segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros

Presidente estadunidense que libertou os escravos, foi morto em um teatro, usava cartola e uma barba esquisita. Isso é o que a maioria de nós sabe sobre Abraham Lincoln. E está de bom tamanho pois, acredite ou não, é muito mais do que sabemos sobre muitos presidentes brasileiros.

Entretanto, a premissa de Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros defende que, há muitos outros detalhes na história do décimo sexto presidente americano, que mesmo seus compatriotas desconhecem. Além de vencer a guerra civil, Lincoln também eliminava vampiros que aproveitavam o sistema escravocrata para "alimentar" seu povo.

Adaptado do romance de Seth Grahame-Smith, que popularizou o sub-gênero literário "mashups histórico", tem roteiro assinado pelo próprio autor.Sua inexperiência é facilmente percebida na falta de continuidade do roteiro, que salta de eventos a evento sem grande continuidade entre eles.

Assim conhecemos Lincoln ainda moleque, perdendo a mãe para um dos vampiros. Seguido sem demora pelo jovem sedento de vingança.Após tentativas atrapalhadas acaba por cruzar o caminho de Henry (Dominic Cooper), este se torna seu "misterioso" mentor.

É nessa faze que Lincoln (Benjamin Walker, com a cara do Liam Neeson), ganha suas "habilidades", conhece a doce Mary Todd (Mary Elizabeth Winstead), e começa ter interesse pela vida política. Este último apresentado de repente sem grandes explicações do motivo. Mais um salto de tempo, nos mostra o já presidente (com direito a barba estranha e cartola) Lincoln em plena guerra civil.

A grande passagem de tempo que o filme abrange, deixa para trás vários buracos e dúvidas. Fazendo com expectador se pergunte, será que para quem conhece melhor a história real do presidente essas dúvidas não existem? Aqui vale lembrar que o filme deve se sustentar sozinho e não depender de um conhecimento prévio de expectador para ser compreendido. Logo, não deveria ser preciso ler o romance de  Seth Grahame-Smith, ou mesmo estudar a história estadunidense para tudo fazer sentido. De um jeito ou de outro, o roteiro é falho.

Hiperativas, as cenas de ação não nos dão tempo de ver (ou seria compreender), completamente o que se passa nela. E claro, não nos deixa admirar as criaturas da noite. Vale lembrar aqui, que estas também tem sua mitologia própria. Lembro de perguntar a minha companhia na sala: com que tipo de vampiros estamos lidando? Atualmente eles podem ser mortos com o tradicional alho, estaca e luz do sol. Podem precisar ser esquartejados e queimados. Ou terem suas cabeças arrancadas. Os de Seth Grahame-Smith parecem ser parentes de lobisomens e temem a prata. Sou eu ou está ficando difícil acompanhar as variações na mitologia vampiresca?

Sim a premissa é ótima. Pegar um personagem já envolto admiração e mitologia, e atribuir mais um grande feito. Mas a execução deixa a desejar, apesar da habilidade de Benjamin Walker de manter o enorme carisma do personagem, sob pesada maquiagem. Uma pena, que o roteiro fraco e previsível desperdice uma boa ideia. No entanto, não lamentamos nem um pouco que este não deixe chances para uma sequencia.

Lincoln ainda retorna às telas esse ano, pelas mãos de Spilberg, e com Daniel Day-Lewis no papel principal. Quem sabe ele não esclareça as dúvidas deixadas por este. Mas, dessa vez sem vampiros!

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros (Abraham Lincoln: Vampire Hunter)
EUA - 2012 - 105 minutos
Ação / Horror

1 comentários:

Anônimo disse...

Very nice article and straight to the point. I am not sure if this is actually the best place to ask but do you people have any thoughts on where to hire some professional writers? Thx :)

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top