segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Tabuleiro vs Video Game: Jumanji

Jumanji voltou, mas as regras mudaram e a plataforma também. Hora de descobrir qual a modalidade do jogo é sua favorita. Mas antes:

O ministério da cinefilia adverte: este post contém spoilers de Jumanji: Bem-Vindo à Selva,
prossiga por sua conta e risco.


A temática e as regras básicas são a mesma. As ameaças vem de uma selva africana e o jogador precisa chegar ao final do desafio e pronunciar a palavra "Jumanji" para poder vencer. Agora vamos às diferenças:

1 - Consequências do jogo
Quem optar pela versão de tabuleiro, vai poder presenciar as excitantes consequências do jogo no lugar em que decidir jogá-lo. Trazendo as ameaças para o mundo real, e consequentemente envolvendo não jogadores na balbúrdia. Podendo eventualmente ser sugado para dentro do jogo sozinho, como uma das tais consequências, e esperar até alguém tirar a combinação correta nos dados.

Os aficionados por jogos eletrônicos são inevitavelmente assimilados pela aventura, vivenciando o primeiro jogo de realidade virtual que realmente funciona. Ninguém fora do jogo é afetado, a não ser pela sua ausência caso você demore demais jogando, ou coisa pior.

2 - Jogadores
Era preciso de 2 a 4 jogadores para a versão de tabuleiro, representados por peças em formato de animais, macaco, rinoceronte, elefante e crocodilo.

Já o game pode ser jogado sozinho (não recomendamos), e por até 5 pessoas. Vale dizer que a equipe completa tem muito mais chances de sobreviver terminar o jogo. Os jogadores são representados por avatares que agora determinam também a aparência, habilidades e fraquezas de cada um. São eles, Dr. Smolder Bravestone, Professor Sheldon "Shelly" Oberon, Franklin "Mouse" Finbar, Ruby Roundhouse e Jefferson "Seaplane" McDonough.

3 - Vidas
Com em todo bom video-game, o jogador tem um número limitado de chances para cumprir a missão: 3 vidas. Partindo do ponto em que parou, sempre que morre.

Já os jogadores raiz da versão de tabuleiro, não tem vidas extras. Morreu? Game over!

4 - Referências
O board-game era um jogo de época, provavelmente do século XIX (o primeiro registro que temos é de 1869), e isso refletia nas ameaças, repara no visual do vilão Van Pelt. Já a versão eletrônica foi moldada para atrair novas vitimas gerações, logo nada mais lógico que assimilar elementos da cultura pop. Infelizmente para os jovens de hoje, são da cultura pop de 1996. Quem sabe não rola uma atualização?

5 - Trapaças
Trapaceie nos dados de Jumanji e será punido, fisicamente. Já o game é mais flexível quanto a regras e trapaças, como desperdiçar uma de suas vidas para se colocar em uma melhor posição. Basta saber qual é o limite de macetes que o jogo permite. Será que tem algum bug?

6 - Vilão
E por falar de Van Pelt o vilão original era bem mais profundo. Mandado para caçar Alan, ele assume a face de alguém que o garoto(?) teme, seu pai. Já a versão eletrônica tem um vilão mais genérico, com motivações fracas e poderes de comandar animais.

7 - Jogadores de épocas distintas
Na versão eletrônica jogadores de diferentes períodos de tempo podem jogar o mesmo jogo. E se vencerem todos se lembrarão da aventura, e serão levados de volta a suas respectivas épocas.

Já a versão de tabuleiro retorna ao momento do início da partida, eliminando os efeitos ocorridos durante a "brincadeira". E se esta durou muito tempo, criando uma linha temporal completamente nova, consequentemente jogadores, que entraram tarde na disputa podem não se lembrar da linha temporal em que jogaram.
______________

Brincadeiras à parte, a maior mudança entretanto é o sistema de avatares que permite que a franquia traga de volta o elenco composto por Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart, Karen Gillan, Nick Jonas e Bobby Cannavale, caso o filme ganhe sequencias. Enquanto no clássico da sessão da tarde não haveria motivos para O Alan Parrish (Robin Williams) e Sarah Whittle (Bonnie Hunt) rolarem os dados do mal novamente. E claro, o novo filme é muito mais cômico que aventuresco. 

Agora que listamos os prós e contras, qual a sua versão favorita de Jumanji? Ou já acha que o jogo precisa de uma atualização para celulares? Eu ainda sou fã do tabuleiro, quem topa jogar comigo?

Leia a crítica de Jumanji: Bem-Vindo à Selva

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top