segunda-feira, 14 de julho de 2014

The Leftovers

De repente, em um dia qualquer, 2% da população desaparece sem deixar rastro. Aos ouvidos, 2% não parece muito, mas na verdade é algo em torno de 140 milhões de pessoas. E pela lógica da série The Leftovers isso corresponde à ao menos 1 pessoa de cada família do mundo.

Três anos mais tarde, ainda não há explicação para o que aconteceu. Mas para quem ficou, a vida continua e são as reações (a longo prazo) em uma cidadezinha qualquer dos EUA, que a série criada por Damon Lindelof (Lost) pretende explorar. Há quem tente manter os rumos da sociedade como a prefeita (Amanda Warren), que insiste em relembrar com uma cerimônia o "dia do não sabemos o que diabos aconteceu". Outros tentam levar a vida com mais cautela, como o Chefe de Polícia (Justin Theroux), mesmo quando nada faz sentido. Tem quem tente encontrar um sentido para o mistério como o reverendo Jamison (Christopher 'Doctor Who' Eccleston). Adolescentes aparentemente não ligam muito, e tem aqueles que ainda parecem estar perdidos nesta nova realidade (Liv Tyler).


A teoria mais comum, do arrebatamento bíblico, não parece se sustentar muito nas evidências. Mesmo assim é claro, misteriosas seitas surgem. Algumas meio secretas misterioso guru com poderes criativos. Mas a maior delas, é formado por um grupo de pessoas que passou a usar branco, parou de falar e aparentemente fumam por sua fé. E tem a bizarra mania de perseguir pessoas.

Sim, temos muitos núcleos. Cada um com seus mistérios, e um caminho desconhecido a ser mostrado, não sabemos onde cada um estava, o que perdeu, e como reagiu ao dia 14/10, três anos atrás, muito menos como se tornaram as pessoas que são agora.

Apesar das inúmeras incógnitas e núcleos, a narrativa é bem construída, dando aos personagens o espaço necessário para a parte da história que pretende contar. Logo, há episódios em que todos os núcleos participam, mas também é possível focar em um ou outro personagem.


Apenas 3 episódios foram ao ar, e já difícil evitar as comparações com Lost. Seja por seu ar de mistério, ou pelo seu criador. Mas já é possível ver que esta trama pretende focar no agora, e não abusar tanto dos flashbacks e flashfowards, características marcantes da série da ilha. Se o ritmo mantiver este estilo deve agradar o jeito é torcer para os criadores, não se perderem no caminho e não entregarem "uma rolha" como explicação para tudo. As vezes é melhor não ter explicação.

Mas estas foram apenas as primeiras impressões. The Leftovers é baseada no livro homônimo de Tom Perrotta. Está sendo exibida simultaneamente com a estréia estadunidense na HBO. A série vai ao ar aos domingos, às 23hs.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top