde Drácula.

As brincadeiras com Crepúsculo surpreendem apenas as fãs que, aparentemente, fingem não conhecer as piadas que todos já fazem sobre a saga, e no longa são repetidas a exaustão. Salva-se apenas a perfeita imitação de Bela feita por Jenn Prosk. Irritantemente idêntica!

Piadas previsíveis a ponto de espectadores citarem a frase seguinte antes dos personagens (é, eu fiz isso e em voz alta!). O mal gosto de sempre encontrado nesse tipo de besteirol. E uma pobreza na escolha de referências para as piadas criam a formula perfeita para atrair adolescentes em busca de diversão boba e instantânea. E castigar aqueles que não compraram ingresso antecipado para Tropa de Elite e ficaram sem opção.

Os Vampiros que se Mordam (Vampires Suck)
EUA - 2010 - 86 min.
Comédia

2 comentários:

Giselle de Almeida disse...

Tadinha! Ninguém merece esse tipo de filme. Se as piadas não fossem tão ruins, até daria pra rir. Acho que o último filme besteirol de que gostei foi Top Gang!!!

Fabiane Bastos disse...

O ultimo besteirol que realmente gostei foi...
acho que nunca fui tão fã do gênero assim, kkkkk

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top