quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Garota Exemplar

Bodas de Madeira, é o que se comemora quando se completa 5 anos de casamento. Embora, Nick (Ben Affleck) não faça ideia com que artefato feito do material vai presentear a esposa. Sem problemas, pois sua esposa Amy Dunne (Rosamunde Pike) desaparece exatamente no dia da comemoração.

O problema é que Nick se casou com "Amazing Amy", que inspirou uma série de livros infantis escrita por seus pais, sobre uma garota capaz de feitos incríveis. Logo, não apenas teve toda a vida sob os holofotes, como é amada por toda a nação. Despreparado para tanta atenção, e com evidências conflitantes, Nick logo se vê na posição de principal suspeito pelo desaparecimento da esposa. Mas, será mesmo?

Baseado no livro homônimo de Gillian Flynn, que também é responsável pelo roteiro. O longa é cheio de reviravoltas, para o expectador que nunca fica realmente convencido sobre a culpa de Nick, mas também não se sente seguro por descartá-la. Isso por que Affleck cria um chefe de família, patético e cheio de falhas, sem no entanto torná-lo uma caricatura.

Mas, é Pike quem "rouba" o filme com a personagem título. A garota perfeita, mas cheia de nuances, que embora desaparecida se faz presente através de flashbacks e narrações em off de seu dia-a-dia. Característica herdada do livro que divide a narrativa em duas. O circo criado pelas investigações, e investidas da mídia e as consequentes reações de Nick. Em contraponto à rotina do casal, narrada por Pike.

O filme critica de forma inteligente a influência da mídia como formadora de opinião, assim como a manipulação das situações para virar o opinião pública para este ou aquele lado. Além de apontar o cinismo das relações pessoais, gerado pelo desgaste do cotidiano. E o pragmatismo da vida moderna, que leva à atitudes absurdas em impensáveis, mas que contudo se justificam, simplesmente por funcionar.

Debates à aparte, Garota Exemplar é antes de tudo, um thriller intrigante e muito bem feito, que não tem medo em desacelerar o ritmo, sempre envolvente, para explorar bem as situações geradas pelas várias reviravoltas. Colocando os personagens em situações extremas, e esperando que consigam por conta própria sair delas. Resultado de um bom material base, e um diretor (David Fincher - Clube da Luta, A Rede Social) que sabe lidar com personalidades em situações extremas. Sem dúvidas umcasamento muito mais eficiente que aquele que move a trama.

Garota Exemplar (Gone Girl)
EUA - 2014 - 149 minutos
Suspense

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top