sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Once Upon a Time - 3ª temporada

Era uma vez, um tempo em que contos de fadas e aventuras medievais voltaram a moda. Então os criadores de uma famosa série de sucesso na TV resolveram repaginar e recontar essas histórias clássicas. Assim nasceu Once Upon a Time. Mas, se você sabe que estes criadores antes realizaram Lost, já deve imaginar que a narrativa não é tão simples quanto um "e viveram felizes para sempre".

E depois de quase ter um final feliz, os contos de fadas, foram amaldiçoados, quebraram a maldição, continuaram com problemas e enfrentaram vilões mais malvados que a Rainha Má original. E na terceira temporada investem em novos reinos e mitologias. Não que já não tivessem flertado com outros universos antes, o Doutor Frankestein, Mulan e até personagens do país das maravilhas já haviam dado as caras.

Para os não iniciados a série originalmente acompanharia a vingança da Rainha Má, contra os vitoriosos Principe Encantado e Branca de Neve. Vingança essa, que trouxe todos os personagens para um terrível castigo, nosso mundo nos dias de hoje. De lá para cá, diversas princesas, príncipes, fadas e vilões já deram as caras, sempre repaginados, e revelando que nenhum deles é 100% mal ou bom. O universo e as reviravoltas são muitos, logo aconselho ler os textos sobre as temporadas anteriores.

De volta ao terceiro ano da série, sempre com a "familia" (entre aspas pois o clã é bastante complexo) de Branca de Neve como personagens centrais, Once Upon a Time, abandonou a pacata Storybroke na primeira metade da temporada, para reapresentar Peter Pan e sua Terra do Nunca ao mundo.

Com produtores de Lost, quem duvidou que cedo ou tarde pararíamos em uma ilha?

Depois de passar um tempo na "segunda estrela à direita, até o amanhecer", a trama dá um salto de tempo e apresenta uma nova ameaça em sua segunda parte. A passagem de um ano incorporada à trama, serve bem ao propósito de explicar o envelhecimento do ator mirim Jared S. Gilmore (Henry), e acomodar a gravidez de Ginnifer Goodwin, (Branca de Neve, que na vida real realmente é casada com Josh Dallas o Principe Encantado, também ficou grávida na série). Nesta segunda metade é a vez de os cidadãos de Oz darem as caras, principalmente a Bruxa Má do Leste (ou seria Oeste).

Tudo sempre acompanhado dos tradicionais flashbacks com a vida pregressa dos personagens, que nos ajudam a compreender porque fazem o que fazem nos tempos atuais. Mas a essa altura você já deve estar se perguntando, com tantos personagens novos, tem espaço para todo mundo? Não, não tem.

O excesso é provavelmente o maior problema da série, é muito provável que o expectador se pergunte por onde anda, um personagem ou outro. Ou ainda se surpreenda ao ver seus intérpretes em outras produções. Jamie Chung (a Mulan) por exemplo, trabalhou em Believe este ano. Já Meghan Ory (Chapeuzinho Vermelho), estrela Inteligence. Ambas fizeram participações especiais nesta temporada.

Verde de inveja, porque Regina é uma vilã que amamos!

A solução para isso foi assumir, seguir apenas as personagens consideradas principais e trazer de volta outras figuras quando estas se fazem necessária, sejam elas conhecidas como o Grilo falantes ou novidades como Rapunzel e Robin Hood. O que à exemplo de Game of Thrones tem funcionado bem. Neste caso o foco ficou em Emma (Jeniffer Morrison), Henry (Jared S. Gilmore), Lana Parilla (Rainha Má), Branca e Encantado (Ginnifer Goodwin e Josh Dallas), Rumpelstinksi (Robert Carlyle), Bella (Emilie de Ravin), e Gancho (Colin O'Donoghue). Além é claro dos vilões convidados da vez, Peter Pan (Robbie Kay) e A Bruxa Malvada do Oeste Zelena (Rebecca Mader).

Quanto ao universo extremamente expandido e cheio de reviravoltas. É complexo do tipo, perca um episódio e ficarás confuso para sempre. E sim vai afastar alguns, mas Doctor Who faz isso há 50 anos, e ainda tem muitos fãs.

Não que eu acredite que Once Upon a Time ficará no ar por 50 anos. Cedo ou tarde vai se tornar cansativo, ou a moda dos contos de fada vai passar. Por hora, a série apresentou uma boa terceira temporada (mencionei que teve viagem no tempo? Viagem no tempo faz tudo ficar melhor). E tem fôlego e potencial para um bom quarto ano. E com isso me dou por satisfeita!

Once Upon a Time é exibida no Brasil pelo canal Sony, e na Record recebeu o título nacional de "Era Uma Vez". Leia mais sobre Once Upon a Time, sobre séries, ou sobre Branca de Neve.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top