sexta-feira, 28 de junho de 2013

Twice Upon a Time

Com perdão do trocadilho, mas não resisti!
Então a maldição foi quebrada e eles viveram felizes para sempre! Só que não foi assim, caso contrário não haveria a segunda temporada (que terminou de ser exibida ontem pelo canal Sony) da série Once Upon a Time. Aliais a história não terminar no "felizes para sempre" é o que move a trama.


Para situar os não iniciados. A Rainha Má da Branca de Neve não ficou satisfeita em perder a briga, e logo após o que normalmente seria o fim da história lançou uma grande maldição em todo o reino. Todo o reino dos contos de fada foi condenado a viver em um lugar terrível, Storybrook, uma cidadezinha isolada nos EUA em plano século XXI. Separados e sem lembranças de suas reais personalidades, presos por 28 anos até a chegada de uma salvadora. Cientes da maldição, mas sem poder evita-la Branca e seu Príncipe conseguiram isolar sua filha recém nascida da maldição. É claro, que a moça precisa encontrar a cidade, e acreditar que mágica existe antes de cumprir seu destino. Enquanto nós descobrimos as histórias e motivações das personagens, bem como descobrimos novas figuras de contos de fada e seu papel na trama. Ufa!

O paragrafo acima é uma sinopse extremamente resumida da primeira temporada da série. Vendo a e extensão do texto não é difícil descobrir o maior problema do segundo ano da série: o excesso! Com tantos personagens, subtramas e reviravoltas é difícil conquistar novos leitores. Quem quiser se aventurar vai ter que se esforçar muito, buscar informação na internet, e provavelmente assistir à primeira temporada no Netflix para não ficar perdido. Ao menos o esforço não vai ser em vão.

A maldição foi quebrada, mas os personagens agora cientes de quem são ainda estão presos em Storybrook. Descobrimos que o mundo de contos de fadas não foi completamente destruído, e que alguns personagens sobreviveram por lá. Também descobrimos a existência de outros mundo mágicos. Além do País das Maravilhas apresentado na primeira temporada, descobrimos que o mundo do Dr. Frankestein é em preto e branco, e que a Terra do Nunca fica mesmo na segunda estrela à direita, até o amanhecer.

O universo expandido garante vários personagens novos e das mais variadas origens, desde Lancelot (aquele do Rei Arthur), passando pelos gigantes do pé de feijão, e até a guerreira chinesa Mulan. Nenhum deles unilaterais. As várias facetas presentes em cada um tornam ainda mais interessantes, seus inusitados encontros, e o choque de motivações.

Do mundo real também vem ameaças, e novos personagens. Afinal sem a maldição, uma cidade cheia de magia pode ser encontrada por qualquer um que passe por ali. E por incrível que pareça ainda sobra espaço para os flashbacks que permitiram as narrativas paralelas na primeira temporada.

Pode parecer confuso, é verdade. Entretanto a criatividade dos roteiristas garante a unidade da história. Mesmo quando a passagem de um personagem é curta, tem seu propósito. Resistindo à tentação de apresentar personagens apenas por sua empatia com o público. Nada de sapos virando príncipes apenas porque é legal!

Once Upon a Time conseguiu manter o ritmo, coerência e a originalidade, mesmo com tantas subtramas e após uma primeira temporada muito boa. É um prato cheio para quem curte histórias superpopulosas (alô Game of Thrones!) cheia de reviravoltas e encontros improváveis de diferentes universos. Tanto que a série já garantiu sua terceira temporada.

A série tem os mesmos produtores de Lost (o que explica, as reviravoltas, flashbaks e excesso de personagens funcionando bem), e seu até herdou alguns residentes da misteriosa ilha. Traz de volta Jeniffer Morrison (de House), Jared S. Gilmore, Ginnifer Goodwin, (de Big Love, como Branca de Neve), Lana Parilla (24 Horas, A Rainha Má), Robert Carlyle (Rumpelstinksin), Emilie de Ravin (Lost, Bella) e Josh Dallas (Príncipe Encantado). Entre as novidades Colin O'Donoghue (Capitão Gancho), Jamie Chung (de Sucker Punch, como Mulan), Sinqua Walls (Lancelot) e Jorge Garcia  (o Hruley de Lost como o gigante Anton).

Leia sobre a primeira temporada de Once Upon a Time


0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top