segunda-feira, 11 de agosto de 2014

12 Homens e Uma Sentença

Resgatando textos antigos, de publicações com que contribui e atualmente estão fora da rede (pois sou preguiçosa demais, para escrever algo que não possa ser lido). Encontrei este ótimo texto publicado no falecido site "Pub&Comunic" em Abril de 2011, pela ocasição falecimento do cineasta Sidney Lumet. Segue o texto (devidamente atualizado), que faz uma breve apresentação de Lumet, através de seu primeiro longa:

12 Homens e Uma Sentença*

O primeiro longa para cinema de Sidney Lumet, é um clássico entre filmes de tribunal. Curiosamente este tem apenas uma pequena cena inicial passada na sala de julgamentos: a saída dos jurados para decidir a culpa ou inocência do réu. Acompanhamos os 12 homens para a sala de deliberação, está aí o cenário de praticamente todo o longa.

Antes que você decida que um filme inteiro passado em uma só sala deve ser arrastado, repetitivo e cansativo, leia a sinopse:

12 Homens e Uma Sentença (12 Angry Men, 1957), mostra o processo de deliberação de um júri sobre a culpa de um jovem porto-riquenho acusado pelo assassinado do pai. Loucos para ir para casa e acabar com o incômodo dever de jurado, 11 deles acreditam na culpa do joven. Sr. Davis (Henry Fonda), o jurado número 8 não acredita na inocência, nem na culpa do rapaz. Sem a unanimidade ou a certeza de sua culpa, o júri deve rever as provas e analisar cuidadosamente o caso.

Com 11 pessoas nada dispostas a colaborar com o trabalho, não é de se admirar que os conflitos logo apareçam. As discussões muito bem elaboradas apresentam não apenas a evolução do caso, mas a personalidade de cada pessoa na sala. Ao final do longa conhecemos bem aquelas personalidades, embora ainda os tratemos como jurado 8, primeiro jurado, etc. Não chegamos a saber os nomes da maioria deles.

Enquanto expectadores, além de termos um vislumbre das atitudes humanas diante de divergências de opiniões, personalidades e a obrigação de uma tarefa que não se quer cumprir, ainda nos convencemos da culpa, da inocência, ficamos confusos ou oscilando entre as opções. Indiferente é que não conseguimos ficar.

12 Homens e Uma Sentença, não fez sucesso na época de seu lançamento. Indicado a 3 Oscar (Melhor Diretor, Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado), não levou nenhum. Recebeu 1 BAFTA (Melhor Ator Estrangeiro - Henry Fonda) e o Urso de Ouro do Festival de Berlin. Extremamente teatral teve diversas versões para os palcos ao redor do mundo, e uma refilmagem para TV em 1997.

Sidney Lumet, faleceu em 08 de Abril de 2011, aos 86 anos. Diretor de mais de 50 filmes, produziu cerca de 1 longa por ano desde 1957. Com várias indicações ao Oscar, recebeu apenas um, em 2005, pelo conjunto da obra. Em sua extensa filmografia destacam-se Um Dia de Cão (Dog Day Afternoon, 1975 ), Rede de Intrigas (Network - 1976), O Príncipe da Cidade (Prince of the City - 1981) e O Veredito (The Verdict - 1982), de 1982. Seu ultimo filme foi Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto (Before the Devil Knows You're Dead - 2007). A fragilidade da justiça, da polícia e sua corrupção estão entre seus temas recorrentes.

*Texto atualizado, originalmente escrito para o site Pub&Comunic, em Abril de 2011.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top