sábado, 8 de agosto de 2015

Os Pais de Westeros

Para fugir da rotina de "posts melosos dos dias das mães" este ano resolvi criar uma analise muito parcial sobre as mães de Game of Thrones. Nada mais justo que a fuga da rotina se estenda até o dia dos pais.

Segue então uma lista das melhores (dependendo do ponto de vista) figuras paternas de Westeros. É claro que tem vários SPOILERS, então leia por sua conta e risco e não me venha com chorumelas!


Eddard "Ned"Stark
Provavelmente o único pai realmente dedicado que teremos nesta lista. Pai de Robb, Sansa, Arya, Bran, Rickon e supostamente de John, era Senhor de Winterfel, e foi maõ do rei. Honrado, honesto, dedicado, fez tudo certinho. Criou bem seu suposto bastardo, seu protegido Theon Greyjoy e até pagou aulas de "dança" para Arua. Só errou ao não aprender a jogar o jogo dos tronos, o que o fez perder a cabeça ainda no primeiro livro/temporada. Deixando seus filhos literalmente espalhados pelos sete reinos, à própria sorte.

Rei Robert Baratheon
Pai de provavelmente metade dos bastardos de Westeros, não conhecia a maioria deles. Oficialmente era pai de Joffrey, Myrcella e Tommen, embora sua educação não fosse uma das maiores preocupações do monarca, que preferia beber, caçar e produzir bastardos. Ele mesmo admitiu que deveria ter passado mais tempo com o primogênito em seu leito de morte. Horas antes de morrer e deixar o reino nas cruéis mãos de Joffrey, e de uma inevitável guerra pelo trono.

Tywin Lannister
Esse é o cara, o pai dele não batia bem da bola, logo ainda muito jovem já era responsável por Rochedo Casterly. Era tão bom nisso que foi chamado para ser Mão do Rei, duas vezes. Pai dos gêmeos Jaime e Cersei, e do não Tyrion. Embora há quem afirme que deste último ele duvidada da paternidade. Seja por saber que o Rei Louco tinha interesse por sua esposa, seja pelo simples fato de que "todos os anões são bastardos aos olhos de seu pai". Não gostava muito do anão favorito dos leitores, apesar deste ser o filho mais parecido com ele. Tratava todos os rebentos, e até os netos em rédeas curtas. Não que eles não desobedecessem ás escondidas. O que nos leva ao próximo pai!

Jeor Mormont
997º Senhor Comandante da Patrulha da Noite. Não sabemos muito sobre seus filhos biológicos, à exceção de de Sor Jorah, exilado por vender escravos. Mas, sabemos que o bom comandante se tornou a figura paterna de muitos dos jovens que por um motivo ou outro vão parar na patrulha. Infelizmente não eram estes irmãos que estavam com ele durante sua última visita à cabana de Craster.

Jaime Lannister
Pai/Tio de Joffrey, Myrcella e Tommen. Já que um guarda dormir com a rainha, especialmente quando esta é sua irmã gêmea, não é uma coisa muito aceitável na maioria dos reinos, nunca pode assumir a paternidade das crianças. Entretanto, na série de TV Jaime pode demonstrar um pouco de seus sentimentos paternos para Myrcella, que morreu ainda na mesma cena. Eita!

Craster
Selvagem que vive ao norte da muralha. Se casa com as próprias filha, e tem muitas, muitas mulheres. Os meninos são deixados na floresta, como oferenda aos Vagantes Brancos.

Randyll Tarly
Nunca vimos essa criatura nos livros ou na série. Entretanto entrou na lista pelo que fez por seu primogênito. Por julgar Sam um covarde indigno de seus títulos, quando o rapaz fez 18 anos o obrigou a entrar para a patrulha da noite. Caso contrário o levaria para "caçar" e contaria à sua mãe que ele teve um acidente.

Balon Greyjoy
Pai dos falecidor Rodrick e Maroon, tentou se declarar rei das Ilhas de Ferro, mas foi derrotado e obrigado a ajoelhar perante Robert Baratheon. Entre as punições foi obrigado a enviar seu filho Theon para ser criado pelos Starks. Quando o rapaz finalmente podê retornar para casa, o rejeitou alegando que este passara mais tempo com "sua outra família". Sobrou apenas a Asha (Iara na série) para o velho dedicar seu afeto.

Stannis Baratheon
Não teve muita sorte como pai, já que sua mulher só conseguiu levar até o fim a gestação de Shireen. E a menina contraiu escamagris ainda no berço. A menina sobreviveu, e até recebia um pouco de carinho do pai, hora ou outra (Sor Davos, o cavaleiro das cebolas, exercia bem melhor esse papel). Até que R'hllor colocou o dilema paternidade versus sacrifício em voga. Stannis da série queimou a menina viva, o do livro parece caminhar na mesma direção.

Ok! Talvez esta lista não tenha sido a mais lisonjeira para celebrar o dia dos pais. Uma vez que, em Westeros se você tem a sorte de conhecer seu pai, e ele ser um cara legal com você, isso provavelmente não vai durar. Mas já que a lista está feita, e sou preguiçosa demais para escrever algo e não usar...

E sim, eu sei. Faltaram muitos pais, mas (à exceção de Tarly) escolhi mencionar apenas aqueles pais, que vimos de fato sendo pais. Caso contrário esta lista seria gigantesca.

Então Feliz Dia dos Pais e parabéns por ser infinitamente melhor que a maioria dos caras nos parágrafos anteriores. E se você é filho, agradeça muito pelo seu pai não ser como eles.

Leia mais sobre Game of Thrones, sobre Pais da Ficção, ou confira a lista das Mães de Westeros

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top