quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1

Os jogos televisionados acabaram, mas não a disputa por Panem. E essa batalha é travada com estratégia midiática em Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1.

Após ser resgatada espetacularmente, durante o "Massacre Quaternário", edição especial ainda mais cruel dos tais Jogos no filme anterior. Katniss (Jennifer Lawrence) se encontra no supostamente extinto Distrito 13. Onde se descobre como símbolo involuntário de uma guerra contra a supremacia da Capital e do Presidente Snow (Donald Sutherland). Tudo isso sob a influência da pragmática Presidente Alma Coin (Julianne Moore) e do "marketeiro" Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman).

Do outro lado da disputa, é Peeta (Josh Hutcherson), quem vira arma de manipulação das massas da capital. Deixando mais confusa ainda, a mocinha que só entrou nisso tudo para salvar a irmã. Suas ações heroicas até agora, foram mera reação às situações. Reações aliais que até podem ser vistas como egoístas, já que o único objetivo da moça fora salvar seus entes queridos, e a própria pele. Logo, não é de se estranhar que a garota se sinta desconfortável ao ter que desempenhar o papel, e suas melhores atuações sejam espontâneas (características que Lawrence pontua bem em sua atuação).

 Também não demora muito para Heavensbee (Hoffman, em atuação que nos faz novamente lamentar sua morte), perceber isso e jogar a protagonista no mundo real. Devidamente acompanhada de uma equipe de filmagens comandada por Cressida (Natalie Dormer, de Game of Thrones).

Então "o tordo acorda", e passamos à acompanhar não apenas as reações de Katniss, bem como seus conflitos internos. Estes vão desde, não querer ser um joquete da guerra, descobrir em quem realmente confiar, a preservação dos seus, e claro em escala devidamente reduzida (se comparado à outras franquias adolescentes) o triângulo amoroso.

É com as frustrações, indecisões e reações da protagonistas que os personagens secundários tem de lidar. E com tempo que a divisão do último livro da trilogia de Susane Collins em dois filmes proporciona, há tempo para apresentar os novatos, e desenvolver os arcos dos coadjuvantes. Assim Effie (Elizabeth Banks) ganha mais importância, Gale (Liam Hemsworth) começa a entender o quão complicados são os sentimentos de sua pretendente, também passamos a conhecer melhor o ambíguo Finnick (Sam Claflin) e a fria Presidente Coin (Moore). Muitos em participações pequenas, mas muito bem empregadas.

Tudo isso sem deixar de lado os temas mais maduros e complexos que destacaram a série das demais franquias juvenis. Agora, o espetáculo de manipulação midiática, e as discrepâncias entre a colorida Capital e os empobrecidos distritos, dão espaço a tensão em um estado de eminente guerra, em um mundo cinza e claustrofóbico. Sim a mídia e a manipulação, ainda são as principais armas usadas, mas agora as consequências, vão além das arenas, incluindo até ataques e incursões militares.

Apesar de incompleto (a Parte 2, só chega em 2015), Jogos Vorazes - A Esperança - Parte 1, é um filme corajoso, que se permite até ter momentos contemplativos, em uma franquia para um público mais interessado em ação frenética. Além de manter qualidade não apenas, visual e narrativa, mas temática. Apresenta uma protagonista forte, que não precisa ser masculinizada, sexualizada, ou mesmo invulnerável (Katniss sofre, gente!), para ser um exemplo. E personagens secundários com várias facetas. Todos com problemas reais, que podem devidamente ser usados como metáfora ou paralelo com o mundo real.

Entretanto, assim como nas produções anteriores da franquia, resta saber se a empolgação presenciada nas salas durante as primeiras sessões, vão além das cenas de ação, piadas e rostinhos bonitos. Se o público alvo percebe, compreende e aproveita, todo esse conteúdo complexo e inteligente apresentado em forma de entretenimento.

Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 (The Hunger Games: Mockingjay - Part 1)
EUA - 2014 - 123
Aventura / Fantasia / Ficção científica

Leia também: as críticas de  Jogos Vorazes e Em Chamas. Ou veja todo nosso conteúdo relacionado à franquia

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top