sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Ender's Game - O Jogo do Exterminador

Nosso planeta foi atacado por alienígenas no ano de 2086. Por sorte, ganhamos a primeira batalha, mas para prevenir futuros ataques criamos uma academia em órbita para treinar futuros combatentes espaciais. Por algum motivo, que nunca fica claro, acredita-se que Ender (Asa "Hugo Cabret" Butterfield) é a grande esperança da humanidade. Quando digo acredita me refiro ao coronel Graff (Harrison Ford) e a Major Anderson (Viola Davis), uma vez que o filme não oferece muito espaço para explicar quem é quem no mundo do futuro.

A falta de contextualização, é um ponto confuso de Ender's Game - O Jogo do Exterminador. Especialmente se considerarmos que a ficção científica que prometia muita ação espacial, troca as batalhas por muito falatório. Do que tanto falam? Das inquietações e dilemas do jovem protagonista, forçado a tornar-se um líder sem razão aparente. Estas também teriam mais sentido se melhor contextualizadas, evitando a sensação que os irmãos de Ender não tenham o que fazer na narrativa.

Lançado em 1985, o livro homônimo de Orson Scott Card que inspirou o longa, previu o uso de veículos não tripulados, comandados por interfaces que mais parecem video-games, que atualmente realmente utilizados. Entretanto, nas telas o recurso teve um efeito negativo. Um monte de crianças discutindo estratégia de batalha em frente a uma tela, e batalhas feitas por computação gráfica não são a forma de ação mais empolgante.

Cheio de conceitos interessantes, mas de aplicação equivocada O Jogo do Exterminador, erra ao tentar simplificar o enredo, eliminando o contexto político e ideológico, em prol das questões morais do protagonista. Escolha que é bem sucedida apenas no terceiro ato, quando finalmente começa a abordar questões morais mais complexas pouco antes de interromper a discussão para criar o gancho para sequência.

Vale pelos efeitos especiais e pelo elenco, que além de Buterfield, Ford e Davies, também conta com Hailee Steinfeld, Abigail Breslin e Ben Kingsley. E assim como as autoridades do futuro esperavam por um novo ataque, resta para o expectador esperar por uma sequência que aproveite melhor o material original e nos apresente um universo mais atraente.

Ender's Game - O Jogo do Exterminador (Ender's Game)
EUA - 2013 - 114 minutos
Ficção científica

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top