terça-feira, 31 de agosto de 2010

Blog Day 2010

Novamente participando do Blog Day (já faz um ano? parece que foi ontem!).  Seguem abaixo informações sobre a data/meme/lista.

Blog Day 2010

Comemorado a 6 anos, o "Dia do Blog" foi criado na convicção de que os blogueiros deveriam ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de diferentes países e/ou áreas de interesse. O dia 31 de Agosto foi escolhido pois seus números lembra a palavra Blog - 3108.

Todo blogueiro pode participar, basta indicar 5 blogs que curte e conhece. A seguir os blogs que descobri e estou adorando acompanhar em 2010.

Você se lembra - As melhores lembranças dos anos 80 e 90. O nome já diz tudo o blog, organizado por Lvcivs, railer e Karol é o maior arquivo digital dos anos de 1980 e 1990 do Brasil. Uma viagem em nossas lembranças.

Desafio Literário - Uma gincana literária cuja tarefa principal é ler 12 livros em 01 ano. Um livro para cada mês. A cada mês, um tema de leitura. Além de estimular a leitura, estimula a busca por novos gêneros. coisa que a viciada em aventura e fantasia aqui, ainda vai alcançar um dia.

DVD, Sofá e Pipoca - Enquanto não alcanço o feito de um livro (e gênero) novo por mês, do blog anterior. Me contento com um clássico do cinema por semana. Eu sei pode parecer jabá, uma vez que também escrevo no chamado projeto para formar cinéfilas melhores, mas na verdade eu curto muito como leitora das duas blogueiras que me acompanham no desafio de assistir a toda a lista de filmes importantes do Almanaque do Cinema Omelete.

Dr. Caligari - Cinema, humor, variedades, má educação. Tudo com um estilo meio "nerd" de ser. Divertido as pampas.

Ferramentas Blog - O melhor lugar para um blogueiro iniciante começar, e para os veteranos se manterem informados.Traz dicas tutoriais, novidades tudo para se tornar um blogueiro de primeira!

Então caros leitores curtiram minhas sugestões? Então dêem uma olhada as sugestões do Blog Day 2009.

E aí colega blogueiro? Quais suas sugestões? Estou louca para conhecer.
Até o próximo post!
Leia Mais ››

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

10 livros em 10 dias

Foi em um post do blog Pensamentos de Uma Batata Trangênica que conheci este desafio. Navegando mais um pouco descobri que o Desafio 10 livros em 10 dias foi criado pela Luana dona do Partes de Um Diário, que passou o desafio para todos os seus seguidores.

Não sou uma grande leitora, mas resolvi topar o desafio. Quem sabe não estimula ainda mais? As regras são simples, basta citar em vários posts 10 livros que li, respeitando os seguintes critérios:


  • 1° dia – Livro que você mais gostou;
  • 2° dia – Livro que você mais odiou;
  • 3° dia – Livro mais barato que você comprou;
  • 4° dia – Livro mais caro que você comprou;
  • 5° dia – Livro que mais te fez ter a atenção nele;
  • 6° dia – Livro que menos te fez ter a atenção nele;
  • 7° dia – Livro que você mais recomenda;
  • 8° dia – Livro que você menos recomenda;
  • 9° dia – Série de livros que você mais gosta e;
  • 10° dia -Livro mais velho que você tem ou leu.

Ah! Também precisamos mencionar quem passou o desafio, requisito devidamente cumprido no primeiro parágrafo deste post. E passar para 4 blogs ou mais. 

Eu passo para todos os leitores do Ah! E por falar nisso... em geral, e para os blogs, Comentar é preciso, Transparecendo, Mundinho pop-nonsense e Quiet things that no one ever knows, em particular. Mandem ver!

Foi dado o pontapé inicial, nas próximas semanas 10 posts, sobre 10 livros.
Até lá!
Leia Mais ››

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O Aprendiz de Feiticeiro


Nicolas Cage este ano resolveu se divertir. Depois de encarnar o Big Daddy, um super-herói com direito a fantasia e tudo em Kick-Ass, ele assumiu uma peruca desgrenhada e um jeito meio amalucado para treinar um jovem bruxo em O Aprendiz de Feiticeiro.


Aos dez anos Dave (Jake Cherry, o filho de Ben Stiler em Uma Noite no Museu), acaba entrando sem querer em uma estranha loja de antigüidades. Lá encontra Balthazar Blake (Nicolas Cage), um bruxo poderoso que procura a séculos pelo primeiro 'merliniano', que deve herdar as artes de feitiçaria que Blake aprendeu de seu mestre, Merlin (é, aquele mesmo, o do Rei Artur). Blake vê em Dave o fim da sua busca, mas a grande revelação mágica é interrompida pela chegada do malvado Maxim Horvath (Alfred "Dr. Octopus" Molina), que cria uma enorme batalha da qual Dave escapa por pouco.

Dez anos mais tarde Dave (agora na pele de Jay Baruchel) é um jovem universitário, com facilidade em física e apaixonado por Becky Barnes (Teresa Palmer), mesma garota, com quem não conseguiu ficar graças a confusão na loja de antiguidades. Baltazar e Horvath também retornam a cena. Enquanto bruxo das trevas tenta capturar Dave, libertar Morgana (Alice Krige) para (que supresa!) destruir o mundo. Baltazar corre contra o tempo para treinar o rapaz, pois ele seria o único capaz de evitar a tragédia.

Um jovem que descobre ser um bruxo, uma galera do mal tentado acabar com o planeta, e um romance impossível em meio a correria. É claro que desde o início sabemos onde O Aprendiz de Feiticeiro vai chegar. Já que sabemos "o que" vai acontecer, só nos resta esperar pelo "como" e "quando". Tudo devidamente adornado por belos efeitos especiais. Cortesia da magia que aqui, é canalizada por estilosos anéis, e não por varinhas.

Dave começa bem como nerd desajustado, mas para por aí. O personagem não cresce e por vezes duvidamos que aquele moleque magricela e medroso vá concluir sua missão. Já Nicolas Cage e Alfred Molina, estão se divertindo. Enquanto Molina encarna o bruxo 'classudo', com direito a bengala e chapéu. Cage parece muito bem usando um visual medieval/pop,  brincando de recitar feitiços enquanto treina o jovem no sempre estranho estilo de treinamento dos bruxos. O elenco ainda conta com a ponta de luxo de Monica Bellucci.

Cheio de magia, com direito a devidas adaptações para nosso tempo, e referências temáticas, vai entreter quem gosta do gênero. Entre as referências a melhor delas é a homenagem a mais lembrada cena do clássico Fantasia. Aquela na qual o Mickey, aprendiz de feiticeiro, perde o controle das vassouras encantadas. 

Para completar só falta mencionar a lição de moral, afinal é um filme Disney. Dessa vez o ensinamento é: não desistir do que é realmente importante, mesmo que precise que pegar o caminho mais árduo, abrir mão ou adiar alguns projetos. 

Original não é, mas diverte!

O Aprendiz de Feiticeiro (The Sorcerer's Apprentice)
EUA - 2010 - 111 min.
Ação / Fantasia
Leia Mais ››

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O Ultimo Mestre do Ar

Nunca assisti a animação Avatar: A lenda de Aang, da qual O Ultimo Mestre do Ar é adaptado. Também não tenho grandes problemas com o ultimos filme Shyamalan (o outrora diretor revelação/prodigio tem decepcionado expectadores e críticos em suas ultimas produções), não são a sétima maravilha do mundo, mas também não vão causar o apocalipse. Seja tavez essa a razão de eu até ter gostado do longa.

A nação do Fogo pretende dominar o mundo, para isso entra em guerra contra as nações da Terra, Água e Ar. Apenas o Avatar, único capaz de controlar os quatro elementos seria capaz de restaurar a paz. Mas, o Avatar sumiu a quase um século, e o mundo está quase todo sob o domínio da nação do Fogo. É nesse caos que Katara (Nicola Peltz) e seu irmão Sokka (Jackson Rathbone), jovens do povo da Água do sul, encontram Aang (Noah Ringer). O menino é o ultimo capaz de dominar o elemento Ar, e segundo seus antigos mestres extintos, o Avatar. Logo os irmãos se unem a ele para terminar seu treinamento e trazer a paz e o equilibrio de volta as quatro nações.

O elenco quase todo formado por novatos não traz grandes atuações. Dev Patel (o Jamal, de Quem quer ser um milionário?) até tenta desenvolver o dilema de seu atormentado e banido principe Zuko, enquanto Shaun Toub (Tio Iroh) esboça um interessante misto de poder e serenidade, mas ambos tem pouco espaço em cena para conseguir um bom resultado.

O que os suspenses de Shyamalan menos ofereciam ao público era informação, logo o diretor ainda escorrega um pouco para apresentar a rica mitologia da aventura, chegando a prejudicar a ação em prol do explicação. Atitude que costuma irritar expecatadores que ja conhecem aquele universo. Para os não iniciados, porém,  o didatismo exagerado é necessario funciona, atende aos 'porques?" e "comos?".

Outro ponto fraco de Shymalan a comédia, usada como alívio cômico na animação, no longa é praticamente inesistente. Novamente incomoda os apenas os já iniciados, que não reconhecer no longa a mesma atmosfera do desenho.

As lutas no estilo Tai Chi Chuan, são visualmente muito elegantes, da até vontade de praticar com os velhinhos no parque. Mas não pude evitar pensar: é tanto tempo gesticulando que uma flecha facilmente acabaria com eles antes de poderem terminar o 'golpe'. Falando em belas imagens, o visual é deslumbrante, mesmo em 2D. Cheios de tons azulados diverge completamente do colorido desenho. Mas fica bonito em cena, na companhia dos efeitos especiais e do Tai Chi.

O Ultimo Mestre do Ar precisou suprimir a palavra 'Avatar' do título, por causa do longa de James Cameron. É a primeira adaptação da carreira de M. Night Shyamalan. Considerando sua total inexperiência na área o filme é até bom. Funciona. Ao menos é o que as crianças de minha seção esboçaram ao fim do filme: Filmaço! - ouvi um deles exclamar enquanto os outros concordavam. Uma vez que elas são o público alvo, o diretor devia se dar por satisfeito. Os adultos e críticos por sua vez deviam pegar mais leve e curtir a aventura e o belo visual.

O Último Mestre do Ar (The Last Airbender)
EUA - 2010 - 103 minutos
Ação / Fantasia
Leia Mais ››

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Percentuais da vida moderna

Que a vida moderna é atarefada demais, e nunca temos tempo para fazer tudo que queremos fazer, não é novidade. Muito menos o poder que a lei de Murphy exerce sobre nó azarados mortais do século XXI.

Mas você conhece realmente os percentuais da vida moderna??? 
As imagens que recebi por e-mail colocam tudo que você precisa saber em gráficos explicativos. O mérito é do capinaremos.com

Pensei que o problema era só do meu chuveiro!


Também vale, para Trident, TicTac, bala banda, biscoito recheado....

Faltou o de coisas que nem faço ideia de que meu celular faz.

Dispensa comentários
Lembrei da campanha do Casseta
Não solte pum no elevadooooor
O ar que eu respiro não pode ter esse fedoooorrr

Leia Mais ››

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Vendo, ouvindo e pensando... sobre casórios

Igreja decorada, céu estrelado, uma noite (muito) fria, uma bonita cerimonia de casamento. Em alguns lugares os cumprimentos aos noivos acontecem na porta da igreja mesmo, em outros no salão de festa, de mesa em mesa. 

Neste casório em particular os padrinhos formaram um corredor na saída da igreja para saldar os noivos com uma chuva de arroz, daquelas bem grandes. Tenho a sensação que a noiva ainda vai estar tirando os grãos do cabelo na maternidade.

Antes do salão uma seção de fotos em lugares bucólicos. Impossível não lembrar de Caco Antibes: Ó os pobre tirando foto com a frô! Pompa superando a espontaneidade, lugar comum nesse tipo de festa. Aos convidados os primeiros aperitivos. 

Na chegada ao salão corredor (polonês?) de padrinhos novamente. Agora a chuva é de palmas, adornadas por pescoços esticados dos demais convidados tentando finalmente ver, e quem sabe cumprimentar os noivos por trás do paredão composto pela padrinhada. 

Agora uma seção de vídeos dos pombinhos em cenas românticas no meio do salão. Mais fotos! Com o bolo, sozinhos, com os pais, padrinhos, em frente a diferentes cenários montados no salão. Aos convidados mais aperitivos.

Exibição de vídeo no telão. Slides de fotos produzidos no automático pela empresa de festas, devidamente acompanhada pela musica melosa. Nunca achei que fosse possível álbuns de fotos serem impessoais, até ver esses slides estilo "joga as fotos de qualquer maneira com musica no fundo que tá bom", usado pelas empresas.

Chega de aperitivos! Hora de servir o jantar. Primeiro os noivos (coisa rara eles terem tempo para comer em meio a correria do "grande dia"), seguidos por uma fila imensa de convidados. Calma gente! Tem para todo mundo.

Finalmente! Os noivos estão disponíveis para receberem os cumprimentos. Enquanto isso fumaça toma conta da pista de dança, é hora da festa começar. Ops! 50% das mesas, outrora ocupadas, estão vazias. Passaram-se cinco horas desde o início da cerimonia na igreja. O pessoal foi embora, sem curtir, sem cumprimentar os noivos. Ao menos fora muito bem servidos.

Mais tarde ao lembrar da festa, muitos dirão: culpa do frio! Será mesmo? Pode até ser. Mas não posso deixar de perguntar, do que os noivos irão se lembrar ao folhear o enorme álbum de fotos? Das mesas vazias? Dos poucos cumprimentos? Da pista de dança com espaço de sobra? Ou da infinita seção de fotos?
- Olha amor, quando agente posou ao lado do bolo?

Vendo, ouvindo e pensando 'cá' com os meus botões, percebi. Temos que tomar cuidado com o excesso de pompa e circunstância, e isso vale para casamentos, batizados, aniversários, bodas. Caso contrário, tudo que vamos lembrar ao olhar os álbuns de fotos é de posar para elas!
Leia Mais ››

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Desafio 7 links

Desafio, meme, lista, topar o #7links une tudo isso em um post só! Para participar basta criar um post em seu blog e de outros, atendendo as categorias do meme. Foi no Ferramentas Blog que conheci o desafio, mas quem o criou foi o Darren Rowse do ProBlogger (Take the 7 Link Challenge Today #7links).

  • Para quem já leu recordar, e para quem não leu conhecer, eis meus #7links!

1 - O primeiro post do meu blog
Foi a resenha de Os Simpsons - o filme. O post é de Fevereiro de 2008, mas o texto é mais antigo, de Agosto de 2007. Escrito para o falecido site @NNA (@gência de Notícias de Niterói e Adjacências), faz uma analise do filme da família amarela mais querida do planeta.

2 - O post que mais gostei de escrever
Essa é dificil, e vou explicar porque! Geralmente quando estou escrevendo, adoro meus posts. Quando termino odeio. Quando eles são publicados adoro novamente, e assim a coisa vai eternamente. Dando uma olhada na lista lembrei de uma série de posts sobre  revistas de cinema que adorei escrever (e no momento ainda gosto, rs). A série Cinema em Revista, surgiu depois do fechamento da SET pela editora Peixes e do caos que se implantou no cenário literário cinéfilo desde então. Com a tentativa da revista mais tradicional do país de se manter viva e a chegada de duas novas publicações. Rendeu 4 posts Cinema em Revista - Movie, Cinema em revista - Preview , Cinema em revista - SET, A nova SET e Leitura Cinéfila em 2009.



3 - Um artigo com um ótimo debate
Papo Cabeça, esse nem foi o mais comentado dos meus posts, mas ganhou o título por ter ido mais longe que devida. O texto era apenas um desabafo sobre uma conversa com um politiqueiro que conheço, mas acabou gerando uma ótima discussão. Existe outro texto que gerou uma discussão surpreendente, mas ele vai ser listado como melhor título.

4- Um post de outro blog que gostei muito
Adoro ler sobre séries e cresci com contos de fadas, logo achei genial quando a Gi do Comentar é Preciso resolveu juntar as duas coisas. Inspirada por um epsódio de Sobrenatural que mostrava o caso de um espírito que matava as pessoas em situações que lembravam contos de fadas (!), ela resolveu imaginar como as histórias que ouvíamos quando crianças seriam solucionadas por personagens de seus seriados favoritos. Contos de Fada, traz CSI, Monk, Pushing Daisies e (claro!) o Dr. House, solucionando mistérios de terras tão, tão distantes.

5 - Meu artigo mais útil
No dia 25 de Maio de 2009, o RJTV, não tinha muitas notícias para dar, então resolveu mencionar que aquele era o dia do Orgulho Nerd. Rapidinho um monte de gente foi googlar para saber mais sobre a data. Foi então que meu post Dia do Orgulho Nerd, foi útil, esclarecendo, nerds, geeks e pessoas não iniciadas sobre a referida comemoração. De brinde links para meus posts, mais nerds até então.

6 - Post com melhor título
Em defesa dos copos de geléia, o título é ótimo! Mais curioso impossível! O post que defendia o uso de qualquer copo a qualquer hora, foi um dos mais comentados e discutidos. Só não tenho certeza de quando o inusitado título ajudou na popularidade do texto.

7- O post que gostaria que fosse mais lido
A Verdade Nua e Crua, me surpreendeu, sério! Fui ao cinema sem saber muito sobre o filme e adorei! Talvez por isso sua resenha escrita assim que saí da sala, ainda com a adrenalina da seção em minha mente ficou tão legal. É um dos poucos que escapou dos meus surtos "amo, odeio, amo" mencionado no seguindo quesito deste meme. 

Escolhas dificeis, muita coisa que gostaria de mencionar ficou de fora. Quem sabe não rola um #7memes - parte 2 no futuro (mas aí seriam 14 né!). Enquanto isso passo a bola para frente, e aí colegas bloqueiros? Quais os seus #7links???
Leia Mais ››

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Encontro Explosivo


Quando entramos em um filme com a palavra "explosão" no título já sabemos o que esperar: uma perseguição, tiroteio ou, é claro, uma explosão a cada 2 minutos. Nada mais natural em um filme de ação. Agrada os meninos já a maioria das meninas assitem apenas para fazer compania. É aí que Encontro Explosivo vale a pena, o longa antende aos requisitos dos filmes de ação (leia-se tiroteiros, perseguições e explosões) e ainda agrada as moças.


June Havens (Cameron Diaz), esbarra "acidentalmente", em um cara no aeroporto, e depois ambos embarcam no mesmo vôo. O "cara",Roy Miller (Tom Cruise), é um agente da CIA, que está sendo perseguido pela próepria agência, segundo ele,  injustamente., É claro que June acaba embarcando a contragosto na correia de Roy contra a agência, e os vilões.

Romance, muita comédia e um pouco de loucura, é essa a parte mais "feminina" da história. Acompanhando June, ficamos boa parte do filme sem ter certeza de quem é quem nessa história. A certa altura pensamos até que a personagem de Cruise é simplesmente louco, e a mocinha embarcou em uma furada. Isanidade acentuada pela atuação a vontade de Cruise, que parecia mais estar brincado que trabalhando. E é claro, que os ataques de pânico tipicos de uma pessoa comum em uma situação extrema, sofridos por June também passam longe da sanidade.

Com locações em todo o mundo o filme é ágil, o que possibilita as inúmeras viagens durante poucos dias de ação. As cenas onde os personagens desacordados tem vislubres do que está acontecendo ao seu redor até acordarem em uma nova situação são uma ótima sacada. Agilizam o longa, e ainda são divertidas. Assim como as piadas com o próprio gênero, como quando Roy em meio a um tiroteio para de combater os vilões caminha em meio as balas para beijar a mocinha, e sai ileso.

Encontro Explosivo conseguiu me surpreender, tarefa na qual a maioria dos filmes de ação falha. A não ser pelo título nacional: filme de ação que une duas estrelas de Hollywood, o nome podia ser mais óbvio e  genérico? Encontro Explosivo, Dupla Explosiva, Carga Explosiva, ô falta de originalidade custei a acertar o nome do filme para conseguir o poster que ilustra o post no site de busca. Faltou pouco para eu procurar o ingresso dentro da minha bolsa.

Encontro Explosivo (Knight and Day)
EUA - 2010 - 109 minutos
Ação / Comédia / Romance
Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top