segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Descendentes

Sim. Eventualmente eu assisto canais de criança, e vez ou outra (como essa) algo na programação chama a atenção. A "bola da vez" é o telefilme do Disney Channel, Descendentes.

Demorou bastante para a Disney aproveitar seu vasto universo de contos de fadas em versões atualizadas dos contos. Fórmula que tem funcionado muito bem em produções como Once Upon a Time, Ever After High e mesmo em outras mídias como série em quadrinhos, Fábulas da Vertigo. O caminho escolhido pela casa do Mikey foi o da TV, escalando estrelinhas já conhecidas da criançada pelas séries do canal, para viver os filhos dos personagens imortalizados em seus clássicos.

Assim, após se casar com Bela, a Fera uniu todos os reinos mágicos sobre uma única bandeira, e isolou todos os vilões em uma ilha cercada por uma barreira mágica. Duas décadas depois seu filho Ben (Mitchell Hope), está prestes a ser coroado rei (aos 16, e com um pai jovem em capacidades plenas de reinar!?), e decide que seu primeiro decreto é dar uma chance aos descendentes dos vilões. Afinal os filhos, não podem pagar pelos erros dos pais, mas também vivem isolados na ilha. Os escolhidos para o "intercâmbio" são Mal (Dove Cameron), filha de Malévola (Kristin Chenoweth); Evie (Sofia Carson), filha da Rainha Má (Kathy Najimy); Jay (Booboo Stewart), filho de Jafar (Maz Jobrani), e Carlos (Cameron Boyce), filho de Cruella de Vil (Wendy Raquel Robinson).

Adivinhou quem deduziu que os pais incumbiram seus rebentos de uma missão maléfica. E que os adolescentes tem que decidir se vão agradar os pais, ou descobrir o próprio caminho. Tudo isso enquanto frequentam uma tradicional "high school estadunidense" cheia de príncipes, princesas e filhos de outros "bonzinhos" das histórias.


Não é das premissas mais originais, nem uma trama cujo final seja o mistério. Mas este provavelmente nunca fora o objetivo do telefilme, que acerta nas releituras ao caracterizar tanto personagens conhecidos, como seus descendentes. O capricho se estende do figurino à direção de arte, claro nas devidas proporções de um orçamento de um filme para TV (repara só, se a tal escola, também não fora a mansão Xavier na franquia X-Men, a casa de Lex Luthor e Smallville, e a mansão Queen em Arrow).

Se o roteiro feito é sobre medida para a geração criada na base do "politicamente correto", chegando à ignorar que muitos destes vilões foram mortos nas histórias originais, e ter famílias inter-raciais sem necessidade de explicação,  e nesse sentido funcionam muito bem. O visual moderninho e as estrelinhas do Disney Channel garantem o público fiel. O escorregão fica por conta da parte musical.

A filha e a mãe de Aurora, caso você não se lembre a 
Bela Adormecida da Disney é loira, mas quem se importa?
Inicialmente tido como um filme sem canções, a produção se tornou um musical após a entrada do diretor e coreógrafo Kenny Ortega (responsável pela trilogia High School Musical) na produção. O resultado são coreografias complexas para músicas que destoam do resto da produção. E perdem o público brasileiro mais jovem que ainda não acompanha legendas (estas por sua vez, pequenas e parcialmente escondidas pelo logo do canal), como minha companheira de sessão de 7 anos.

Salvam-se aqui "Rotten to the Core", que apresenta os descendentes, a releitura fofa de "Be Our Guest" (a canção que o castiçal Lumiere canta durante o Banquete em A Bela e a Fera) e "Evil Like Me". Esta última aparentemente incluída apenas para aproveitar os dotes musicais de Kristin Chenoweth, e cuja graça reside única e exclusivamente no estilo Broadway que ela confere à cena.
Chenoweth como Malévola
Além de Chenoweth, o elenco adulto também conta com Kathy Najimy (Mudança de Hábito e Abracadabra) e Keegan Connor Tracy (que curiosamente vive a Fada Azul em Once Upon a Time). Entre os descendentes preste atenção em Booboo Stewart, o filho de Jafar já deu as caras em X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, na saga Crepúsculo, na série Todo Mundo Odeia o Chris, entre outros trabalhos.

Descendentes é um filme feito sob medida para os expectadores do Disney Channel, e neste sentido cumpre o que promete, o que incluí a possibilidade de sequências. Para os pais, e outros espectadores que esbarrarem nele acidentalmente, é apenas uma curiosidade fofa, que remete aos seus clássicos Disney favoritos.

Descendentes (Descendants)
2015 - EUA - 112min - Telefilme
Musical/Aventura/Fantasia


Leia mais sobre produções da Disney e sobre Princesas.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top