sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Sing - Quem Canta Seus Males Espanta

É curioso que com a onda de "reality-shows" de calouros que tomou a televisão nos último anos, poucos ou quase nenhum filme tenha saído sobre isso. Mais curioso ainda que a animação Sing que chega agora, com a premissa de colocar animais neste contexto, dê mais atenção a suas histórias que a competição propriamente dita.

Sem um grande protagonista definido, começamos a história acompanhando o Coala Buster Moon (Matthew McConaughey) tentando salvar seu teatro falido. A solução que ele encontra é criar um concurso de dança que supostamente atrairá grande público e excelente competidores. Este últimos se fazem presentes depois de uma grande lista de animais candidatos e canções pop desfilarem em uma montagem rápida. Os felizardos são Rosita (Reese Witherspoon/Mariana Ximenes) uma leitoa dona de casa com 25 filhos para tomar conta; o rato malandro tocador de jazz Mike (Seth MacFarlane); a porca-espinho adolescente Ash (Scarlett Johansson/ Wanessa Camargo); o gorila Johnny (Taron Egerton/Fiuk); a elefanta com medo de palco Meena (Tori Kelly/Sandy) e o colorido Gunter (Nick Kroll/Marcelo Serrado).

Rosita tem que lidar com os afazeres domésticos, a desvalorização de seus esforços em casa e o novo parceiro Gunter. Mike faz malandragens durante todo o filme. Ash precisa lidar com uma desilusão amorosa. Johnny tenta fugir da má influencia de seu pai. Meena precisa encontrar coragem para cantar em público. Buster tenta manter o concurso e o teatro nos trilhos. Com tanta coisa acontecendo, parece que os animais esquecem que são competidores durante a maior parte do tempo.

Menos competitivo que a proposta, mas ainda com história para contar, assistimos cada um dos arcos se desenvolvendo. Vários erros, acertos e desentendimentos que vão culminar em um grande show. É claro! E é no repertório que a produção chama atenção. Com mais de 80 canções famosas que vão de Frank Sinatra à Katy Perry, é o que provavelmente vai prender os adultos. Mas não fique com receio caso você não seja fã de musicais, a maioria das canções não é tocada na íntegra e existe um equilíbrio entre canções e desenvolvimento da trama.

Já a criançada vai curtir o filme como um todo, os animais, as piadas e as cores. O filme é vivo e colorido, e os vários protagonistas bem definidos. O resto dos habitantes da cidade é bastante genérica é verdade, mas pouco da história se concentra neles. Só faltou mesmo entender a escolha das vozes nacionais que escala vários cantores, mas mantém as músicas nas vozes originais. Apenas Wanessa Camargo canta no filme.

Admito, volta e meia fico com um pé atrás com o excesso de animações de animais antropomórficos. Sing - Quem Canta Seus Males Espanta, não é um destaque do gênero como Zootopia, mas felizmente não é ruim. O show de calouros animal, é uma boa ideia para um divertido passatempo necessário para ocupar as férias da criançada.

Sing - Quem Canta Seus Males Espanta (Sing)
2016 - EUA - 148min
Animação

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top