quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

A 5ª Onda

Apocalipse alienígena. Este é o cenário da mais nova franquia juvenil, que empodera adolescentes e tem uma garota como protagonista. Baseado no best-seller homônimo de Ricky Yancey. Cassie (Chloë Grace Moretz) é uma adolescente enfadonhamente normal. Vai à escola, à festas sonha com um garoto inatingível, adora o irmãozinho caçula. Até o dia em que os invasores chegam.

Os aliens da vez são pragmáticos e agem de forma ordenada e sistemática, diminuindo consideravelmente à capacidade de reação dos alvos. Atacando em ondas, os extraterrestres, primeiro eliminam nossos recursos eletrônicos. Depois causam destruição em massa com desastres naturais. E contaminam a maior parte da população restante com um vírus letal antes de invadir o território. Calma, nada disso é spoiler, está no trailer (e no poster, e na capa do livro).

As quatro ondas de ataque no entanto, são a melhor parte do filme. Construídas como um filme catástrofe pela perspectiva de uma adolescente comum, tem ótimos efeitos especiais. Além de uma tensão bem construída, já que os personagens não fazem ideia dos planos e objetivos do inimigo, muito menos quando e como virá o próximo ataque. Infelizmente tudo isso é apenas a introdução.

É após a quarta onda que Cassie se separa do irmão (Zackary Arthur), e seu foco passa ser o resgate do menino. A jornada começa bem, questionando os limites da humanidade em situações extremas. - Até onde você iria para sobreviver? - Mas perde o foco, e qualquer chance de profundidade, quando o misterioso Evan Walker entra em cena.

A adição do obrigatório segundo interesse romântico da moça (lembra do carinha inatingível da escola?), interrompe a ação. E ainda abusa da suspensão de descrença do expectador: sério que alguém consegue arrumar um pretendente tão rápido, em um mundo que a maioria da população foi extinta?

Em outra linha narrativa, acompanhamos a jornada do irmão Sammy. Supostamente resgatado pela forma militar "estadunidense". O desfecho é previsível para quem está familiarizado com o gênero. Mas pode ser uma novidade, e uma boa introdução à ficção-cientifica para a garotada. Claramente o público alvo da produção.

Com um final que abre espaço para as continuações (o segundo livro O Mar Infinito, já foi lançado por aqui, o terceiro tem previsão para 2017 em terras estrangeiras) A 5ª Onda, é mais uma franquia que pretende pegar a lacuna que Jogos Vorazes deixou. Sobrevive graças aos bons efeitos e tensão de sua primeira metade, e principalmente ao carisma de sua protagonista. Chloë Grace Moretz carrega bem o filme, mesmo nas sequencias absurdas.

Resta torcer para que a eterna Hit-Girl seja suficiente para garantir as sequencias. E evitar que A 5ª Onda seja mais uma franquia juvenil iniciada baseada em uma obra literária , deixada de lado e sem final por Hollywood.

5ª Onda (The 5th Wave)
EUA - 2016 - 112min
Ficção-científica, Ação, Suspense


3 comentários:

Só Links disse...

Olá, venho aqui lhe fazer um convite para participar do Só Links - agregador de links.
Cadastre-se conosco e aumente consideravelmente seu tráfego. Trazendo muito mais visitas e rendimentos para seu blog/site.
Cadastre-se e boa sorte!
http://solinks.com.br/

Andie20uns disse...


Exatamente, como Eu su numero quatro... até hoje sonho com a sequencia :(

Hit-Girl (ri alto) ele é fofa d+!!

bjoss
http://andie20uns.blogspot.com.br/

Fabiane Bastos disse...

Pois é, com algumas franquias temos que nos contentar só com os livros mesmo, infelizmente! Obrigada pela visita...volte sempre!

Bjs!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top