quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Dylan Dog e as Criaturas da Noite

Dylan Dog (Brandon Routh, o Super-homem de Brian Singer) é um detetive decadente. Empenhado em casos medíocres, desde que deixou seu antigo "emprego" de lado. Ele vê seu passado voltar a tona ao ser chamado para investigar um misterioso assassinato. O investigador ajudava a manter a paz entre as criaturas do submundo, vampiros, lobisomens, zumbis, etc.

Logo na primeira cena, a do assassinato, sentimos que alguma coisa está errada. Não com a morte em si (pelo clima sabemos que não é um assassinato comum), mas com o filme mesmo, já que o misterioso assassino, que vemos apenas por uma fração de segundos ao pular uma janela, parece alguém vestindo um macacão peludo. Que filme é esse?

Tudo que eu sabia sobre Dylan Dog e as Criaturas da Noite, até então era que se tratava de um filme de 2010, sobre um detetive que trata de casos sobrenaturais. E que além de chegar por aqui muito atrasado, era baseado em quadrinhos criados nos anos de 1980. A medida que o filme prosseguia o ponto de interrogação aumentava.

O roteiro era fraco, Sam Huntington (o Jimmy Olsen, do Super-homem, de Brian Singer) se esforçava para fazer graça, como o Marcus, o Parceiro/alívio comico de Dylan. Routh atua no automático, e a mocinha (Anita Briem, de Viagem ao Centro da Terra) era fraca e previsível a ponto de eu já ter esquecido o nome da loira. Adivinhar as reviravoltas, na trama não é exatamente um desafio. E os efeitos especiais e maquiagem amadores ou vítimas de um baixo, muito baixo mesmo, orçamento. Parece até aquelas seções da tarde que eu assistia na preguiça de tardes chuvosas. 

Entendi!

Baseado em quadrinhos dos anos 80, ambientado nos anos 80. Talvez a "tosqueira" seja de propósito, uma alusão a filmes de baixo orçamento da época. Após ter a epifania, e assumir a trasheira, o filme até ficou divertido. Qual não foi minha decepção ao, mais tarde após uma pesquisa rápida descobri, que não era o caso. 

O longa é mesmo um equívoco. Além de alterar muitas características da obra original. Acabou virando uma versão anos 80, para TV de Constantine. Até o Marcus, o alívio cômico lembra Shia LaBeouf, no filme do caçador de monstros. 

Contudo, mesmo com o roteiro ruim e o orçamento baixo, é possível perceber o bom material desperdiçado pela obra. Se bem executados os quadrinhos do Detetive Pesadelo, seriam material para uma ótima franquia. Infelizmente não foi o caso.

Dylan Dog e as Criaturas da Noite (Dylan Dog: Dead of Night)
 EUA -, 2010 - 107 min 
Comédia / Suspense

2 comentários:

Giselle de Almeida disse...

Gente, morria e não sabia que esse filme sequer existia! Pelo que você descreveu, parece obra pra ser lançada direto em DVD, não?

Fabiane Bastos disse...

Acho q nem em DVD hehehe. Ainda não entendi pq o Cine de São Gonçalo tá passando. Ninguém mais tá. O gerente deve ter perdido no palitinho c/ os outros gerentes da rede kkkkkk

Eu q passou por aí junto c/ Árvore da Vida na ultima maratona do Cine Odeon.

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top