quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, O Filme

Se você é adulto, é provável que saia extremamente nostálgico e principalmente saudosista quanto a dublagem desta nova aventura de Minduin e cia. - "Ah! Podiam charmar o Selton Mello para dublar com voz de adulto mesmo", saímos pensando. Pura bobagem! Especialmente quando se descobre que as animações que víamos na TV, tiveram nada menos que cinco dublagens diferentes (eu mesma tenho lembranças de ao menos duas na cabeça). E principalmente porque isso não importa muito após alguns segundos de exibição.

E reparou que eu mencionei saudosismo apenas em relação as vozes? É porque apesar da nova roupagem esta é a única característica ligeiramente diferente das animações e tirinhas que conhecemos. Isso porque a produção conseguiu trazer o visual cartunesco para a versão criada por computação gráfica, e em 3D. Inclua aí, linhas que indicam movimento, sobrancelhas que ultrapassam chapéus e franjas, entre outras coisas.

Além do visual, o tom das histórias e das personagens também é respeitado. Em parte graças ao criador Charles M. Schulz, que pediu em testamento que a essência de seus personagens fosse mantida. Logo, o filme adapta a história de "A Garotinha Ruiva", e traz momentos e referências de outras tramas. Sempre tratando os problemas infantis como grandes dilemas e tendo como grande vilão a própria insegurança de Charlie Brown.

Já o Snoopy, traz uma sua trama paralela, afinal esta produção é do estúdio que nos trouxe Scrat, e sabe que a criançada de hoje em dia está mais que acostumada com as múltiplas narrativas. Uma aventura do "As da Aviação", dessa vez com um vilão de verdade o Barão Vermelho, e uma mocinha a ser salva. 

Vale lembrar que Snoopy continua mais inteligente e criativo que os humanos. E junto com Woodstock, continua mágica e eficientemente se comunicando apenas por pantomima e eventuais ruídos. Assim como o "blábláblá" dos adultos continua incompreensível.

Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, O Filme não traz uma trama original é verdade. Mas vai ser novidade para muitos pequenos que vão descobrir os dilemas existenciais. Desde a infância nossos maiores vilões da vida real, tudo isso de forma simples e carismática. Enquanto os adultos vão ter que disfarçar o sorriso de orelha-à-orelha ao reconhecer ícones de infância.


O 3D vale o ingresso, ao funcionar assustadoramente bem com o visual meio "2D" tradicional de Schulz. Assim como assistir à sequência de créditos até o final.

Oh, puxa! Complicado mesmo só o título, que precisou trazer a marca "Peanuts", mas sem esquecer que por aqui o pessoal reconhece a obra, por Snoopy, Charlie Brown ou mesmo Minduim. Boa sorte tentando acertar esse longo título ao pedir os ingressos na bilheteria.

Com uma cara de recomeço, uma boa homenagem e muita nostalgia Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, O Filme, equilibra um clássico de antigamente para as plateias de hoje. E que venha uma nova geração, com uma nova dublagem como referência. Desde que a essência soe a mesma, não importa com quais vozes.

Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, O Filme (The Peanuts Movie)
EUA - 2015 - 88min
Animação

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top