domingo, 13 de agosto de 2017

Os pais em Harry Potter

É dia dos pais. Hora de aproveitar a data comemorativa em questão para exaltar figuras paternas de outro universo fantástico. Se você já acompanha o blog, já deve imaginar qual fantasia vamos visitar, assim como no Dia das Mães, vamos matar a saudade dos personagens de Harry Potter.

Tiago Potter

O pai do protagonista é o primeiro da lista. Foi morto antes da história começar, mas sabemos que era um pai dedicado - morreu tentando proteger a esposa e o único filho - e um bom amigo. Embora não tenha escapado de alguns deslizes de caráter na adolescência. É descendente de Ignotus Peverell, dono original da Capa de Invisibilidade, uma das três relíquas da morte, que deixou de herança para Harry Potter.

Arthur Weasley

É o paizão da franquia, não apenas porque tem muitos filhos - Gui, Carlinhos, Percy, Fred e Jorge, Rony e Gina - sete no total, mas porquê serve de figura paterna para todos os jovens com que convive. Aquele tipo de pai amigão, deixa os filhos aprontarem um pouco, e as vezes apronta junto, criando um equilíbrio na família em contraste com a esposa mais "linha dura".

Lúcio Malfoy

Arrogante e com complexo de superioridade, transmitiu estes péssimos valores para o filho único. Estava do lado errado da luta, mas acabou abandonando a causa no final e passou toda a batalha de Hogwarts à procura de Draco, ao invés de lutar.

Remo Lupin

Professor no terceiro livro, melhor amigo de Tiago e lobisomem desde adolescência Remo sempre temeu ter filhos e passar sua condição lupina para as crianças. Quando Edward "Teddy", seu filho com Ninfadora Tonks, ficou extremamente feliz pelo menino não ter herdado sua maldição. Em busca de um mundo melhor para o filho, lutou ao lado da esposa na Batalha de Hogwarts. Ambos morreram e Teddy foi criado pela avó materna, com a ajuda do padrinho Harry Potter.

Valter Dursley

O trouxa da nossa lista também mimou demais seu filho único Duda. Ao mesmo tempo foi um péssimo tutor para Harry, sobrinho de sua esposa Petúnia a quem teve que acolher depois da morte dos pais. Odiava magia, e consequentemente o sobrinho bruxo, provavelmente por temer e não compreender seus poderes.

Xenofílio Lovegood

O excêntrico pai de Luna, acredita e pesquisa coisas em que a maioria das pessoas não acredita. Cria sua filha como uma mente e espírito livre. É apoiador de Harry Potter, mas acaba armando uma emboscada para o escolhido, Ron e Hermione em uma medida desesperada de salvar a filha sequestrada pelos comensais da morte.

Draco Malfoy

Apesar de ter sido criado para ser arrogante e com complexo de superioridade, alguma coisa Draco deve ter feito certo. Seu filho Escórpio, que só aparece de fato na peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, é uma criança adorável que cresceu isolada na mansão e só quer fazer amigos.

Ron Weasley

Pai de Rosa e Hugo, tem uma postura encorajadora em relação aos filhos. No primeiro ano de Rosa em Hogwarts encoraja a menina à se sair melhor que Escórpio Malfoy em todos os testes, o que ele afirma ser fácil já que a menina puxou a inteligência da mãe.


Harry Potter

Pai de Tiago Sirius, Alvo Severo e Lilian Luna, tem um péssimo gosto para combinar nomes - ou será que foi a Gina quem escolheu? - Mas é um pai compreensivo e consciente das diferenças entre seus filhos. Ele tranquiliza Alvo, sobre a possibilidade de ser sorteado para a Sonserina ao invés da Grifinória.

Não faltam bons exemplos paternos no universo criado por J.K.Rowling, qual é o seu favorito?
Parabéns aos pais, bruxos e trouxas de todo o mundo!

Leia mais posts dedicados aos pais e confira a lista de Mães de Hogwarts!

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top