quinta-feira, 29 de abril de 2010

Dan the Man

Responda-me caro leitor: curtia video-games quando pequeno?
Ainda curte né!

Pois a blogueira que vos escreve se divertia por tardes inteiras com um NES. O Nintendinho, que acreditem ou não ainda tenho, rodava por horas na minha TV, quase sempre com Super Mario Bro's 3.

Se você foi criança  e gostava de games nos anos de 1980 e 1990, provavelmente conhece as aventuras do encanador gordinho cujo maior objetivo era salvar a princesa. Logo vai adorar esse vídeo. No maior estilo, Mário o jogo Dan the Man, mostra um enorme realismo na interação entre os personagens, além de exigir do jogador uma linha de raciocínio completamente nova.

Assista até o fim o divertido vídeo do studioJOHO.

Leia Mais ››

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Alice no País das Maravilhas

Antecipação e expectativa, podem até servir como boa promoção, mas podem ser um perigo para o sucesso de crítica e público de um filme. Dezenas de belas imagens promocionais, e um mês e meio de atraso no lançamento nacional, geraram uma expectativa enorme para o lançamento de Alice no País das Maravilhas. Depois de meses de especulações muita gente encontrou menos que esperava.

A versão de Burton para o clássico de Lewis Carroll se passa 13 anos após a história original. Alice, que acredita que sua primeira aventura foi apenas um pesadelo, foge após ser pedida em casamento, segue um coelho branco de cartola e acaba caindo em um buraco que a leva a um país das maravilhas, bastante diferente. A Rainha Vermelha dá as cartas, e os demais personagens vivem em uma espécie de resistência secreta, arriscando suas cabeças às espera do Glorian Day, data em que a malvada cabeçuda seria derrotada.

A história embora nova, é bastante simples: o bem tentando derrotar o mal. E dá destaque a personagens que antes estavam apenas de passagem, nos permitindo conhecer outras faces de suas personalidades. 

A graça do filme está no visual. O mundo subterrâneo é belamente sombrio, no melhor estilo Tim Burton. Assim como figurinos, muito bem planejados, especialmente os de Alice que precisa mudar de roupa cada vez que troca de tamanho. E aparentemente ela é sempre muito pequena ou muito grande.O 3D, embora torne tudo mais deslumbrante (o sorriso do Gato nunca fora tão brilhante) é bastante dispensável, e em algumas cenas mais ágeis podem irritar olhos despreparados.

O elenco, a maioria repetindo sua parceria com o diretor está bem confortável, cada um conhece bem o seu lugar. As novidades ficam a cargo de Mia Wasikowska , uma  Alice não tão brilhante como sua personagem no seriado Em Terapia mas não chega a decepcionar. Anne Hathaway, é uma rainha branca cheia de trejeitos de princesa e com olhar meio perdido (uma vez princesa Disney...). E os divertidos Tweedledee e Tweedledum são interpretados por Matt Lucas.

A única bola fora é Crispin Glover (conhecido por A Vingança de Willard e por ser o pai de Marty Macfly em De Volta Para o Futuro). Sua personagem o Valete de Damas, parece andar sobre um corpo falso, meio robótico.

Ainda estão no elenco Johnny Depp (Chapeleiro Maluco), Helena Bonham Carter (Rainha de Copas), Alan 'Snape' Rickman (a Lagarta), Michael Sheen (coelho branco), Timothy 'Rabicho' Spall (The Bloodhound), Stephen Fry (o Gato risonho) e Christopher Lee (The Jabberwock). 

Alice no País das Maravilhas é uma viajem nova e deslumbrante a um mundo já conhecido. Satisfaz quem gosta de uma boa fantasia.


Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
EUA - 2010 - 108
Aventura / Fantasia
Leia Mais ››

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Desafio Literário 2010

Esse ano topei um desafio, acrescentar um filme clássico a minha lista de afazeres semanais. Estou adorando o desafio mas admito, não é fácil. Desde encontrar o título da semana, até arranjar um tempinho para sentar e assistir o filme. Imagina se ao invés da rapidez de uma projeção (a maioria tem cerca de duas horas) o desafio fosse ler dezenas de páginas?

Pois, foi isso mesmo que o pessoal corajoso do Desafio Literário 2010 topou. O projeto é uma espécie de clube do livro sem fronteiras físicas. Nas palavras dos criadores:


"Uma gincana literária cuja tarefa principal é ler 12 livros em 01 ano. Um livro para cada mês. A cada mês, um tema de leitura. Tudo para deixar a brincadeira mais divertida. Mas, é muito mais do que isso. O desafio literário é um desafio contra os preconceitos literários e hábitos acomodados de leitura que cultivamos sem ao menos ter consciência deles. Em 2010 será diferente.

O bacana será ver a cara de surpresa de quem um dia disse: dessa àgua nunca beberei. Pode ser também que, após o desafio, a constatação seja a de que era melhor não ter se arriscado a ler tal livro. Mas olhando pelo lado positivo pelo menos iremos odiá-lo com propriedade de causa.

Que tudo seja uma divertida brincadeira. Boa leitura!"
 
12 livros em 1 ano, a cada mês um título com características específicas pré determinadas. O objetivo é conhecer novos autores, gêneros e títulos, além de eliminar aquela pilha de livros por ler, que abarrotam a estante de muita gente. Formar leitores melhores.
 
Dezenas de leitores, blogueiros ou não, estão participando. As resenhas dos livros podem ser publicadas em seus blogs pessoais, no blog do projeto, ou em ambos. Mesmo para quem não está participando vale a pena acompanhar e anotar as boas dicas de leitura.
 
Participando do projeto para formar cinéfilas melhores e fã de um bom livro, não posso negar que o projeto para formar leitores melhores também é uma ótima idéia. Virei fã!
 
Segue a lista de temas mensais, vale qualquer livro que atenda as características:

Abraçe o prazer da leitura!
Janeiro– O desafio é ler um Romance de Banca ao estilo da Nova Cultural, Harlequin, entre outros livros vendidos em bancas. Vale qualquer segmento, Clássico Históricos, Momentos Íntimos, Júlia, Sabrina, etc… Tenho certeza que você tem um livro na pilha esperando para ser lido. Portanto não há desculpas.
Fevereiro – Um livro que nos remeta aos contos de fada. È baba! Nem tudo é inovação. Há muitas histórias baseadas nos contos de fadas. Patinho Feio, A bela e a fera, Cinderela…
Março – Um clássico da Literatura universal. Só vale aquele que você nunca leu na vida. Sabe aquela coleção em destaque na estante que está lá só para fazer bonito? È lá que você vai pescar esse.
Abril– Um livro de escritor(a)Latino-Americano. Leitura inédita só para lembrar!
Maio – Para aliviar, vai aí um Chick-lit. O mar está para peixe no que diz respeito ao gênero.
Junho – Um livro de uma escritora brasileira.
Julho – Um livro adaptado para o cinema. O que mais há ultimamente!
Agosto – Um romance policial. Vale os autores mais clássicos ou autores do romance “romântico” policial.
Setembro – Um romance histórico. Cá entre nós, esse gênero é o queridinho de muitas!
Outubro – Um livro que contenha uma lição de vida. Pode ser ficção ou não-ficção. Viu como facilitei?
Novembro – Um livro de escritor(a) de Portugal. Com a aproximação ortográfica porque não uma aproximação literária?
Dezembro – Um livro (ficção ou não ficção) que tenha a palavra “Coração” no título.

Leia também minhas resenhas de livros:
Leia Mais ››

segunda-feira, 19 de abril de 2010

De partida para Wonderland

Finalmente chega esta semana aos cinemas brasileiros Alice no País das Maravilhas em 3D. Atrasado em mais de um mês (esperando Avatar liberar as salas 3D), e com propagandas constantes há meses, não tinha como não criar expectativa.

E como não é segredo que a blogueira aqui adora a dobradinha Tim Burton + Johnny Depp, as passagens para o País das Maravilhas já estavam reservadas a tempos. Para entrar no clima, o belo clip de Avril Lavigne para "Alice". A musica faz parte da trilha do filme, e até que é boa apesar da Arvil exagerar um pouco na gritaria.

Leia Mais ››

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Os Adams vem aí, batendo forte o tambor!

É oficial! Cheguei a uma certeza absoluta sobre a vida on-line. Não há limites para as bizarrices nela.

O curioso, é que talvez não houvessem limites para a bizzarices na vida of-line também, mas sem a super-comunicação que a rede nos proporciona, apenas não havia como percebermos antes. Prova disso é esse, por falta de palavra melhor, duvidoso vídeo que recebi por e-mail. Antes porém, devo prepara-los, pois o vídeo a seguir pode causar sérios danos, desde crises existenciais (oh! porque?), passando por traumas e até crises histéricas de riso.

Eis o cenário: anos 90! Lembram-se do grupo Carrapicho? Isso mesmo, os braquelos disfarçados de índios que viviam batendo forte o tambor e querendo tic tic tic tá. Lembrou né!

Agora junte essa memorável musica chiclete a outro ícone dos anos 90. A Familia Adams. Essa mesma, a familia estranha, surpresa é tamanha, cheio de arte e manha, os Adams vem aí! (kkk, não acredito que lembro disso!).

Depois aprenda um pouco de russo e talvez vc entenda o que nossos colegas lá de longe queriam dizer juntando os dois, em um vídeo em sua lingua materna. E se descobrir por favor, me conte!

Assista o vídeo, se tiver coragem (e se seu chefe não estiver por perto!)
Leia Mais ››

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Lembranças

Quando começou a trabalhar com na empresa do pai, aos 22 anos Michael, irmão mais velho de Tyler (Robert "crepusculo" Pattinson) Hawkings, cometeu suicido. Desde então os problemas de relacionamento de sua família só aumentaram. Prestes a alcançar a idade que o irmão tinha ao morrer, tenta descobrir seu rumo na vida. Trabalha em uma velha livraria, assiste aulas na faculdade mas não se matriculou, culpa o pai viciado em trabalho (Pierce Brosnan) pela morte do irmão, e o mais próximo que chega da família é quando toma conta de sua irmã Caroline (Ruby Jerins).

Em uma noitada com o amigo Aidan (Tate Ellington), Tyler se mete em uma briga e os dois passam a noite na prisão. Frustado Aidan descobre que a filha do policial que os prendeu estuda na mesma faculdade e bola um plano: Tyler se aproximaria de Ally Craig (Emilie de Ravin, a Claire de Lost), a deixaria apaixonada apenas para irritar o policial. Em se tratando de um romance, não é muito difícil adivinhar onde isso vai chegar, os dois realmente se apaixonam, e juntos parecem mais fortes para enfrentar seus traumas. 

Suicídio, violência, bullying, relacionamentos entre pais e filhos, são alguns dos vários temas tratados nesse drama romântico de personagens interessantes. Lembranças, começa bem, mas fica lento a medida que o romance de Tyler e Ally entra no tradicional "chove não molha", a ponto de nos perguntarmos: onde o filme vai chegar? Se é que pretende fazê-lo. Surpreendentemente, o filme chega!

Chega a um final surpreendente, não pelo ineditismo, mas pela forma completamente inesperada em que a situação se coloca na história. Tudo para reforçar a importância do carpe diem, de aproveitar o momento. Lembrar a importância dos nossos atos, e influencia que mesmo o mais insignificante deles pode exercer no próximo.

E caso alguém ainda fique na dúvida da mensagem, é só prestar atenção a citação de um pensamento de Gandi logo no inicio da projeção: O que quer que você faça, será insignificante, mas é muito importante que você o faça. Desnecessário, mas dá para aturar. Comer a sobremesa, antes do jantar, só porque não poderia suportar a idéia que algo acontecesse antes e o impedisse de chegar a parte mais deliciosa da refeição, parece muito mais importante ao fim do filme. 

Lembranças (Remember Me)
EUA , 2010 - 113
Drama / Romance
Leia Mais ››

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sherlock Holmes & Gregory House

Em Janeiro deste ano, quando publiquei a resenha de Sherlock Holmes, de Guy Richie, com Robert Downer Jr e Jude Law , respectivamente o detetive e seu parceiro Watson, uma questão foi levantada. Seria possível, que Gregory House (Hugh Laurie), o medico mais excêntrico da TV, fosse inspirado do detetive criado por Arthur Conan Doyle no século XIX?

Depois de muito analisar fieis leitores e a blogueira aqui chegaram a uma conclusão. House foi sim inspirado em Holmes. Contudo, apesar das óbvias semelhanças não tínhamos provas. Problema que o Universal Channel, canal que exibe a série médica investigativa em terras brasucas acaba de resolver, em seu programa de bastidores. Assista abaixo o What's On, sobre as semelhanças entre Sherlock Holmes e Gregory House.

Leia Mais ››

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Como Treinar o seu Dragão

Acha ruim a infestação de pernilongos que temos todo verão, imagina se eles fossem bem maiores e cuspissem fogo? É uma infestação de dragões que o vilarejo da ilha de Berck precisa enfrentar. Por mais de três séculos todo viking é treinado para matar sem dó nem piedade as criaturas que invadem o vilarejo para roubar animais.

Soluço (Jay Baruchel) bem que tenta, mas toda vez que o faz causa um estrago, para o bem da tribo é deixado de fora das batalhas. É em uma dessas tentativas desajeitadas que ele captura um Fúria da Noite, o mais misterioso e perigoso dos dragões, voa quase invisível e nunca erra o alvo. A recomendação viking para enfrenta-lo, é "sebo nas canelas"! Soluço vacila e não consegue matar o animal. Pouco a pouco viking e dragão constroen  uma relação de amizade e confiança, e Soluço descobre que tudo que seu povo sabem sobre eles está errado.

Enquanto isso a situação fica crítica na aldeia, adultos saem para procurar o ninho dos dragões, pois acreditam que se destruí-lo, as criaturas vão embora. Novos recrutas precisam ser treinado, e  Vast (Gerard Butler), lider da tribo e paí de Soluço, finalmente dá uma chance ao filho desajeitado, deixando-o tornar-se um aluno para aprender a matar dragões.

A nova aventura da Dremworks tem um visual impecável, florestas, rios, explosões e fogo, muito fogo, apresentados de forma espetacular mesmo nas cópias em 2D. Assim como as cenas de voo ageis e bonitas. Impossível não ficar tentado a imitar a personagem Astrid (America Ferrera) e tentar tocar as nuvens. Os personagens não são bonitos, e nem deveriam ser uma vez que caçar dragões é um meio de vida cicatrizes e membros perdidos são sinais de heroísmo muito valorizados, mas nem por isso deixam de ser carismáticos. 

Nunca tantos dragões, e de tipos tão variados foram vistos em um único filme. Cada tipo de dragão tem cores, formas (vale até 2 cabeças) e habilidades diferentes, que nos são apresentados de forma bastante criativa, através do personagem Melequento. Um nerd gordinho que após ler o manual viking de matar dragões várias vezes, decorou as características e habilidades de cada dragão como se tivesses saídos de cartas de RPG.

Contudo, nada supera a bela sequência de cenas onde Soluço e o Fúria da Noite, já devidamente apelidado de banguela, constroem seu amizade. É impressionante a transformação da agressiva fera no melhor amigo de um viking. Espere muitos "awh..." na sala.

Baseado no livro homônimo de Cressida Cowell,  Como Treinar Seu Dragão fala sobre estar aberto a novos conhecimentos. Da importância de deixar seu orgulho e preconceitos de lado, admitir que talvez não conheça algo tão bem assim. Aceitar o aprendizado e crescer com ele. 

Como Treinar o seu Dragão (How to Train Your Dragon)
EUA - 2010 - 98 min
Animação/Aventura 
Leia Mais ››

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Em Março no DVD, Sofá e Pipoca

Mais filmes e muitas novidades rolaram no DVD, Sofá e Pipoca no 3º mês do projeto. Dois longas recordistas de posts (9 textos cada!) e um blog novo e mais funcional, para os cinéfilos leitores encontrarem com facilidade tudo que precisam.

Confiram tudo que rolou no blog em Março de 2010.



Mágico de Oz - Seguindo a estrada de tijolos amarelos

A Felicidade Não Se Compra - como seria o mundo se você não existisse? (1946)

Alien, o oitavo passageiro - ninguem pode ouvir seus gritos no espaço

Quanto Mais Quente Melhor - o filme americano mais engraçado de todos os tempos (1959)

Abril começa com as aventuras do arqueólogo Henry Jones Jr, em os Caçadores da Arca Perdida.

3 blogueiras, 1 desafio: 50 filmes clássicos a serem vistos e comentados durante um ano. Será que dão conta?  DVD, sofá e pipoca, um projeto para formar cinéfilas melhores!
Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top