quinta-feira, 4 de março de 2010

Percy Jackson e o Ladrão de Raios

Zeus (Sean Bean) foi roubado. Todos acreditam que Percy Jackson (Logan Lerman) tenha levado os raios do rei dos deuses, a arma mais poderosa já criada. O único problema é que Percy só ouviu falar do Olimpo e seus ilustres moradores nas aulas de história, e assim como a maioria dos mortais acredita que são apenas histórias. Uma vez que não está mais seguro, é hora do moleque saber a verdade. Então de uma tacada só ele descobre que está sendo acusado, perseguido e que é um semi-deus, filho de Poseidon, deus dos mares. 

E está armado o caminho para aventura ininterrupta. Com a ajuda de seus amigos Grover (Brandon T. Jackson), seu sátiro protetor, e Anabeth (Alexandra Daddario), filha de Atena, Percy embarca em uma jornada para resgatar a mãe, provar sua inocência e devolver o raio a Zeus. Um garoto desavisado, uma tarefa grande demais para ele, um par de amigos. Sentiu a semelhança?

Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios, é a adaptação do primeiro livro de uma série de 5 (até agora) escritos por Rick Riordan. E também é um candidato a pegar a vaga que Harry Potter vai deixar após a segunda parte de Reliquias da Morte, que chega aos cinemas em 2011. As semelhanças estão em toda parte, até no diretor. Chris Columbus é diretor dos dois primeiros Potter e de outros sucessos juvenis como, Esqueceram de mim.

Percy também é um garoto que não se encaixa no "mundo real" ele tem dislexia e hiperatividade, que na verdade são parte dos dons provenientes de sua condição de semi-deus. Ele vai a uma escola especial para semi-deuses (existem muitos, pois o Olimpo sempre foi um tédio) e os problemas começam por lá.

Mas, diferente dos primeiros longas de seu colega bruxo, que pecavam pelo excesso de fidelidade a obra escrita, Percy traz grandes diferenças em relação ao livro. Algumas para melhor, outras nem tanto, trocar Ares por Persephone não foi uma grande ideia. Envelhecer Percy em cerca de 4 anos pode atrapalhar as adaptações futuras. A esperança é que, a exemplo da obra de Rowlling, o equilibro seja alcançado nos próximos filmes e que os fãs não desistam até lá.

Cheio de aventura, mesmo com as alterações o enredo é bem amarrado. E a livre adaptação da mitologia grega para os tempos modernos apesar de previsível é divertida. Eu sempre soube que o letreiro de Hollywood escondia algo, no caso a porta para o submundo. E de que outra maneira os jovens de hoje se interessariam por mitologia grega? Pensando assim, as mudanças de alguns detalhes são até aceitáveis.

Uma aventura que pode ser muito divertida se assistida sem grandes pretensões. Seus muitos monstros e poderes garantem uma grande quantidade de efeitos especiais. E eles até e convencem, mas não trazem nada de extraordinário.   

É no elenco, cheio de estrelas, que Percy traz seu maior acerto. Alguém consegue imaginar alguém melhor para dar vida a Medusa que Uma Thurman? A estrela de Kill Bill tem o senso de humor perfeito para horrível e sedutora fabricante de estátuas de pedra. Só não sei como a convenceram de deixar um bando de moleques andar com sua cabeça por aí.

 Joe Pantoliano (Gabe Ugliano), Jake Abel (Luke, filho de Hermes), Melina Kanakaredes (Athena)  estão no elenco, que também traz  Pierce "007" Brosnan, como mentor centauro(!) Chiron, Kevin McKidd como Poseidon e Rosario Dawson como Persephone.

Percy Jackson e o Ladrão de Raios (Percy Jackson & the Olympians: The Lightning Thief)
Canadá/EUA- 2010 - 119min
Aventura/Fantasia 

6 comentários:

.Lot Satoru disse...

Ô filme é muito ruim... eles devem ter gastando muito somente no elenco (e que elenco!)... os efeitos também são bons, mas sinceramente, odiei o filme... na verdade, se você ver o filme como sendo um desses de sátiras, aí é super engraçado (Medusa de óculos, kkkkk). O que me deixa com raiva é a pressa em que eles lançaram o filme, pressa essa que penso eu seja para que quando sair "Fúria de Titãs" todos pensarem que é cópia de Percy... mas... só me resta esperar os outros filmes para ver...

.Lot Satoru

Fabiane Bastos disse...

Apesar de ter adorado a Medusa de Uma, concordo. Talvez o maior mal de Percy seja a pressa, mas não acredito que seja por Fúria de Titãs, acho que quer ganhar terreno entre Harry Potter e a Saga Crepúsculo, ambos estão de volta às telas no meio do ano.

.Lot Satoru disse...

Também amei a Uma (como sempre amo!). Realmente pode-se pensar por este lado, ele quer ganhar terreno, mas, como já vimos várias vezes, todos os filmes que são lançados para competir com Potter não conseguem... e, com sincera e honesta opnião, duvido que alguém consiga tão cedo. Quanto a Crepúsculo, foi uma filme concorrente que de Potter que realmente deu certo, apesar de particularmente eu odiar, a maioria dos fãs de Potter são fãs de Crepúsculo e vice-versa. Voltanto ao Percy, pode até ser que eles não tiveram a intenção de "avacalhar" com Titãs, mas você não pode negar que haverá comentário ao redor deles...

.Lot

Fabiane Bastos disse...

Comentário vai ter sim, por causa da semelhança da temática. O que me lembra: ao assistir Percy tive a estranha sensação que alguém vomitou Harry dentro do seriado da Xena, a princesa guerreira.

Ps.: Também não curto muito crepúsculo. Vi os filmes mas ando fugindo dos livros de um jeito que Eduard nunca vai fugir do alho.

Abaixo crepusculismo, vivam os Feiticeiros! kkkk

Anônimo disse...

Eu sinceramente adorei Percy Jackson, mas nao vai, nunca, preencher o vazio que HP vai deixar, E digo mais, Crepusculo tem posers e fãs, HP tem fãs e fanaticos ou seja : impossivel de igualar ou superar. Crepusculo foi desconfortavel, mas nao mexeu com HP. Ele continua láaaa no pedestal.

Go go Percy Jackson!

Fabiane Bastos disse...

Então,...
Go Harry, go!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top