quarta-feira, 1 de maio de 2013

Homem de Ferro 3

Exatamente um ano atrás (sério olha a data da resenha ), a Marvel chegava ao auge de sua grande empreitada cinematográfica, em filme que atendeu (para muitos superou expectativas), coisa difícil no mundo dos blockbusters. Reunir os melhores heróis da terra deu certo, deixou os cofres da empresa cheios, e cinéfilos e fãs de de quadrinhos felizes. Com tanta badalação, como voltar aos filmes solo? Essa é a tarefa de Homem de Ferro 3!

Então, os nervos de Tony Stark (Robert Downey Jr.) não são de ferro. E descobrir que existem alienígenas, deuses, homens com sérios problemas para controlar a raiva e quase ficar preso do outro lado de um buraco de minhoca, causaram crises de ansiedade no herói. Este passa todo seu tempo aprimorando seu "armamento pessoal". Enquanto isso o terrorista Mandarim (Ben Kingsley, sempre eficiente) decide ensinar por base da força, uma lição ao mundo. Entre suas invasões de sinais de TV e atentados, o terrorista acaba atingindo o amigo e segurança de Tony, Happy Hogan (Jon Favreau, diretor dos 2 primeiros filmes da franquia), o que faz com que o herói entre na "briga".

Uma briga e tanto! As cenas de ação são espetaculares, desde as explosões, lutas coreografadas e os supra-esperado exército de armaduras. Apesar de neste longa vermos mais Tony Stark, e menos Homem de Ferro, se comparado aos outros filmes.

Super atual, a trama mais é política apresenta de forma interessante não apenas a lógica terrorista que coloca os EUA como o "mal do mundo". Mas, também a visão criada pela mídia sobre esses eventos e seus mentores, aumentando o caos, e o impacto de figuras como o Mandarim e Bin Laden no imaginário coletivo. Por incrível que pareça sem perder o humor afiado do gênio, playboy, milionário, filantropo.

Apesar de divertido e eficiente, este longa parece ser o mais deslocado da série. Sim, os eventos de Os Vingadores tem seu papel na trama, especialmente com relação à fragilidade de seu protagonista. Mas a conexão com o universo Marvel para por aí. O que faz com que o expectador se pergunte constantemente, por onde anda o pessoal da S.H.I.E.L.D.? Ou ainda que ao menos o Capitão América ajudaria diante da grandiosa ameaça que o Mandarim se tornara.

Mesmo a cena pós créditos destoa das outras da franquia (isso mesmo, não saia da sala!). Trazendo uma piada como surpresa, ao invés do tradicional "gancho" para o próximo filme do herói ou de seus colegas de universo heroico. Tudo para dar uma sensação de encerramento de franquia, o que não funciona. Afinal, sabemos que a Marvel não vai abandonar seu pote de ouro tão cedo!


P.S.: O 3D convertido é legal, mas não é indispensável.
Leia a resenha de Homem de Ferro 2 e Os Vingadores.

Homem de Ferro 3 (Iron Man 3)
EUA - 2013 - 130 min.
Ação / Ficção científica

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top