segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Slogans Sinceros

Cansado de comprar "gato por lebre"? Já imaginou como seria se as propagandas fossem sinceros quanto aos produtos? Não precisa mais imaginar!

Conheça a série de slogans sinceros. Mais uma das pérolas que circulam pela rede. Para mim chegou por e-mail (sim, as pessoas ainda trocam informações assim, viu "face addicts"!). Se é fã de uma dessas marcas, não se estresse, é tudo brincadeirinha, viu!

Agora também tem o Burguer King!
Maldade, hehehe
Maldade #2, rs
Tá certo, cumprem o que prometem, como o fazem é mero detalhe.
Nunca comprei nada lá, então...
Torcendo para que um dia isso mude.
O bom é que sem lembar, não existem arrependimentos.
Com conselho de brinde!
Cara de pau!
É pelo gosto que sabemos o que é bom!
A melhor!
Então é melhor poupar tempo e esforço e comprar logo!
Continue tentando, um dia funciona.

Leia Mais ››

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Ted


Finalmente compreendi porque os brinquedos de Toy Story nunca revelarem o fato de estarem vivos para seu dono, Andy. Woody, Buz e cia talvez estivessem evitando tornar impossível romper um laço que já é difícil de quebrar. É exatamente esta a grande questão de Ted.

John (Mark Wahlberg) era um garotinho tão solitário que nem a vítima oficial de bullying do bairro queria brincar com ele. Quando ganha um ursinho de natal, deseja que ele ganhe vida para ser seu amigo. E como milagres de natal adoram acontecer em filmes, na manhã seguinte Ted (Seth MacFarlane) fala e anda por conta própria. A partir daí o urso de pelúcia passa a ser o companheiro de John em tudo.

E continua sendo o companheiro de John em tudo, décadas depois. Com 35 anos, e namorando a bela Lori (Mila Kunis), John ainda deixa tudo de lado para passar um tempo para se divertir com Ted. É quando a moça percebe que seu amado não evolui na vida, e exige que ele cresça deixe Ted de lado que a trama se desenrola.

Se para John abandonar velhos hábitos é difícil, imagina paraum urso de pelúcia e nunca teve que se preocupar com futuro e responsabilidades. A parte divertida fica por conta do fato que assim como seu dono, Ted cresceu. Não em tamanho, em gostos, ou melhor em "censura". O urso bebe, se droga, promove festinhas, namora (coisa tecnicamente complicada, mas..). Assustando os pais que insistem em não verificar a classificação indicativa e sinopse (sim tinham crianças novamente na minha sala). No entanto, embora inapropriadas para os pequenos, as piadas nojentas e surreais as piadas nunca alcançam o limite do mau gosto. Tem time e conteúdo certo para sere engraçadas e não gratuitas.

Ainda tem o fato, de Ted e John terem sido crianças na década de 1980, altamente consumidoras das cultura pop da época. Trazendo assim, dezenas de referências para agradar a qualquer nerd, Indiana Jones, Star Wars, Flash Gordon, entre outros. Mas não é apenas de passado que vive o filme. As piadas ainda brincam com redes sociais, celebridades atuais, e participações especiais. 

Ted é criado através da técnica de captura de movimentos (a mesma de Gollum), está sempre bem inserido na cena. Com sua interação com o pessoal de carne tem o máximo de realismo que um ursinho andando sozinho pode ter. Difícil não comprar a ideia.

Tudo isso ainda mantendo a cara de comédia romântica. Ted pode até não emocionar como os brinquedos de Andy fizeram em seu último filme. Mas com certeza vão fazer adultos se divertirem tanto quanto qualquer moleque com seus brinquedos favoritos.

Ted
EUA - 2012 - 106 min.
Comédia
Leia Mais ››

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Como fazer uma propaganda eleitoral

Muita gente ainda em clima de eleições. Afinal, os resultados ainda estão sob calorosas discussões e várias cidades vão encarar o segundo turno. Logo, não pude deixar o vídeo a seguir passar despercebido.

Ele orienta os políticos sobre coo fazer uma propaganda eleitoral. Impressionante como essas coisas podem ser genéricas. Mais impressionante ainda, é fato de que esta não é a pior coisa que encontramos, no "adorado" horário eleitoral gratuito.



Enquanto seu político aprende aprende, para as próximas eleições. Você, caro (e)leitor pode aproveitar nossas dicas de "coisas que você só pode fazer em época de eleição!", no segundo turno. Ou anotar tudo para 2014!

Em todo caso, vote com consciência!
Leia Mais ››

sábado, 6 de outubro de 2012

Observações da vida cotidiana: coisas que você só pode fazer em época de eleição!

Amanhã é dia de eleição em todo o país. Logo, hoje é o último dia para você, caro eleitor, aproveitar situações e oportunidades que só acontecem a cada dois anos. Ainda dá tempo! Acompanhe algumas das coisas que você só pode fazer em época de eleição.

1 - 30 minutos de folga!
A primeira das oportunidades a escapar, acabou nesta quinta-feira com o fim da propaganda eleitoral gratuita nas rádios e TVs. A programação oferecia ao expectador dois intervalos de 30 minutos por dia para desligar a TV e fazer outras coisas. Ler um livro, arrumar os armários, colocar a fofoca em dia com seus vizinhos, ou qualquer coisa que deseje fazer sem perder os jornais da hora do almoço e jantar. No caso das rádios era ainda melhor, 30 minutos de música, sem intervalos, já que a maioria dos políticos por aqui resolveu ignorar o veículo e não enviar o material de campanha.

2 - Álbum de figurinhas
Com cerca de 300 candidatos a vereador na cidade, fica difícil conhercer, ou sequer saber o nome de todos. Então porque não colecionar os adoráveis santinhos, fotos de placas, banners, e etc? Se você tiver um caderno antigo pode organizá-los em ordem numérica, como um álbum de figurinhas de verdade!

3 - Desculpa legítima
Sabe quando você chega atrasado no trabalho por causa do trânsito? Pois dessa vez seu chefe vai acreditar, basta você ligar para ele de dentro do ônibus, enquanto ele está preso atrás da lentidão de uma carreata. Se você for sortudo de verdade, ainda não terá entrado no ônibus e vai poder participar da agitação (quer você queira ou não), ali mesmo, no ponto de ônibus. Vai conhecer pessoas, ver com detalhes as imagens publicitárias do candidato, cada vez que esbarrarem uma daquelas bandeiras na sua casa. E ainda vai poder tirar folga das suas preocupações, uma vez que a altura da música impede que você ouça seus próprios pensamentos.

4 - Espetáculos ao vivo e de graça nas ruas
As vezes as carreatas e passeatas acontecem quando você está em casa, em um sábado, domingo, ou às sete da manhã naquele feriado de sete de setembro em que você planejou dormir até tarde. Nesse caso nada mais agradável que apreciar a passagem da escola de samba, do candidato e seus apoiadores, da janela ou portão de casa. Convenhamos, algums cantam e dançam as musiquinhas com tanta vivacidade que pparecem estar interpretando em um musical da Broadway;


5 - Ampliar o conhecimento musical
E por falar nas musiquinhas, nada como aumentar o seu conhecimento musical através das dezenas de paródias de músicas "da moda" (será que pagam direitos autorais?), ou de algumas raras composições originais. Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com uma delas colada na mente.

6 - Exercitar a leitura labial ou a velocidade de leitura de legendas
Sim, habilidades úteis para comentaristas de esportes e para quem curte filmes estrangeiros. O exercício é estimulado pela incrível habilidade que os motoristas de carros de som, e os responsáveis pelos fogos de passar pela sua casa na hora exata daquela revelação bombástica da novela, no clímax do filme, ou durante aquela notícia que você estava esperando, e não vai conseguir escutar.

7 - Esportes Olímpicos
Além do drible nos entregadores de santinho, e dos 100 metros rasos em fuga do candidato em carreata para apertar a mão de o máximo de pessoas possível. Não poderíamos ignorar a modalidade mais popular dos "jogos olímpicos eleitorais brasileirsos", o chute de cavalete!


Eles estão lá estrategicamente colocado no meio do caminho, atrapalhando o já abarrotado fluxo da calçada. Tudo o que o praticante do esporte precisa fazer é derruba-los, seja com o tradicional esbarrão ou explicito "chute no pau do cavalete". Se quebrar ou rasgar ganha mais pontos. Vandalismo? Pode até ser. Mas quem mandou colocar onde atrapalha? O máximo que vão conseguir com isso é que eu com certeza note a existência de mais um candidato em quem não vou votar. Então? Já chutou seu cavalete hoje?

Essas foram minhas dicas de coisas que você só pode fazer em época de eleições. Corra, pois amanhã acaba! A não ser nas cidades em que houver segundo turno. Nesse caso, boa sorte e para todos, juízo na hora de votar!
Leia Mais ››

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Looper - Assassinos do Futuro

Não é a primeira vez que Bruce Willis encontra seu "eu" mais jovem na telona. Mas, diferente de Duas Vidas (2000), não é o veterano dos filme de ação o protagonista de Looper - Assassinos do Futuro. É Joseph Gordon-Levitt quem carrega o filme, para Willis fazer uma grande participação especial.

Joe (Joseph Gordon-Levitt) é um Looper, um assassino de aluguel contratado por gangsters do futuro para dar fim, no presente, à corpos que seriam facilmente rastreados em seu tempo, 30 anos no futuro. A coisa complica quando a vítima a ser descartada é ele mesmo, o Joe do futuro (Bruce Willis). Some ao contexto um futuro cyberpunk, mutações, conspirações, gangsteres futuristas e os paradoxos típicos causados pelas viagens no tempo.

Até os desavisados quanto a trama, vão notar a presença de Bruce Willis, muito antes do ator aparecer em cena. É que com a ajuda de próteses e de uma atuação dedicada, Levitt reproduz com perfeição as conhecidas feições de Willis. Apenas pela impressionante transformação, já vale o ingresso.

O filme ainda traz uma trama cheia de surpresas, e bem amarrada. Embora, na minha humilde opinião, houvesse outras soluções para o desfecho. A escolha do final no entanto, é provavelmente a mais acertada, pois embora seja o momento mais previsível da trama, é eficiente e impactante, afinal, este ainda é um blockbuster.

Considerando que não se trata de re-make, sequencia ou adaptação, o longa se destaca pela originalidade e boa execução. Faz uso de diversos conceitos de ficção-cientifica, de forma inteligente e interessante, bastante diferente das fórmulas mastigadas que Hollywood costuma entregar.

O elenco ainda conta com,Emily Blunt, Jeff Daniels, Piper Perabo e Paul Dano.

Looper - Assassinos do Futuro (Looper)
EUA - 2012 - 118 min.
Ficção científica
Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top