sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Sleepy Hollow

EUA ,1781, Guerra pela Independência dos Estados Unidos. O britânico vira-casaca Ichabod Crane (Tom Mison) morre durante uma batalha, em missão para o general George Washington, logo após decapitar um soldado incomum. Sleepy Hollow, 2013. Ichabod Crane levanta de seu túmulo, ao mesmo tempo que a cidadezinha do interior sofre ataques com vítimas decapitadas. 

A investigação sobrenatural cabe à Tenente Abbie Mills (Nicole Beharie), primeira no local. Depois de algumas suspeitas, um pouco de descrença sobre a parte sobrenatural e muitas discussões a moça acaba tornando Ichabod seu parceiro.


CSI + Supernatural. Na verdade é mais fácil comparar, Sleepy Hollow, nova série da Fox, com a saga dos Wincherster uma vez que a pacata Sleepy Hollow não dispõe de toda a tecnologia que os investigadores de cenas de crime possuem. Mas é na mistura de investigação policial e sobrenatural que a série se baseia. A parte cômica fica por conta da adaptação de Ichabod, um viajante no tempo, que precisa aprender às pressas 250 anos de história e evolução tecnológica. Mulheres de calças, negros livres, armas que disparam vários tiros e lâmpadas são novidades para ele.

É provavelmente pela situação incomum do protagonista e sua descoberta de um admirável mundo novo que você provavelmente vai acompanhar a série. E, talvez seja pela história intricada que você a abandone (ou não). Enquanto os irmãos Winchester gastaram muito tempo fazendo você gostar da dupla com "o monstro da semana", Sleepy Hollow vai direto à muito intricada trama principal. Apresentando pouco as personagens, demora mais para "gostarmos" da caricata Tenente Mills (policial durona, com passado nebuloso), enquanto isso cabe á Ichabod carregar a dinâmica da dupla. Felizmente, tem muita história para contar e distraír esta falha.

Além de viagem no tempo e misteriosos assassinatos sobrenaturais, existe toda uma trama envolvendo a morte e retorno de Ichabod. Sociedades secretas, bruxaria, terror e história "estadunidense" criam uma trama bastante intricada que exige dedicação do expectador. Sim, é possível que você fique confuso ao pular alguns episódios. Conseguir expectadores novos no meio da temporada, também é improvável. Mas a trama única contínua também pode deixar viciados intrigados quem resolver dar uma chance à série.


Curiosamente o formato de histórias contínuas cada vez mais popular hoje em dia (vide Once Upon a Time, The Walking Dead e Game of Thrones), deveria ser o favorito de expectadores educados à base de novelas, mas ainda não captou o grande público por aqui. Por outro lado, é a atração perfeita para maratonas do Netflix. Mas isso é assunto para outro post.    


Enquanto isso, Sleepy Hollow é uma ótima opção para quem curte, mas já está cansado da mesmice do gênero policial. Mas deve agradar ainda mais fãs de fantasia, horror e mistério. O elenco conta ainda com Orlando Jones e Katia Winter e tem participação especia de John "Sulu" Cho.

A primeira temporada de Sleepy Hollow tem 13 episódios, e segunda temporada já foi confirmada. A série é exibida pela Fox, as terças-feiras às 23h15, logo após The Walking Dead.

Sobre The Legend of Sleepy Hollow de Washington Irving
A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça, é o nome mais popular no Brasil para o conto The Legend of Sleepy Hollow. Para aqueles que conhecem apenas a versão de Tim Burton, segue um breve resumo. Inspirado pelo folclore germânico o conto de Washington Irving foi publicado pela primeira vez em 1820. E conta a disputa de Ichabod Crane pelo amor de Katrina Van Tassel, luta que ele acaba perdendo por causa do Cavaleiro sem cabeça. A história se passa na vila real de Sleepy Hollow (New York, EUA, quepassou a se chamar North Tarrytown em 1997). Também acredita-se que alguns personagens foram inspirados em moradores reais da época.

Follow my blog with Bloglovin

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top