sexta-feira, 30 de março de 2012

Game of Thrones - fã de carteirinha! #2

Depois Jason Yang colocar todos os seus violinos (e alguns mais) à disposição da trilha sonora de Guerra dos Tronos, é a vez do paulista Zakka usar mil e um equipamentos para homenagear a série. E nós aqui aproveitamos para entrar novamente no clima de Westeros, já que a segunda temporada estreia no próximo domingo (e a semana se arrasta...).

Tudo bem que o casaco de pele em plena floresta tropical não combinou muito, mas o que vale mesmo é o entusiasmo, e a música. Nesses quesitos o vídeo é nota mil. Confira!



Game of Thrones - fã de carteirinha! #1
Leia Mais ››

segunda-feira, 26 de março de 2012

Jogos Vorazes

Em tempos que reality shows dividem opiniões, e são considerados por muitos entretenimento para massas passivas e tão manipuláveis quanto seus participantes, é surpreendente que ainda seja possível gerar boas discussões a partir da idéia. Afinal, embora esgotada e mal aproveitada pela TV, a premissa de uma sociedade distópica controlada e assistida (ou fiscalizada?), nasceu rica e cheia de discussões em obras como 1984, e Fahrenheit 451.

Jogos Vorazes conta a história de uma sociedade pós-apocalíptica onde os Estados Unidos não existem. A região está dividida em 12 distritos e uma Capital. Esta última passou a usar os jogos do título como forma de controle dos distritos após uma tentativa de revolução. Assim cada distrito deve oferecer anualmente um casal entre 12 e 18 anos como tributo para lutar até a morte em um reality show assistido com entusiasmo pelos moradores da Capital, e com apreensão pelos lares dos concorrentes. O vencedor, além de sobreviver garante algumas regalias, para sua cidade natal.

Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence), é a primeira em seu distrito a participar voluntariamente dos jogos, poupando sua irmã caçula, escolhida por sorteio. A adolescente segue ao lado do outro tributo Peeta Mellark (Josh Hutcherson), para o mundo luxuoso e moderno dos jogos. Lá são treinados e embelezados como legítimos produtos de entretenimento, antes de serem enviados para a morte certa.

A diferença entre a capital e as regiões controladas é gritantemente apontada pela produção de arte. Esta apresenta figurinos e penteados extravagantes que fazem com que as pessoas da captial parecerem bonecos (ou seriam marionetes?) abobados. Especialmente quando figuram entre avanços tecnológicos como trens que quase voam, supercomputadores, paredes e janelas que se transformam em telas. Enquanto a terra natal de Katniss é cinza, simples, extremamente rural, triste e faminta.

Os extremos entre as regiões é apenas um dos muitos temas abordados pela aventura baseada no livro homônimo de Suzanne Collins. Manipulação e controle das massas, violência, questões morais (matar ou morrer?), são tantas as discussões que fica a sensação de que fica a sensação que pouco foi aproveitado de cada uma delas.

Falta tempo, embora o longa ultrapasse as duas horas de duração. Poderia ser melhor? Sim. Mas, tendo em vista que é uma obra voltada para um público que antes discutia se caninos ou diamantes eram melhor companhia romântica, já tem seus méritos apenas por lhes dar coisa mais útil para debater. Além de que pode gerar o interesse não apenas pela obra literária original, mas pelas várias outras obras que ela faz referência.

É claro, existe romance, mas este é não é o foco da aventura. E até ele é carregado de questionamentos, uma vez que até a formação de casais e alianças é manipulada pelo jogo.

O elenco jovem é competente, em especial Lawrence. A Mística de X-Men-Primeira Classe, já recebeu uma indicação ao Oscar (por Inverno da alma), e carrega nas costas o longa com uma personagem que foge da mocinha frágil, atrapalhada e indecisa. Já Stanley Tucci e Woody Harrelson, em pontas de luxo parecem não precisar de muito esforço para nos fazer acreditar no apresentador de reality show e o ex-campão/mentor da mocinha respectivamente.

É verdade que sobram algumas algumas dúvidas sobre aquele universo, mas nada que obrigue a leitura da obra para a compreensão geral. E a comparação com Potter e Crepúsculo cometida pela própria divulgação do filme é injusta. Afinal a única semelhança entre as obras é serem adaptações de sucessos literários juvenis.

Jogos Vorazes (Hunger Games)
EUA - 2012 - 142 min.
Ação / Drama / Ficção científica


Leia Mais ››

sexta-feira, 23 de março de 2012

Surpresa pra que?

Tudo bem que a história da Branca de Neve não é novidade para ninguém, mas não precisava o exagero de trailer de cinco minutos de Snow White & The Huntsman. O vídeo da versão live-action com Charlize Theron, Kristen 'Crepúsculo' Stuart e Chris 'Thor' Hemsworth, mostra boa parte do longa, que apresenta uma versão guerreira da princesa.

Mostra bastante do caminho que a trama segue, e vislumbres do clímax, que embora não revelado dificilmente será muito diferente do "felizes para sempre". A boa notícia é que se não gosta do estilo fantasia/aventura, já sabe que deve poupar o dinheiro do ingresso. A má é que talvez já tenhamos visto tudo de bom que o longa tem a oferecer.

Mas olha que legal, Kirsten não interpreta uma suicida dessa vez! Ela até luta pela vida. Já a afirmação de que a moça é mais bela que Charlize Theron deixo para os meninos discutirem.


Leia Mais ››

terça-feira, 20 de março de 2012

Observações da vida cotidiana: peculiaridades da rede

Rola o boato (ou na rede seria meme?) de que hoje, 20 de março, é dia do blogueiro. Embora não seja conhecida a origem ou quando essa celebração começou. Diferente do Blog Day (31/08), que foi escolhido devido a semelhança da  data com a palavra Blog (3108). Comemoração verdadeira ou não, já se espalhou enrão.... FELIZ DIA DO BLOGUEIRO!!!

Agora vamos blogar...

Para você que pensava que o facebook não poderia ficar pior. Depois dos memes e piadas bobas, chegou a vez das dezenas das inúmeras mensagens religiosas  e das imagens de pessoas e animais decepados.
1 - Você pode (edeve) ter orgulho de sua religião, mas não precisa provar isso para ninguém, muito menos todo dia, na forma de dezenas de imagens que ocupam toda a timeline.
2 - Justiça não deve ser feita pelas propeias mãos, não importa o quão mal era o bandido não quero ver suas partes decepadas. Se você acha essas imagens legais, procure um psicólogo urgente!!!
3 - A causa é boa, mas não traumatize as crianças (que nao deviam estar no facebook), e os amantes da natureza com imagens de animais decepados, só para mostrar o quanto isso é cruel.

Para não dizer que só critico o Facebook, eis um tipo de conteúdo legal que circula por lá. 
Graças a protestos criativos como este (ou não), em algumas cidades do Brasil já é proibido ouvir música sem fones de ouvidos nos ônibus. Embora desde que eu me entendo por gente, sempre foi proibido o uso de aparelhos, sonoros no coletivo. O ícone está lá bem ao lado dos bonequinhos com roupas de banho.

Apesar dos "sem noção" e das constantes alterações do Facebook, e dos esforços de muita gente legal que circula por lá, G+ não consegue deslanchar. Enquanto isso a Pinterest vem correndo por fora. E aí preparados para mais um perfil?

P.S.: Para você que ainda não descobriu que o Orkut já morreu: não entre em contato comigo lá. É muito provável que eu nunca responda. Assim que terminar de trabalhar o desapego deleto de vez aquele perfil. 

Encerro aqui minhas curtas observações do cotidiano "internético" (por enquanto), até a próxima!

Leia mais observações do cotidiano da vida moderna.

Leia Mais ››

quinta-feira, 15 de março de 2012

Casamento UP

Casamentos temáticos não fazem a cabeça das brasileiras, raras são aquelas que inspiram (mas não copiam) seus vestidos em sua personagem favorita. O motivo é simples, geralmente os casamentos temáticos que assistimos (via YouTube) realizados em terras estrangeiras, geralmente são mais engraçados que "legais".

Entretanto isso não significa que você não pode levar seus favoritos para sua festa e ser bem sucedido. Foi o que provou o casal Lynette and James, que com a ajuda da Wildlfowers Photography inspirou seu álbum de núpcias em UP - Altas Aventuras. A tocante sequencia da vida Carl e Ellie, apresentada logo nos primeiros minutos do longa da Pixar ditou o tom da sessão de fotos. O resultado foi fofo, confira!









Leia Mais ››

segunda-feira, 12 de março de 2012

#mamãe sem noção

Porque algumas pessoas não deviam ter a habilidade de procriar...

Hoje em dia é muito comum mães estudarem. Terminar o ensino fundamental, ou mesmo encarar uma faculdade, após um dia de trabalho (fora ou do lar) é um ótimo exemplo para as crianças certo? Bom.... quase sempre

Situação comum de um fim de semana. Mãe estudando no domingo a tarde, criança de 4 anos querendo atenção:
- Mamãe tá estudando
Criança insiste
- Poxa "nome da criança" deixa mamãe estudar.
Criança insiste
- CARAMBA! Você não deixa mamãe estudar mesmo. DESISTO!
Mãe desiste abandona os livros leva a criança para perto do pai. Volta sua atenção para revista de fofoca!
- Mamanhêeeee!!!
- P#$@§#! VOCÊ JÁ NÃO DEIXOU EU ESTUDAR, AGORA NÃO POSSO NEM LER REVISTA????

Observador onipresente, mas impotente, pensa com seus botões:
Hummm....desistiu de estudar, mas não da Contigo?
Espera!!!! os avós saíram com a criança no sábado, porque a mãe não aproveitou para estudar?
- Ei mãe, você trabalhou sábado à tarde?
- Não. Fui para o salão de beleza tenho hora marcada toda semana.

Observador onipresente, mas impotente, continua pensando com seus botões:
Abre mão de estudar para ir ao salão, mas não para brincar com a criança? Depois de pensar mais um pouco conseguiu estabelecer as prioridades da, por falta de palavra melhor, criatura:

1 - aparência
2 - fococa
3 - faculdade
4 - criança
5 - observador espera que o marido esteja nesta colocação, embora não tenha tanta fé nisso

Vida moderna: muitas vezes uma coisa negativamente estranha de se observar mais de perto, não?

Leia Mais ››

quinta-feira, 8 de março de 2012

Motoqueiro Fantasma - Espírito de Vingança

Eu deveria ter publicado a resenha da segunda aventura do motoqueiro da Marvel a dias, o assisti antes mesmo do ótimo Hugo Cabret. Mas, foi extremamente difícil expressar ;minha opinião sobre o longa. O motivo? Ele é melhor que o primeiro, o que não significa que seja realmente bom. Principalmente porque na minha opinião seria mais difícil fazer algo pior que o original, que propriamente melhora-lo.

Johnny Blaze (Nicolas Cage)vive recluso, tentando não ser o Motoqueiro Fantasma. Sua aposentadoria é suspensa quando é abordado por um padre para proteger o garoto que dizem ser o anti-cristo, de ser encontrado pelas forças do mal.

Qualquer episódio de Sobrenatural traz trama semelhante e até melhor elaborada. A diferença aqui, é que as horas de pesquisa e as morte do monstros resolvidas pelos winchestes em 3 golpes (isso porque sempre deixam a arma cair, caso contrário um golpe era sufucuiente), levam longas perseguições motorizadas.

O pesamento mais analítico sobre a trama? Que deve ser muito engraçado assistir a gravação de um plano onde vêmos o rosto do motoqueiro em plena mutação (leia-se caretas), com a câmera posicionada onde deveria estar o guidão da moto.

Atuação de Cage é tão surtada quanto sua personagem, mas ao menos ele parece se divertir com as caras e bocas de Blaze. Misturando a agressividade do motoqueiro com uma tentativa de demonstração de instinto paterno. Soa estranho, mas alguém que tem a cabeça em chamas... O resto do elenco não se destaca, sequer o suficiente para decorarmos os nomes das personagens.

3D, dispense-o. Além de desnecessário por muitas vezes ineficiente ou mesmo inexisitente E antes que me critiquem: sim os efeitos especiais são legais. O que não poderia deixar de ser em produção como tal. Tocar fogo em todo veículo que o motoqueiro usa é até legal, mas infelizmente não enche 90 minutos de filme.

Seguindo a lógica da evolução da franquia O Motoqueiro Fantasma na próxima sequencia talvez seja um longa que, ao menos, valha o ingresso. Esse é no máximo engraçadinho.

Motoqueiro Fantasma - Espírito de Vingança (Ghost Rider: Spirit of Vengeance)
EUA , 2012 - 95 minutos

Ação
Leia Mais ››

segunda-feira, 5 de março de 2012

Cada um tem a Gêmea que Merece

Passei muito tempo pensando: quem está precisando mais de dinheiro, Adan Sandler ou Al Pacino? Creio que deve ser Pacino, pois à Sandler já se é comum atribuir essas pérolas da comédia. Embora este tenha ultrapassado todos os limites do bom senso em Cada um tem a Gêmea que Merece.

Jack (Adam Sandler) é um publicitário que vive com a esposa (Kate Holmes) e os filhos, que entra em desespero com a chegada de sua irmã Jill (Adam Sandler), para o feriado de ação de graças. Cheia de manias e meio bobona a gêmea sempre faz seu irmão passar vergonha, embora tente agrada-lo todo o tempo. A coisa fica mais complicada quando Jack recebe a árdua tarefa de convencer ninguém menos que Al Pacino (o próprio) a atuar na propaganda de uma grande rede de café. 

O longa começa de repente, com a chegada de Jill no aeroporto. E a não ser por um clipe da infância compartilhada por seus protagonistas durante os créditos iniciais, não apresenta bem as personagens, o que torna apenas Jack o irmão, mais grosso e mal educado. Enquanto sua versão feminina Jill, mais "grudenta" e infinitamente idiota.

Como se Eddie Murphy não tivesse esgotados todas as piadas de travestidos, ou feito a proeza de interpretar mais da metade dos papéis em um filme (e esgotado esse recurso também), Sandler decidiu que era uma ótima idéia. Repetindo as mais que velhas piadas do gênero, a escatologia e preconceitos (se fosse mexicana me sentiria pessoalmente agredida) de sempre.

Mas nada supera a surpresa de Pacino, não apenas trabalhar, mas levar a sério o longa. Talvez aí esteja a graça! Em nossas bobas caras de exclamação: "Sério Pacino?!?!!". Logo, se sentir falta dar umas boas rizadas durante a projeção olhe para a platéia em sua volta.

Velhas piadas de mal gosto, roteiro previsível, uma mancha na carreira de um ator respeitado e a dúvida: Será que consigo meu dinheiro de volta? Não. Infelizmente a sala estava lotada, o que deve encorajar Sandler a cometer outros filmes como este. Fazer o que? Cada um tem o cinema que merece! Pena que Pacino não imitou seu personagem, e implorou para Sandler que destruísse o filme, e nunca deixe ninguém assisti-lo.


Cada um tem a Gêmea que Merece (Jack and Jill)
EUA , 2011 - 91 min.
Comédia
Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top