quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Novidades no Amor

Sandy (Catherine Zeta-Jones) vive no subúrbio de Nova Yorke, em sua casinha de cerca branca,a levando a vida perfeita de uma dona de casa americana. Até que um dia flagra a traição de seu marido. O que rapidamente resulta em divórcio e a mudança da quarentona com os dois filhos para o centro da cidade.

Em um apartamento apertado Sandy luta para conciliar o novo trabalho com os cuidados com a casa e as crianças. É aí que Aram (Justin Bartha, Se Beber não Case e A Lenda do Tesouro Perdido) é oferecido como babá por uma amigo debochado, e acaba aceitando o emprego.

Aos 25, morando com os pais, e ainda sem emprego de verdade (ele trabalha na cafeteria em baixo do apartamento de Sandy), Aram aceita o trabalho como forma de receber uma grana extra enquanto o trabalho de verdade não aparece. Simpático, e divertido logo se apega às crianças e, é claro, a mãe delas.

O grande dilema aqui é a diferença de 15 anos entre o casal, mal visto pela sociedade. Ironicamente o marido de Zeta Jones, Michael Douglas, é 25 anos mais velho que ela e o casal não enfrenta nenhum problema por isso.

Além do romance Novidades no Amor é um filme de auto-descoberta. A descoberta de Sandy, antes controlada pelo marido, de sua força, opinião e capacidade de se reconstruir. E a busca de Aram por sua identidade e independência. Temas já exaustivamente abordados pelo cinema, assim como a diferença de idade.

A graça do filme está no talentoso elenco, especialmente Justin, que começa a ganhar papeis maiores. E na assustadora mudança de comportamento dos filhos de Sandy, que passam de comportadas e "perfeitas" crias do subúrbio à descoladas crianças que vêem de tudo no centro da cidade.

O longa ainda traz a participação de John Schneider (o Jonathan Kent de Smallville) em uma participação um pouco desagradável. E cenas em locações remotas como Paris, Istambul e na África. A única coisa estranha é poster na lavanderia. Se alguém entendeu, por favor, me explique!

Novidades no Amor(The Rebound)
EUA - 2009 - 97min
Romance

2 comentários:

Giselle de Almeida disse...

Como assim participação desagradável? Pelo trailer, achei q o filme ia ser bem sem graça, nem me arrisquei a ir ver...

Fabiane Bastos disse...

É que se trata de uma constrangedora cena em um banheiro movel.

O filme não é um achado, mas é bonitinho, e ta mais p/ romance q/ p/ comédia, então faz sentido ser um pouco sem graça hehehe...

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top