segunda-feira, 7 de junho de 2010

Fúria de Titãs

Os cristãos que me perdoem, mas os deuses antigos eram muito mais divertidos. Cheios de vontades, jogos de poder, puladas de cerca e não dando a mínima para os humanos ele colocavam os mortais em problemas gicantescos que só podiam ser solucionados com aventuras incríveis.

Furia de Titãs no entanto não aproveita isso nem um pouco. O roteiro é fraco, normal não esperamos tanto assim de filmes de ação. Mas a ansiedade para colocar ação e monstrengos em cena, não deixa tempo para apresentar devidademente os personagens. Andromeda, quem? Salva-la porque? Sacrifiquem a guria logo!

Perseu (Sam Worthington o carinha de Avatar), semideus filho de Zeus (Liam Neeson), foi criado por um simples pescador. O rapaz estava no lugar errado, na hora errada, e acabou entrando na briga para salvar a cidade de Argos. Cujo rei declarou independencia aos deuses. Como castigo Zeus encarrega Hades (Ralph Fiennes)de dar um fim a revolta, e este exige o sacrifício da princesa Andromeda, para seu monstro o Kraken, caso contrario a cidade seria destruida. Perseu, os poucos soldados que restaram vão a procura de uma arma para vencer o monstro, salvar a cidade e Andormeda.

Sam Worthington, novo "arroz-de-festa" das telonas, cria um Perceu insosso, só torcemos por ele porque a outra opção são monstros. Liam Neeson e Ralph Fiennes interpretam no automático respectivamente Zeus e Hades. E os demais atores tem tão pouco tempo em cena, quase passam despercebidos.

Restam as cenas de ação, essas sim, muito bem coreografadas, e com os monstros estilosos e verossímeis. O visual do filme como um todo é bastante satisfatório, com paisagens dramaticas e bons efeitos especiais. Vale lembrar que assisti ao filme em 2D, uma vez que, a versão 3D feita as pressas para pegar a onda de Avatar tem sido largamente criticada.

Ainda sim Furia de Titãs é divertido, (ao menos para aqueles que não são fãs maníacos do original dos anos 1980) que em grande parte graças a ação. Seve para lembrarmos, de toda uma mitologia que haviamos esquecido. E talvez prove que, ao menos tecnicamente, o cinema esta pronto para contar, ou recontar, essas histórias com um visual nunca visto. Um pouco mais de cuidado com roteiro e atuação e Monte Olimpo aí vamos nós!

Fúria de Titãs (Clash of the Titans)
EUA - Inglaterra - 2010
Aventura / Épico / Fantasia

2 comentários:

Balaio Variado disse...

Oi

Acho que o filme deixou muito a desejar (na minha modesta opinião), pois não me interesso por grandes efeitos especiais. Acho até bacana, mas se o filme não tiver um bom roteiro (e etc), só segura o público, nos primeiros 15 minutos.
Não abro mão da criatividade e acho que o original tem algumas cenas, que são até mais interessantes que certas cenas do atual.
Outra coisa... A história foi totalmente modificada. O perseu envolvia-se com Andromeda e por aí vai.
Não gosto quando modificam totalmente os filmes, como no caso da "Fantástica Fábrica de Chocolates", que é absolutamente inferior ao original.
Então... é só fazer um filme baseado ou inspirado e não um remake.

Abraços

Fabiane Bastos disse...

Ainda não assiti ao original (mais um na fila, rs). Mas acredito que seja, melhor que este. Tenho a sensação de que o excesso de efeitos, algumas vezes, "esvazia" o longa.

Sabe que senti uma insinuação da relação entre Perseu e Andromeda no inicio do longa. Quando Io apareceu, não ententi nada. Tá explicado!

A Fábrica de Chocolates é um caso a parte. O original, não era fiel ao livro, foi até repudiado pelo autor, na época ainda vivo. Já a versão de Burton é mais fiel, por isso as diferenças. Mas confesso ser suspeita para falar, adoro os longas, Burton+Depp!

Abs,
obrigada pela visista, e volte sempre!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top