quinta-feira, 17 de março de 2011

Gnomeu e Julieta

William Shakespeare deve estar se revirando no túmulo! Foi o que veio imediatamente a minha mente ao ver pela primeira vez o cartaz de Gnomeu e Julieta. Felizmente eu não podia estar mais errada. A nova versã do amor impossível entre um Montéquio e uma Capuleto, é uma ótima iniciação para os pequenos, e não ofende em momento algum a inteligência dos mais velhos.

Sabe porque aquela senhora que vive no fim da sua rua tem um jardim mais bonito que o seu? Porque ela tem anões de jardim. E a exemplo dos brinquedos de Toy Story, quando não estamos olhando os anões ganham vida, e cuidam do jardim, é claro!

Vizinhos, a senhora Montéquio e o Sr. Capuleto se odeiam, e seus enfeites de jardim os acompanham. Em uma disputa eterna que não se sabem ao certo, quem, como ou quando começou.  Gnomeu, é um gnomo azul, e Julieta é da familia dos vermelhos. Quando ambos se encontram em quintal, neutro sem saber seus sobrenomes (ou melhor suas cores), se apaixonam. E o resto da história você conhece! Caso contrário, onde tem vivido nos últimos 400 anos?

Uma vez que é um filme para crianças, algumas adaptações são feitas. Os grandes duelos da trama, na animação, são corridas de cortadores de grama. As mortes de Teobaldo e Mercutio buscam saídas bem criativas para poupar os pequenos. Já o final trágico é mesmo abandonado, mas não antes de uma aula de literatura, onde Shakespeare em pessoa (ou melhor em estáuta), explica e defende seu final.

A trilha sonora reaviva a memória dos adultos, com sucessos de Elton John, produtor-executivo e responsável pela trilha sonora. Enquanto a dublagem original (que vamos poder conferir apenas em DVD), traz James McAvoy e  Emily Blunt  como protagonistas. Além de Michael Caine, Maggie Smith, Jason Statham e até Ozzy Osbourne.A versão brasileira traz tem Ingrid Guimarães como a ama/sapo de Julieta, e o casal Daniel de Oliveira e Vanessa Giácomo na pele (ou cerâmica dos pombinhos).

E por falar em cerâmica, os mais detalhistas vão adorar a riqueza dos detalhes dessa animação. Tudo muito bem feito, desde as marcas do tempo nos gnomos mais antigos até o som de cerâmica quando estes se movimentam ou se tocam. É tudo tão realista, que quando os personagens se arriscam em manobras mais radicais nos apavoramos - Ele vai quebrar! - esquecendo que em desenhos animados nem sempre as regras da física se apliquem.

Eu nunca gostei de anões de jardim. Suas figuras me parecem assustadoras em meios as plantas durante a noite. O fato de saber o que as estatuazinhas fazem  quando não estamos olhando ainda me preocupa, mesmo assim não pude deixar de me render a feliz surpresa que é Gnomeu e Julieta.

Gnomeu e Julieta (Gnomeo and Juliet)
EUA, Inglaterra - 84 min.
Animação / Comédia

0 comentários:

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top