terça-feira, 6 de maio de 2014

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro

Vale comentar, este título exageradamente grande é privilégio da versão nacional. Dito isso podemos falar sobre o longa. Finalmente conseguimos não pensar na trilogia de Sam Raimi ao assistir as novas aventuras de Peter Parker. Agora, a principal comparação é com o longa anterior desta mesma franquia.

Peter (Andrew Garfield), está entrando em uma nova fase na vida, prestes à se formar no colégio, curtindo a vida de super-herói, tem a admiração da população de Nova York, e até os policiais fazem "vista grossa". A única complicação é não conseguir cumprir a promessa que fizera ao pai de sua namorada, e ficar longe de Gewn Stacy (Emma Stone), para manter a moça segura. É claro, que a boa vida de pegar bandidos comuns não dura muito, afinal cedo ou tarde a "Ameaça de Electro" (Jaime Foxx) do título surge, assim como um velho amigo de Petter trazendo de volta conflitos que Peter deixara de lado e muito perigo para as cidade.

O "conflito" que Peter havia deixado de lado, é o misterioso passado de seus pais, que volta à cena quando o Harry Osborn, herdeiro da Oscorp (Dane DeHaan) retorna à cidade. Já Electro, um tímido e invisível funcionário da Oscorp sofre um absurdo acidente de trabalho que lhe provém seus poderes. E se você lembrar que que Gwen trabalha lá, assim como o pai de Peter trabalhou, é difícil não se perguntar? Quantas coincidências o universo é capaz de criar?

Aparentemente tantas quantas os roteiristas puderem criar. Assim, nesta nova franquia do cabeça de teia, tudo está interligado, da morte dos pais do protagonista, seus poderes e até seus maiores vilões. Isso pode incomodar dependendo do nível de "suspensão de descrença" que o expectador está disposto à dispensar.

Ao menos o excesso de subtramas e vilões (fator que afundou Homem Aranha 3), aqui estão melhor equilibradas. Talvez até por estarem tão interligadas. Sim, muitos vilões foram anunciados e estão no longa, mas a ameaça principal é Electro, e não há desvios quanto a isso.

Além disso o filme compensa finalmente acertando o tom de seus personagens. Assumindo seu Petter jovem hipster (nada nerd) que tenta manter seu bom humor mesmo em situações difíceis. Dando uma motivação mais coerente para Harry Osborne (que caso você não se lembre da primeira trilogia eventualmente se tornará o Duende Verde). E mesmo os exageros no visual patético de Electro antes de sua transformação, e no ultra brilhante após, fazem sentido. Afinal ele vai lutar com alguém vestido de colante vermelho e azul, que faz piada dos bandidos. O tom quase cartunesco é mais próximo do bom humor das animações, que dos dilemas morais de quem tem grandes poderes e consequentemente responsabilidades.

O perigo dessa abordagem é perder o peso da carga dramática  nos pontos da trama em que ela se faz necessária. Assim, em minha sessão, durante uma cena de luta um pai brincava com os filhos, afirmando que o roteiro traria uma grande catástrofe. Mas, claro, o Homem-Aranha iria contorna-la facilmente. A sala estava muito escura para eu ver a expressão das crianças quando tal catastrofe realmente aconteceu, e não foi remediada. Em momento algum aquele pai acho que algo mais sério poderia acontecer em um longa tão divertido.

Mas, é divertido! E apesar das coincidências exageradas, e da trilha sonora de video-clipe exagerado, é muito mais coerente que seu antecessor. Os problema do 3D escuro demais, também foi solucionado e até vale a pena, apenas para ter a sensação de voar pelos prédios de NY com a câmera em primeira pessoa. Embora não seja indispensável. E claro, a trama termina com um gancho grandioso, para as sequencias.

Falta apenas descobrir a função de tia May (Sally Field, praticamente uma ponta de luxo), neste universo. Com isso, e mais os dois longas da tetralogia, quem sabe finalmente entendamos a real necessidade de um reboot tão prematuro da franquia do seu amigo da vizinhança.

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (The Amazing Spider-Man 2)
EUA - 2014 - 142 minutos
Ação

Leia a resenha de O Espetacular Homem Aranha

P.S.: Em algumas sessões há uma cena pós créditos de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido. Propaganda gratuita ganhada pela Fox após pendenga judicial. Na minha sessão não tinha, então...


Para mais informações sobre os X-Men, visite o especial Mutante do DVD, Sofá e Pipoca.

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top