quarta-feira, 15 de junho de 2011

E eu achava que sabia ver filmes...

Algum tempo atrás eu decidi: preciso ser uma cinéfila melhor! Menos preguiçosa. E parar de colocar a culpa na cidade atrasada onde moro por perder tanta coisa.

Comecei cumprindo as promessas de ano novo e assistindo aqueles clássicos, que todo cinéfilo deve ver, mas, que quando disponíveis na locadora são ofuscados pela muito bem posicionada prateleira de lançamentos. Foi assim que embarquei com a Giselle e Geisy na aventura de manter outro blog, dessa vez só sobre cinema.

Eu até já me sentia uma cinéfila melhor, mas é claro que não seria suficiente. Eis então que surge, o Curso de Teoria, Linguagem e Crítica Cinematográficas, só para me mostrar que eu estava certa. Não era mesmo o suficiente!

Ministrado por Pablo Villaça, editor e crítico do Cinema em Cena (e montão de outras coisas também). O curso de 15 horas do qual participei semana passada, mostra de forma clara, bem humorada, objetiva e (para a felicidade geral) usando uma penca de filmes como exemplo, que há muito mais pelo que procurar na tela.

A gente até imagina que tudo que se vê está lá por algum motivo. Mas não faz ideia de quão específica é a função de um papel de parede, ou do queixo (do queixo!?!) de um figurante. Muito menos, que inconscientemente percebemos a mensagem que cada mínimo detalhe passa. Ou ainda, que fica muito, muito mais interessante quando temos consciência deles!

O resultado? Enquanto descobria a razão de Clarice de o Silêncio dos Inocentes, ter um guarda-roupa horroroso, ou porque adoramos um bom vilão, percebi que gosto ainda mais da 7ª arte do que imaginava (não achei que fosse possível).

Descobri uma nova forma de ver filmes. O que vai me obrigar a rever todos os filmes que já vi na vida, só para perceber aquela parte do filme que eu não estava enxergando. E ganhei uma nova lista de filmes para por em dia. Tudo bem, adoro uma lista mesmo!

Ainda conheci uma galera bacana, que tem a mesma mania paixão por cinema que eu. O que compensa a correria para estar no Rio de Janeiro as 14h, em semana de greves e finais de campeonatos de futebol.

Balanço, mais que positivo não acha? Parabéns ao Pablo pelo ótimo curso, e pela turma que manteve o clima e as discussões em sala incríveis.

Agora preciso ir, muitos filmes para por em dia!
Onde Está Wally? - A galera do curso (clique para ampliar)
P.s.: Hoje me peguei tentando entender o motivo dos autores de uma novela levar uma personagem para uma cena, em um núcleo do qual ela não faz parte. Será efeito do curso? E se for é aplicavel em telenovelas? (rs)

6 comentários:

Bel Humenhuk. disse...

poxa, queria ter feito esse curso também. pareceu muito interessante!

Fabiane Bastos disse...

Pior que é!

Sugestão: enche o saco do professor até ele resolver fazer uma edição onde vc mora. Ó o twitter dele - @pablovillaca - hehehe

Gabriela disse...

Olá muito bom seu blog ja estou seguindo. abraços
http://blogandodemadrugada.blogspot.com/

Fabiane Bastos disse...

Que bom que gostou Gabriela! Sinta-se a vontade por aqui.

Obrigada, e volte sempre!

Giselle de Almeida disse...

Pena que a gente não ficou na mesma turma (e na mesma foto)!

Fabiane Bastos disse...

Também acho! Bora dar um a photoshopada p/ aparecer junto heheheh

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top