segunda-feira, 6 de julho de 2015

Filme vs Livro: Os Goonies

Não! Eu não escrevi errado o título desta edição da série "Livro vs Filme", entretanto a obra analizada fez o caminho inverso. Nasceu como filme e depois virou livro, logo nada mais apropriado que adaptar o título também. 
Caso você tenha ficado preso em uma caverna nos últimos 30 anos, Os Goonies é um clássico da Sessão da Tarde. Uma produção de Steven Spielberg para toda a família que coloca crianças em uma aventura digna de Indiana Jones. Mikey (Sean Astin), Bocão (Corey Feldman), Gordo (Jeff Cohen) e Dado (Jonathan' Ke Huy Quan), são amigos vivem nas docas Goon (daí o nome "Goonies). Mas sua infância feliz é ameaçada por um campo de golfe que deve despejá-los de seu bairro.

É durante seu último fim de semana juntos, que os meninos afortunadamente encontram um mapa do tesouro, e claro, acreditam na sua autenticidade. Encontrar o tesouro do pirata Willy Caolho pode ser a solução de seus problemas, ou ao menos sua última grande aventura juntos. Inclua aqui o irmão mais velho de Mikey, Brand (Josh Brolin) as meninas Andy (Kerri Green) e Steff (Martha Plimpton), os antagonistas, a gangue Fratelli.

A versão literária segue a história criada por Spilberg, à partir do roteiro original. Foi adaptada por James Kahn, conhecido por adaptar para as páginas clássicos das telas. E claro, reserva algumas diferenças para funcionar nas páginas tão bem como nas telas:

1 - Pontos de vista
Diferente do filme que apesar de ter o personagem de Sean Astin como protagonista, pode e segue outros personagens quando separados, o livro é narrado por Mikey. Logo, só sabemos o que Mikey sabe, assim os detalhes da fuga dos Fratelli são inseridos ao longo do livro como notícias de jornal ou TV.

Já a aventura de Gordo e Sloth é narrada por Mikey, de acordo com o que o amigo lhe contara. Apesar de ser fiel ao filme, a sequencia perde em carisma, ao ser contada por uma terceira pessoa. Especialmente a cena do interrogatório do menino pelos bandidos, provavelmente uma das cenas mais memoráveis do longa.




O romance de Andy e Brandy, e a concorrência do rival mauricinho fica relegadas aos diálogos entre o casal, entre as duas meninas e as impressões de Mikey sobre tudo.

2 - Dado faz mais que cair
De fato, como o livro tem mais tempo aprendemos um pouquinho mais sobre cada um deles, conforme a aventura avança. Uma das passagens mais curiosas, descobrimos a fobia de Dado à água e seu projeto muito bem elaborado para uma cidade flutuante auto-sustentável. Outro que tem um grande segredo é o claustrofóbico Brand. Enquanto a relação de amor e ódio entre Bocão e Steff tem mais tempo para ser explorada.

3. E por falar em água, tem um polvo gigante!!!
Pouco antes de encontrarem o navio as crianças são atacadas por uma polvo gigante. A passagem estava no roteiro original, chegou a ser filmada mas acabou ficando fora do corte final do longa. A sequencia é resgatada para o livro como uma grata surpresa, para quem achava que conhecia a aventura de cor e salteado.


Outras passagens menores e detalhes vão te deixar na dúvida. São novidades apenas do livro, ou sua memória está te pregando uma peça? Como a cena em ma lanchonete onde os meninos param para "abastecer", e precisam fugir de Brand novamente, que inclui uma passagem de Troy.

4 - Mikey e Willy Caolho
A fascinação do garoto pelo mito do pirata, nas páginas ganha mais espaço,  virando uma relação de cumplicidade. O garoto e o pirata parecem ter muito em comum. E, lógico, e narra todo esse sentimento de intimidade que ele cria.

5 - Após os créditos...
O filme termina com gritos de alegria ao amanhecer, enquanto um navio pirata carregado de tesouro e pedras preciosas vai navegando vagarosamente em direção ao horizonte sem que ninguém o persiga. Já o livro, nos dá um pouco mais. Notas de jornal dos dias posteriores informam o que aconteceu com a gangue Fratelli. E o impacto da grande descoberta dos Goonies nas docas Goon.

Também somos informados, que no namoro de Andy e Brand, vai muito bem (obrigada!). Que segundo as leis náuticas da região, o tesouro do navio pertencem aquele que os encontrou primeiro. E que Sloth realmente encontrou uma família.
______________________

Mesma aventura, mesmos personagens carismáticos e alguns enriquecedores detalhes a mais. Não são muitas as diferenças entre as versões cinematográfica e literária de os Goonies. Leia ouvido a trilha de Cindy Lauper e vai se divertir exatamente como nos tempos da Sessão da Tarde.

Os Goonies completaram 30 anos junho, por isso fizemos um especial sobre o filme no blog parceiro DVD, Sofá e Pipoca, confira aqui.

Leia a resenha do livro Os Goonies, ou outros posts da série Livro vs Filme.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top