quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Bates Motel - 4ª temporada

...ou como criar um psicopata: produto final! Os personagens à sua volta ainda não sabem, mas Normam (Freddie Highmore) já é a figura aparentemente pacata e solitária que administra o Motel Bates no início de Psicose, longa no qual a série é inspirada.


"Vale sempre alertar: resenha a seguir pode conter spoilers de Psicose, clássico do mestre do suspense Alfred Hitchcock. Mas se você já passou por duas temporadas sem assistir ao original, é porque é um péssimo cinéfilo, não está a fim de ver mesmo né!"

Bates Motel é aquela série curiosa que te provoca sentimentos confusos. Você (que conhece o longa) sabe como a história termina. Mesmo assim, fica surpreso com o que acontece e receoso pela segurança de personagens cujo destino já conhece. Talvez isso aconteça porque pela primeira vez estamos vendo como acontece! E como já dizia Lisbela (aquela do filme nacional, com o "Prisioneiro") - O importante não é saber o que acontece. Mas, como acontece, e quando acontece!

O quando foi a grande surpresa da temporada - SEGURA QUE AÍ VEM SPOILER- A decisão de retirar Norma (a verdadeira, não a alucinação) de cena faltando ainda um temporada inteira a ser produzida,  foi uma escolha ousada. E até funcionaria como final da produção, caso a quinta e última temporada não tivesse sido confirmada.

Agora com a personagem de Vera Farmiga morta, vamos descobrir como Norman lida com sua "condição", evitando que o mundo à perceba. Já a mãe super protetora, Norma, só deve aparecer em memórias, flashbacks ou na versão que existe apenas na mente de seu perturbado filho. Uma mudança e tanto para a escala de trabalho da atriz. - FIM DO SPOILER

Nesta temporada Norma finalmente entendeu a condição de seu filho, buscou ajuda necessária a qualquer custo. E no caminho, acidentalmente acabou se apaixonando, e descobrindo uma possibilidade de futuro que não girava 100% em torno de seu caçula.

Além da atarefada matriarca, Farmiga também encarna outras duas versões de Norma. A imaginária que conversa com Norman, sem que ele perceba a diferença entre alucinação e sonho. E aquela que é na verdade Norman assumindo a identidade da mãe. É com esta última personalidade que temos as sequencias mais intrigantes da produção. No complexo trabalho de caracterização, ao vermos Highmore, atuando como Norma. E Farmiga incorporando Norman, se vendo como Norma. Achou confuso? É um trabalho em conjunto onde a dupla precisa estar em harmonia para que o trabalho soe coerente e fuja da caricatura. E eles o fazem muito bem.

Com tanta coisa acontecendo na mente de nosso protagonista. A cidade de White Pine Bay, apresentada no primeiro ano como fator importante na criação da psicopatia de Norman, aparece muito menos. Continuando o processo de isolamento da dulpa do mundo real, iniciado ainda na terceira temporada. Quanto mais o jovem se perde em sua mente, menor fica seu mundo e menos vemos da cidade e seus moradores. Estes agora se resumem a Emma, Dylan e o Xerífe Romero (Nestor Carbonell). Este último finalmente se firmando como interesse amoroso de Norma e contraponto à sua vida de dedicação ao filho.

Enquanto seu primogêntio Dylan (Max Thieriot) segue em arco paralelo, desenvolvendo um relacionamento saudável com Emma (Olivia Cooke) e conseqüentemente se afastando da conturbada família. Agora, observando a situação "de fora", o rapaz até tenta interferir mas é excluído da "bolha" em que sua mãe e irmão vivem.

Com todas as peças (ou seriam referências?) prontas no tabuleiro, Bates Motel termina sua quarta temporada quase pronta para a trama do consagrado longa de Hitchcock. Para o quinto e derradeiro ano, ficam o destino de alguns poucos personagens e estabelecer o "pacato" estilo de vida do novo dono do Motel Bates, Norman.

Bates Motel é exibida pelo canal pago Universal Channel,e tem algumas temporadas disponíveis na Netflix. Assim como as temporadas anteriores, esta tem 10 episódios. O quinto ano será o último.

Leia mais sobre Bates Motel aqui, ou descubra o clássico de Hitchcock que a inspirou a série, no especial Psicose do blog parceiro DVD, Sofá e Pipoca.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top