segunda-feira, 26 de abril de 2010

Alice no País das Maravilhas

Antecipação e expectativa, podem até servir como boa promoção, mas podem ser um perigo para o sucesso de crítica e público de um filme. Dezenas de belas imagens promocionais, e um mês e meio de atraso no lançamento nacional, geraram uma expectativa enorme para o lançamento de Alice no País das Maravilhas. Depois de meses de especulações muita gente encontrou menos que esperava.

A versão de Burton para o clássico de Lewis Carroll se passa 13 anos após a história original. Alice, que acredita que sua primeira aventura foi apenas um pesadelo, foge após ser pedida em casamento, segue um coelho branco de cartola e acaba caindo em um buraco que a leva a um país das maravilhas, bastante diferente. A Rainha Vermelha dá as cartas, e os demais personagens vivem em uma espécie de resistência secreta, arriscando suas cabeças às espera do Glorian Day, data em que a malvada cabeçuda seria derrotada.

A história embora nova, é bastante simples: o bem tentando derrotar o mal. E dá destaque a personagens que antes estavam apenas de passagem, nos permitindo conhecer outras faces de suas personalidades. 

A graça do filme está no visual. O mundo subterrâneo é belamente sombrio, no melhor estilo Tim Burton. Assim como figurinos, muito bem planejados, especialmente os de Alice que precisa mudar de roupa cada vez que troca de tamanho. E aparentemente ela é sempre muito pequena ou muito grande.O 3D, embora torne tudo mais deslumbrante (o sorriso do Gato nunca fora tão brilhante) é bastante dispensável, e em algumas cenas mais ágeis podem irritar olhos despreparados.

O elenco, a maioria repetindo sua parceria com o diretor está bem confortável, cada um conhece bem o seu lugar. As novidades ficam a cargo de Mia Wasikowska , uma  Alice não tão brilhante como sua personagem no seriado Em Terapia mas não chega a decepcionar. Anne Hathaway, é uma rainha branca cheia de trejeitos de princesa e com olhar meio perdido (uma vez princesa Disney...). E os divertidos Tweedledee e Tweedledum são interpretados por Matt Lucas.

A única bola fora é Crispin Glover (conhecido por A Vingança de Willard e por ser o pai de Marty Macfly em De Volta Para o Futuro). Sua personagem o Valete de Damas, parece andar sobre um corpo falso, meio robótico.

Ainda estão no elenco Johnny Depp (Chapeleiro Maluco), Helena Bonham Carter (Rainha de Copas), Alan 'Snape' Rickman (a Lagarta), Michael Sheen (coelho branco), Timothy 'Rabicho' Spall (The Bloodhound), Stephen Fry (o Gato risonho) e Christopher Lee (The Jabberwock). 

Alice no País das Maravilhas é uma viajem nova e deslumbrante a um mundo já conhecido. Satisfaz quem gosta de uma boa fantasia.


Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
EUA - 2010 - 108
Aventura / Fantasia

2 comentários:

Giselle de Almeida disse...

Ah, eu queria ter gostado também :(

Fabiane Bastos disse...

Tô exercitanto um novo método de ver filmes. Não espero muito deles, talvez por isso tenha gostado! kkk

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top