sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Marvel's Agent Carter - 1ª temporada

Segundo muitos viciados em séries, quanto menor a temporada, maior a qualidade e o consequente gostinho de "quero mais". Como lidar então com Agent Carter que teve apenas 8 episódios para apresentar a primeira protagonista das produções da Marvel?


Peggy Carter (Hayley Atwell) durante a Segunda Gerra Mundial, era o braço direito/confidente/interesse romântico de ninguém menos que Steve Rogers, o Capitão América. Mas, o bom moço desapareceu, a guerra acabou, e os soldados voltaram para casa para retomar os cargos que as mulheres precisaram assumir em sua ausência.

Assim, apesar do currículo invejável, Peggy oficialmente agente da SSR (Reserva Científica Estratégica), só consegue missões para atender telefonemas e pegar cafezinho. Logo, é claro que a moça não hesita em virar uma agente dupla quando Howard Stark (Dominic Cooper, em participações especiais), acusado de deixar suas invenções "vazarem" para o mercado negro, pede ajuda da moça para provar sua inocência e recuperar suas traquitanas perigosas. Deixando como contato/apoio seu mordomo Edwin Jarvis (James d'Arcy).

Além de solucionar o caso, provar sua competência, e não morrer no processo, Peggy ainda precisa superar a perda de Rogers. Provavelmente a tarefa mais difícil das que enfrenta, seja por ser tratada pelos colegas como a "mocinha do Capitão". Ou pelas constantes referências ao herói como a rádio-novela (tradicional soap-opera, com direito marca de sabonete patrocinando), onde ele se aventura ao lado da frágil mocinha Betty Carver.

Tudo isso em apenas 8 episódios que estão recheados de referências ao universo Marvel. Desde a apresentação do próprio Jarvis, que serviu de base para o sistema operacional usado pelo Homem de Ferro, passando por personagens que retornam de O Primeiro Vingador, a participação obrigatória de Stan Lee, até a possível base de treinamento da Viúva Negra. Apesar disso não é preciso ser um expert em HQs para acompanhar a série.
Participação de Stan Lee: confere! Referência a Tony Stark: confere!
As referências são muitas sim, mas são apenas para agradar os fãs. Os não iniciados podem acompanhar um programa com uma ótima trama de espionagem no auge da guerra fria. Organizações secretas, gadgets impossíveis e planos intrincados, orquestrados por vilões com habilidades únicas. Enquanto acompanha a divertida e incomum relação entre a desvalorizada super-agente, e o mordomo britânico afetado.

E por falar na protagonista, vê-la usar o preconceito da época a seu favor é um dos pontos altos da trama. Afinal quem vai desconfiar de uma "frágil e incompetente" mulher? Mérito da intérprete Hayley Atwell.

Outro ponto alto, é a bem construída atmosfera da época. Passada em 1946, a série acerta nos cenários bem construídos e presente no imaginário coletivo da época como o típico dinner onde trabalha a aspirante a atriz, amiga de carter, Angie Martinelli (Lyndsy Fonseca). Ou a sede secreta da SSR, elegantemente disfarçada de agência telefônica. O figurino também acompanha em qualidade, e exalta a feminilidade e a força da protagonista, sem destoar da época. É gratificante descobrir na silhueta de Carter uma autêntica bombshell, e não as tradicionais heroínas modelos sem curvas do cinema atual (prestem atenção pessoal responsável pela Mulher Maravilha!).

Enver Gojkaj,  Chad Michael Murray e Shea Whigham completam o elenco.
Ainda sem confirmação de segunda temporada a temporada termina com um final melancólico, porém necessário: Peggy precisa seguir em frente. E apesar de funcionar bem como série independente, está bem inserida no universo que a Marvel vem desenvolvendo no cinema e na TV. O resultado e o tal gostinho de "quero mais". Querer assisistir como Carter se tornou uma das veneradas fundadoras da S.H.I.E.L.D. Ou como a SPOILER - infiltração da Hydra passou despercebida - FIM DO SPOILER. Caso seja "Marvel Maníaco", ou simplesmente descobrir quais seus próximos passos, caso seja não iniciado.

Em apenas 8 episódios, Agent Carter provou que há espaço e histórias de qualidade a serem contadas com protagonistas femininas dos quadrinhos. Com potencial comprovado, agora é esperar que novas histórias e heroínas invadam nossas telas!

Leia mais sobre:
Agente Carter
Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D
Capitão América - O Primeiro Vingador - O Soldado Invernal

2 comentários:

Kahlil Appel disse...

Assisti ao primeiro episódio e gostei muito, ler coisas boas apenas me motivam a terminar o resto!

http://filme-do-dia.blogspot.com.br/

Fabiane Bastos disse...

Termine, não vai se arrepender. Além disso meus instintos de aranha (agora ele pode né), dizem que tem ligação com o novo Vingadores, em especial com a origem da Viúva Negra.

Será que acertei??

Valeu pela visita!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top