segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Ted


Finalmente compreendi porque os brinquedos de Toy Story nunca revelarem o fato de estarem vivos para seu dono, Andy. Woody, Buz e cia talvez estivessem evitando tornar impossível romper um laço que já é difícil de quebrar. É exatamente esta a grande questão de Ted.

John (Mark Wahlberg) era um garotinho tão solitário que nem a vítima oficial de bullying do bairro queria brincar com ele. Quando ganha um ursinho de natal, deseja que ele ganhe vida para ser seu amigo. E como milagres de natal adoram acontecer em filmes, na manhã seguinte Ted (Seth MacFarlane) fala e anda por conta própria. A partir daí o urso de pelúcia passa a ser o companheiro de John em tudo.

E continua sendo o companheiro de John em tudo, décadas depois. Com 35 anos, e namorando a bela Lori (Mila Kunis), John ainda deixa tudo de lado para passar um tempo para se divertir com Ted. É quando a moça percebe que seu amado não evolui na vida, e exige que ele cresça deixe Ted de lado que a trama se desenrola.

Se para John abandonar velhos hábitos é difícil, imagina paraum urso de pelúcia e nunca teve que se preocupar com futuro e responsabilidades. A parte divertida fica por conta do fato que assim como seu dono, Ted cresceu. Não em tamanho, em gostos, ou melhor em "censura". O urso bebe, se droga, promove festinhas, namora (coisa tecnicamente complicada, mas..). Assustando os pais que insistem em não verificar a classificação indicativa e sinopse (sim tinham crianças novamente na minha sala). No entanto, embora inapropriadas para os pequenos, as piadas nojentas e surreais as piadas nunca alcançam o limite do mau gosto. Tem time e conteúdo certo para sere engraçadas e não gratuitas.

Ainda tem o fato, de Ted e John terem sido crianças na década de 1980, altamente consumidoras das cultura pop da época. Trazendo assim, dezenas de referências para agradar a qualquer nerd, Indiana Jones, Star Wars, Flash Gordon, entre outros. Mas não é apenas de passado que vive o filme. As piadas ainda brincam com redes sociais, celebridades atuais, e participações especiais. 

Ted é criado através da técnica de captura de movimentos (a mesma de Gollum), está sempre bem inserido na cena. Com sua interação com o pessoal de carne tem o máximo de realismo que um ursinho andando sozinho pode ter. Difícil não comprar a ideia.

Tudo isso ainda mantendo a cara de comédia romântica. Ted pode até não emocionar como os brinquedos de Andy fizeram em seu último filme. Mas com certeza vão fazer adultos se divertirem tanto quanto qualquer moleque com seus brinquedos favoritos.

Ted
EUA - 2012 - 106 min.
Comédia

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top