segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Crie seu próprio mundo apocalíptico

Há quem ache que o apocalipse, será zumbi, alienígena, por virus mortal, meteoro ou mesmo alagamento pelo derretimento das calotas polares. Mas para quem mora em São Paulo outra realidade parece mais verdadeira. Como Mad Max e Aquária (é o filme de Sandy & Júnior), alertaram é a falta d'água que pode  dificultar nosso futuro. 

Inspirada por isso a Andross Editora está recebendo contos de novos escritores para publicação no livro “Sede - Contos distópicos sobre um futuro sem água . Caso não tenha ficado claro a publicação pretende reunir contos pós apocalípticos em que a humanidade sofre com a escassez de água.

A publicação será lançada em maio de 2015 no evento Livros em PautaQualquer pessoa pode participar. 

Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de dezembro de 2014.

Já existe até uma sinopse, creio que para orientar os autores e criar uma universo que envolva todas as histórias de forma uniforme.

SINOPSE DO LIVRO:

2013: o clima seco além do normal não chamou atenção do governo.

2014: com menos de 3% de capacidade do reservatório de água da capital paulista, o governo declarou que está tudo sob controle.

2017: a água quase desapareceu das regiões sudeste e nordeste do país, com uma parcela pequena de pessoas com acesso a ela.

2049: a população brasileira caiu vertiginosamente para 8%.

O ano atual é 2065. A falta de um recurso tão essencial nivelou pobres e ricos em uma única categoria: sobreviventes. A conhecida frase da ficção “em um futuro não muito distante” nunca foi tão aterrorizante.
  A recente crise da água em São Paulo nos fez pensar em como seria um futuro onde esse item essencial à sobrevivência se tornasse escasso. Existem filmes em que outros itens essenciais à sociedade se tornaram raridade, como terra, em Waterworld, e gasolina, em Mad Max. Mas histórias em que o mais básico à sobrevivência fosse o que mais faz falta, isso a gente ainda não viu por aí”, explica Paola Giometti (foto), a organizadora do livro. “Queremos tramas que explorem todas as dificuldades que uma sociedade sofreria, como economia, criação de animais, agricultura, criminalidade... É claro que em contos é difícil contemplar todos esses aspectos. Portanto, esperamos receber contos que se foquem em um ou dois deles”, completa.
SERVIÇO: 
Livro: “Sede - Contos distópicos sobre um futuro sem água” 
Organização: Paola Giometti
Envio do texto: até 31/12/2014
Lançamento: Maio de 2015 (no evento Livros Em Pauta)
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top