quarta-feira, 22 de julho de 2015

Seja um poeta publicado!

Atenção poetas, simpatizantes e afins, já tivemos oportunidades para autores de contos sobre o apocalipse, a era medieval, e o sobrenatural. Agora é a vez das almas poéticas ganharem seu lugar ao sol nas páginas"Até 31 de agosto de 2015, a Andross Editora receberá poemas para publicação no livro METAMORFOSES”

"Metamorfoses - Coletânea de poemas”, deverá ser lançado em novembro de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de agosto de 2015.

SINOPSE DO LIVRO:
Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. 
A frase de Lavoisier reflete o que acontece também na natureza humana, mas com um tanto a mais de complexidade: sentimentos primários como carvão recebem energia suficiente para se transformar em algo bruto, mas valioso. Cabe a poetas lapidarem-no com inspiração e empenho para trazer a você poemas brilhantes como diamantes.

Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site da editora.

SERVIÇO: 
Livro: “Metamorfose - Coletânea de poemas” 
Organização: Edson Rossatto
Envio do texto: até 31/08/2015
Lançamento: 28 de novembro de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora

Esta não é a primeira vez que a editora abre espaço para novos autores. Em 2014 a Andross promoveu outros concursos semelhantes, a para títulos que foram lançados no final daquele ano, e no primeiro semestre de 2015. Saiba mais sobre os títulos aqui.

Segue uma entrevista do editor da Andross sobre o processo de publicação. 

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top