domingo, 29 de janeiro de 2012

As Aventuras de Agamenon, o Repórter

Pensei em iniciar esta resenha dizendo que Forest Gump já fez isso. Mas, seria falta de respeito com a personagem interpretada por Tom Hanks, uma vez que as incursões do contador de histórias em fatos históricos reais, tem muito mais graça que as visitas de Agamenon, embora o filme estadunidense não seja exatamente uma comédia.

As Aventuras de Agamenon, o Repórter leva para as telas os feitos de Agamenon Mendes Pedreira, personagem criada por Hubert e Marcelo Madureira que possui sua própria coluna humorística no jornal O Globo. O filme não segue ordem cronológica, ou mesmo busca algum objetivo. Apenas acumula diversas situações pela qual a personagem passou, não necessariamente na ordem que aconteceram. Começando com o Agamenon dos dias de hoje (Hubert), envolvido em um atentado. Interrompido bruscamente por um enorme flashback, e nunca retomado. Então acompanhamos o jovem Agamenon (Marcelo Adnet), em fatos históricos da primeira metade do século XX. Antes deste passar o bastão para seu intérprete oficial.

É fato que a maioria das comédias nacionais acredita que o público só acha graça em piadas fáceis que envolvam sexo, flatulência e outros fluidos corporais. Agamenon leva a bizarrice para um novo nível, repetindo as piadas bobas durante acontecimentos marcantes da história. Muitos deles não muito familiares ao público que acha graça nessas anedotas (sim, é claro que tem quem goste!). O resultado da combinação não foi muito favorável a rizadas, ao menos na sala em que assisti.

Para conseguir o "realismo histórico", o filme faz uso de diversos convidados especiais. Até aí lugar comum em comédias nacionais, ao não ser pelo "calibre" dos participantes, que incluem a diva da dramaturgia brasileira e até um ex-presidente. Além de fotos (muito mal) photoshopadas, e vídeos antigos com dublagem  mal feita. A qualidade duvidosa das montagens até era aceitável na TV, devido ao imediatismo das piadas. No filme no entanto, parece trabalho feito pelo estagiário da produção.

Mais constrangedor, só as escolhas dos eventos a serem visitados. Que inclui tragédias como o Titanic e o 11 de Setembro. Quando a piada não é velha, é inapropriada, ou pior de mal gosto mesmo.

O longa ainda tem Luana Piovani no elenco como a sociável esposa de Agamenom. E provavelmente está se saindo bem nas bilheterias, mais pelo currículo de seus realizadores e do próprio Agamenon (nos jornais), que por mérito da produção.

As Aventuras de Agamenon, o Repórter
Brasil - 2011 - 74 minutos
Comédia

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top