quarta-feira, 18 de maio de 2011

Velozes & Furiosos 5 - Operação Rio

Urgente! Após escapar de tiroteio em Nova Iguaçu, fugitivos estadunidenses se unem à agente da CIA, para assaltar un departamento de policia no Rio de Janeiro. Durante a fuga, destroem meia cidade antes de ficar encurralados na, então deserta e meio demolida, ponte Rio-Nietrói.

Achou o paragrafo acima um tanto improvável? Não para Hollywood. Foi praticamente irresistível narrar (na sala, mesmo durante a projeção aos sussurros), a ação do longa como um plantão da Globo, tamanho os absurdos da produção. E antes que você me reclame que contei um pedaço do longa (como se houvesse surpresas no roteiro), fique calmo. Não revelei nada demais.

A quinta aventura, buscar trilhar novos rumos para a franquia, que deixou de focar nos carros tunados e nas moças com roupasjustas (embora ambos ainda estejam presentes) para se tornar um tipo de 11 Homens e um Segredo, com músculos e carrões em lugares exóticos, neste caso o Rio de Janeiro.

Brian (Paul Walker) e Mia (Jordana Brewster), ajudam Dom (Vin Diesel) a escapar da cadeia, e o trio resolve se encontrar no Rio após despistar a justiça. Na cidade maravilhosa, surgea oportunidade de um golpe tão grande que garantiria a aposentadoria do grupo. Para complicar, o trio passa pelo caminho do maior criminoso da cidade, um político vivido pelo portugês Joaquim de Almeida (pow, não dava para contrartar um brasileiro nem para isso? Tanto ator global dando sopa!). Na cola deles, o agente Luke Hobbs (Dwayne "The Rock" Johnson), usa da mais alta tecnologia para fazer cumprir a justiça estadunidense em terras tupiniquins.

Então assistimos, a reunião de vários personagens da franquia para criar a equipe perfeita para cometer um crime. A corrupção política e da força policial, aparentemente apenas um policial da cidade é honesto. E atos e cenas que nem sempre fazem sentido ou se explicam, do tipo: como conseguiram isso em tão pouco tempo? 

Enquanto, Diesel e The Rock medem foças e comparam músculos, banhados em óleo. Sim, os fortões parecem mais "bombados" que nunca! E estão cheios de frases de efeito como - "This is Brazil!". Ser roteirista não deve ser dificil.

Como todo filme de ação que se preze, este também tem muitas, corridas, tiroteios, explosões, desafios as leis da física, a lógica e a coerência. E como todo filme com nosso Rio, "versão para exportação", como cenário, que se preze tem favela, praia, biquini. Até aí nenhuma surpresa.

Entretanto é aqui que devo pedir desculpas a Carlos Saldanha. Se sua animação Rio parecia caricata e exagerada, comparada a Velozes 5, a aventura das ararinhas é um primor de fidelidade. Com pouquíssimas cenas filmadas na capital carioca (a maior parte, foi gravada em Porto Rico), não é de se espantar que tenhamos um deserto cortado por um trem bala, nos arredores da cidade. E isso é só o comecinho do longa. 
 
Ainda encontramos vários carros com direção inglesa. Um número incrível de brasileiros com inglês fluente, embora muitos deles não pareçam moradores da terra do carnaval (elenco de apoio porto-riquenho). Vai ver é porque no Brasil a miscigenção cria tipos distintos. 

Brincadeiras, a parte o filme funciona para quem gosta do gênero, e de preferência não conheça nem um pouco a cidade. O que esclui qualquer um que tenha assistido TV brasileira nas últimas décadas, mas inclui o resto do mundo. Não que cause impacto na bilheteria nacional, a sala estava lotada, especialmente por crianças, embora a censura seja 14 anos. 

Para nós, resta duas opções: embarcar nos absurdos e curtir a ação. Ou apostar com o colega ao lado quem consegue descobrir mais inverdades. Qual você escolhe?


Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio (Fast Five)
EUA - 2011 - 130 min.
Ação

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top