segunda-feira, 4 de agosto de 2008

No sábado a noite...

Celebridades, roupas estranhas, cabelos extravagantes, atrações previsíveis, discursos gigantescos e monótonos,....

Não, eu não estava assistindo o Oscar, mas bem que parecia.

Na falta do que fazer sábado a noite, resolvi dar uma chance ao Criança Esperança. Não assisto o show a anos, mas quando era pequena curtia bastante, na verdade adorava,então não deve ser tão ruim assim, não é?

Ledo engano! Que troço chaaatooo!!!!
Uma mega estrutura, um espaço novo, centenas de ingressos (nada baratos) vendidos. Uma semana inteira com informações da preparação do show ocupando um espaço significativos da grade de programação, e o pessoal dublou?

Não teve (ao menos na noite de sábado) uma alma caridosa que cantasse ao vivo? Ou será que a globo acha não dá para perceber a falta de sincronia ente a musica e a boca dos cantores? Será que a nova tecnologia em High Definition, conserta esses erros?

Isso sem falar no pequeno numero de atrações. Mesmo recrutando todo o star-sistem global o show encolheu, provavelmente porque metade das atrações apareceriam apenas no domingo.

Imagine pagar R$60,00 para assistir, meia dúzia de atrações dubladas, e frequentemente interrompidas por longos discursos decorados. Só uma alma caridosa mesmo!

Eu não me lembro de ter tantos discursos gigantescos, quando eu era pequena. Ainda mais esse tipo de discurso que mais do que nos convencer a doar, também tenta nos fazer sentir mal. Apresentando casos de crianças que sofrem algum tipo de violência, ou enfrentam dificuldade, como se a culpa fosse única e exclusivamente do expectador. Especialmente aquele que não doou nas edições anteriores.

O expectador tem sim sua parcela de culpa, como membro da sociedade, mas o problema faz parte de um contexto maior. Esse discurso "existe gente pior que você, é obrigação sua ajuda-los", não vai mudar a situação, não vai transformar a sociedade, bem como a campanha em sim. O dinheiro ajuda muita gente sim, mas não é ele que vai acabar com os problemas que nossas crianças enfrentam. Então porque perder tempo irritando o expectador?

Pra não dizer que só sei criticar.... alguns artistas, apresentaram números diferentes de seu repertório, exclusivos para o evento, como o dueto entre Alexandre Pires e Alcione ou mesmo a Juliana Paes cantando Cher.
Isso é muito legal!

Ao chegar ao final do programa, satisfeita apenas por não ter caído no sono, fiquei na duvida:
A qualidade do evento caiu ao longo dos anos? Ou é verdade que pelos olhos de uma criança tudo tem mais graça?

De qualquer forma faça sua parte e ligue:
(a menos que você acredite na história, de que a globo abate a sua doação do imposto de renda dela, aí não faça nada)
0800 2008 007 - para doar R$7,00
0800 2008 015 - para doar R$15,00
0800 2008 030 - para doar R$30,00

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top