sábado, 31 de outubro de 2009

Doces ou travessas???

Uma festa americanizada, feriado criado pelas empresas de guloseimas para aumentar o faturamento, uma maneira eficiente de tornar as aluas de inglês menos enfadonhas, motivo extra para usar uma fantasia e pegar uma balada, ou para aumentar a programação de terror na TV...

Não importa qual a sua relação, ou mesmo se você concorda ou não com o Hallowen. O fato é que todo mundo já ouviu dizer que o dia 31 de Outubro é o Dia das Bruxas. A comemoração da véspera do dia de todos os santos, e os costumes tipicamente estadunidenses de festejar estão cada vez mais presentes em todo o mundo, inclusive por aqui.

Em meio a festas, doces, fantasias, filmes de terror e protestos daqueles que afirmam que comemorar essa data, é se vender a invasão estadunidense, que o Saci é a salvação. Dou o meu veredito: e daí!

Não é uma festa genuinamente nossa, e o kiko? A maioria de nossas comemorações não é! Além do mais, adoramos festa, e vivemos esperando por uma segunda oportunidade de usar aquela fantasia maneira de carnaval. A hora é essa! Que venha o Halloween, o Dia do Saci, do Cururpira, do Super-homem....quanto mais festa melhor.

E só para colocar mais lenha na fogueira para comemorar o Halloween publico aqui no blog as versões sombrias das também estadunidenses princesas Disney. Os desenhos são do designer Jeffrey Thomas. Arrepiem-se com seus contos de fadas favoritos!!!

Branca de Neve e os 7 anões ilustra o post.

Cinderela

Alice (a do País das Maravilhas)Aurora (A Bela Adormecida)Ariel (A Pequena Sereia) A Bela e a FeraJasmin (Aladdin)Nala (O Rei Leão)

Pocahontas

Mulan
Jane (Tarzan)
Leia Mais ››

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A Verdade Nua e Crua

O Dr. Cal Lightman (de Lie To Me), já nos esclareceu : é verdade ou felicidade, não se pode ter os dois! É disso (e também do completo oposto) que se trata A Verdade Nua e Crua.

Abby(Katherine Heigl, doutora modelo de Grey's Anatomy), é uma premiada produtora de TV que por causa da queda na audiência de seu programa, é obrigada a conviver com o novo contratado da emissora. Mike Chadway (Gerard Butler) apresentador do programa de um canal pago intitulado The Ugly Truth (ou A Verdade Nua e Crua), onde ele fala sobre relacionamentos. Principalmente sobre o que realmente se passa pela cabeça dos homens, a cruel, machista e nada romântica verdade.

A graça do filme está na personalidade nada discreta de Mike, que fala o que quer, como quer, e quando quer, que leva à audiência do programa às alturas e torna a vida de Abby bastante desconfortável. Mas é quando Mike resolve dar dicas românticas a Abby que a coisa esquenta.

O filme traz piadas mais pesadas, do que normalmente encontramos em comédias românticas, mas nunca pesadas ao ponto de comprometer. O que agrada bastante o público feminino (os rapazes nem tanto). É sexy, mas não é baixo!

Não sei como Gerard Butler, consegue fazer alguém se interessar por um troglodita, grosseiro e mulherengo. Seja lá o que for que ele faz, funciona! Torcemos por ele mesmo com um adversário a altura entra em cena. Katherine, está pegando prática em comédias românticas. Divertida, ela não tem vergonha de fazer papel de boba, e mantém o tom da comédia.

Mas é claro que depois de muitas discussões e situações desconfortáveis a verdade e a felicidade passam a caminhar juntas (contrariando o Dr. Lightman). Afinal essa é uma tradicional (e bastante previsível) comédia romântica, onde torcemos para o casal aparentemente mais "improvável", e torcemos para eles driblem a realidade das probabilidades e terminem juntos. E por que gostamos disso? Não faço idéia!

A Verdade Nua e Crua (The Ugly Truth)
EUA - 2009 - 96 min
Romance / Comédia
Leia Mais ››

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

O Leitor

Baseado no romance Der Vorleser, do escritor alemão Bernhard Schlink, O Leitor conta a história de Michael Berg (David Kross/Ralf Fiennes) um advogado Alemão que quando adolescente teve um caso com uma mulher mais velha. Hanna Schmitz (Kate Winslet), é uma mulher solitária e introspectiva, que socorre Michael quando este passa mal na rua.

Depois de melhorar, o adolescente decide agradecer a generosidade da mulher que inicialmente  rejeita o contato, mas logo os dois se envolvem em um intenso romance. Durante os encontros Hanna pede que o Michael leia para ela. Daí o título. Depois de meses juntos Ela desaparece da vida do rapaz. 

Oito anos mais tarde Michael é um estudante de direito, cuja turma vai acompanhar o julgamento de ex-oficiais alemãs acusadas deixar trezentas prisioneiras judias morrerem queimadas em uma igreja em 1944, em um evento conhecido como "Marcha da Morte", ocorrido após a evacuação do campo de Auschwitz. Hanna reaparece desta vez no banco dos réus.

Enquanto o passado de Hanna é revelado para um Michael confuso, o rapaz percebe que tem informações favoráveis à ré. Toda a história é intercalada pela vida do Michael adulto (Ralf Fiennes), ainda buscando por respostas aos acontecimentos de sua adolescência.

Mais um filme sobre Holocaustro (ainda não sabemos quando Hollywood vai cansar deles), o diferencial, e provavelmente a maior qualidade, de O Leitor é a nova leva de questionamentos que esse traz ao expectador. Até que ponto vai a culpa daqueles que participaram o massacre aos judeus? Certamente com subordinados seguiam ordens, o que deveria levar nosso julgamento a uma reflexão maior e não a condenação direta que impomos aqueles que participaram. Se tivesse a possibilidade de "amenizar essa culpa", você o faria? O que também coloca em dúvida a tolerancia, e as ações de cada um. Além da possibilidade de real arrependimento, e mesmo crescimento pessoal, assim como a capacidade de acreditarmos ou não neles.

São muitas questões levantadas pelo elenco exemplar, com destaque para Kross, que trasita facilmente da inocência de um adolescente apaixonado, a confusão do jovem estudante de direito. E a já super-premiada Kate, que causa empatia e asco no expectador sem nunca gerar repulsa por Hanna. Ralf Fiennes, está bem no papel, mas não chega a ser tão excepcional quanto seus companheiros de cena.

A inserção de cenas de Michael, adulto durante todo o longa deixam o ritmo um pouco lento. E a longa inciação sexual do garoto pode afastar os desavisados. Contudo esta se mostra necessária para compreender a complexidade dos dilemas no rapaz anos mais tarde. Superado isso O Leitor é um ótimo exercício de reflexão, não apenas sobre o holocaustro mas da nossa forma de lidar com ele.

O Leitor (The Reader) 
EUA / Alemanha - 2008 - 124 min
Drama
Leia Mais ››

domingo, 25 de outubro de 2009

Depois do surto!

Nas duas ultimas semanas eu surtei. Não eu exatamente, ta mais para o meu eu virtual. Abandonei meus blogs, passei reto pelo Twitter e Orkut, e só li meus e-mails na esperança de ter alguma coisa realmente nova (não teve!). Ah! não se enganem os dois últimos posts, foram programados dias antes, então não escrevo absolutamente nada a 2 semanas.

O motivo do surto? Não tenho certeza ainda, mas foi provavelmente combinação inacreditável de acontecimentos influenciados pela lei de Murphy, que jogaram minha vida em uma mesmice sem fim. Em outras palavras, meu cotidiano é um saco! Fiquei sem assunto, e sem paciência! O que foi agravado pela sensação que todo blogueiro tem de vez em quando de que ninguem está lendo as baboseiras que agente escreve.

Determinada a mudar essa situação, tentei me animar. Sério! Devorei de uma só vez a quinta temporada de House, levada da locadora antes mesmo que seu cadastro esfriasse (to irritando a moça da locadora a meses, não tem House na gatonet local!). Combinei com um pouco de Sobrenatural (valeu Silvio!), e até um pouco de Xena, e os tradicionais filminhos só para variar. O que resultou em: nada!

O inferno deve ter congelado! Desde quando House deixou de ser inspirador?!? A coisa estava mais feia do que eu pensava, nem a chegada da SET, da Movie (que estranhamente chegou na minha casa e não nas bancas locais) e do Almanaque de Cinema do Omelete me reanimaram.

Passei horas matutando, mais algumas à deriva na rede, buscando inspiração. Atitude que resultou em toda uma área nova na pasta "meus favoritos", mas não na vontade de escrever. Sem esperança, fiz a primeira coisa que me veio a cabeça, resolvi chutar o pau da barraca de vez. Antes eu programava, os posts, escrevia quase sempre nos mesmos dias da semana, tudo para buscar a tal fidelidade de leitores tão alardeada pelos blogueiros de sucesso.

Cansei disso! Vou escrever o que der na telha, na hora que der na telha, sem pensar muito, sem programar nada, sem censurar coisa alguma!

Tomara que funcione! Ao menos 1 post já rendeu.

Leia Mais ››

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

No dia dos professores...

Depois do dia da petizada, tem o dia do mestre. Convenhamos, eles merecem. Aturar essa pirralhada não é fácil, ainda mais com "um salário ò"!

Mas não vou fazer discurso inspirado, não. Ao menos hoje os profs merecem um descanso. Então para animar o clima posto esse vídeo que mostra o que os professores canadenses tem ensinado.

Esses alunos de comunicação da Universidade de Montreal, fizeram sua própria versão para o clip do Black Eyed Peas, I Gotta Feeling. Repare que é um plano sequência, eles rodam por toda a universidade em apenas um take. Um enorme trabalho de coordenação.

LIPDUB - I Gotta Feeling (Comm-UQAM 2009)
Leia Mais ››

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

No dia das crianças...

Poético! Na semana que antecede o dia das crianças, quando dou adeus aos pestin..., digo, aos meus priminhos recebo em meu e-mail esses tópicos de uma palestra ministrada em Curitiba pelo do Dr. Içami Tiba, sobre educação. Resolvi então publicar hoje, afinal o feriado pode ser de Nossa Senhora de Aparecida, mas o dia é das crianças.

Não sou fã desses e-mails correntes estilo "auto-ajuda", mas depois de passar tanto tempo com crianças (coisa que não faço desde que eu era criança), acho que vale dar uma lida. Sejam pais, avós, filhos, basta viver em sociedade para ter uma criança por perto precisando de atenção para se tornar adultos melhores que nós, ou ao menos, "não piores".

Algumas dicas são até óbvias mas parece quem os pais estão esquecendo.(Os créditos do palestrante estão no fim do post).
  1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

  2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar alguém com internet, som, tv, etc.

  3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados.

  4. Confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.

  5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona.

  6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai disse que não ganhará doce, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.

  7. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender.

  8. Temos que produzir o máximo que podemos, pois na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio. Não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0.

  9. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente, pois aquela informação, de que droga faz mal, não está gerando conhecimento.

  10. A gravidez é um sucesso biológico, e um fracasso sob o ponto de vista sexual.

  11. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para da droga fazer uso. A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve 'abandoná-lo'.

  12. A mãe é incompetente para 'abandonar' o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita..

  13. Homem não gosta quando a mulher vem perguntar: 'E aí, como foi o seu dia?'. O dia, para o homem, já foi, e ele só falará se tiver alguma coisa relevante. Não quer relembrar todos os fatos do dia..

  14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz.. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.

  15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.

  16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se desistir ou for mal na faculdade.

  17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca.

  18. Mães, muitas são loucas.. Devem ser tratadas. (palavras dele).

  19. Se a mãe engolir sapos do filho, a sociedade terá que engolir os dele.

  20. Videogames são um perigo. Os pais têm que explicar como é a realidade. Na vida real, não existem 'vidas', e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida.

  21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão.

  22. Pai não pode explorar o filho por uma inabilidade que o próprio pai tenha. 'Filho, digite tudo isso aqui pra mim porque não sei ligar o computador'. O filho tem que ensiná-lo para aprender a ser líder.Se o filho ensina o líder (pai), então ele também será um líder. Pai tem que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível o pai pagar para falar com o filho que mora longe.

  23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. Não há hierarquia. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo.

  24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família.

  25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que saber qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto que isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final.

  26. Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Tem que controlar e ensinar a gastar.

Dr. Içami Tiba, Psiquiatra. Médico pela Faculdade de Medicina da USP. Psiquiatra pelo Hospital das Clínicas da FMUSP. Professor-Supervisor de Psicodrama de Adolescentes pela Federação Brasileira de Psicodrama. Membro da Equipe Técnica da Associação Parceria Contra Drogas - APCD. Membro Eleito do Board of Directors of the International Association of Group Psychotherapy. Conselheiro do Instituto Nacional de Capacitação e Educação para o Trabalho "Via de Acesso". Professor de diversos cursos e workshops no Brasil e no Exterior. Criou a Teoria Integração Relacional, na qual se baseiam suas consultas, workshops, palestras, livros e vídeos. Em pesquisa realizada em março de 2004, pelo IBOPE, entre os psicólogos do Conselho Federal de Psicologia, os entrevistados colocaram o Dr. Içami Tiba como terceiro autor de referência e admiração - o primeiro nacional.

Leia Mais ››

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Durante o apagão...

Para combinar com o meu estado criativo, ontem a noite rolou um apagão por aqui. Acontece que um transformador pegou fogo, resultado da chuvarada que caiu em terras mageenses ontem. Ficamos umas 4 ou 5 horas no escuro (tá tinha umas velas para clarear um pouco), e por causa disso acabei perdendo o episódio de Sobrenatural ontem no SBT.

Contudo, esse breu total foi uma ótima oportunidade de enxergar algumas coisas que não se vê no claro. Apesar de não serem realmente relevantes essas observações são no mínimo curiosas.

Observação nº01- Porque o transformador nunca queima durante o dia? É sempre a noite para pegar desprevenido quem não tem velas e vive esquecendo de repor as pilhas na lanterna. Segundo meu pai, é porque a noite o consumo de energia aumenta, o que combinado com o aguaceiro que caiu ontem torna a situação propícia para um curto-circuito. Por mais inteligente e lógica que seja essa explicação, ainda acho que a tal Lei de Murphy ajuda bastante.

Observação nº02- As crianças de hoje em dia não conhecem contos de fadas. Não sabem nomes de novelas, nem de desenhos animados. Brincar de adedonha com nome de gente é muito chato! O que estamos ensinando as nossas crianças!!!

Observação nº03- De longe a melhor tirada da noite. Desde o carnaval estamos recebendo uma tia e seus dois filhos aqui em casa, a estadia era para ser curta, mas acabou se prolongando por nove meses. Até aí tudo bem. Com os preparativos para a partida deles esse fim de semana, o mais novo dos meninos, de 7 anos, teve uma epifania, ele a mãe estavam na rua, observando os caras da Ampla, quando aconteceu.
- Mãe, você fechou a porta? - Perguntou o garotinho sem prévio aviso.
- Não, meu filho sua tia e sua prima estão lá. - respondeu a mãe perplexa.
- Nãaaooo, mãe! A porta lá de casa!
Depois de 9 meses fora, tomara que ela não tenha esquecido!

Não tem absolutamente nada a ver com o resto do post mas...
Para fechar com um pouquinho de animação (com o perdão do trocadilho) essa semana nada inspirada, posto aqui os 5 minutos iniciais de A Princesa e o Sapo. O trecho ainda tem partes inacabadas, mas já dá para notar a animação tradicional realmente tem algo diferente das computadorizadas que invadiram nossos cinemas. Assista logo, pois a Disney está tirando os vídeos do You Tube.


5 minutos de A Princesa e o Sapo

Leia Mais ››

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O Paradoxo da Espera do Ônibus

Segunda feira desanimada. E não é pelo fato do primeiro dia da semana ser modorrento por natureza não. É por causa do montoeiro do coisas que aconteceram os ultimos 3 dias. Comemoramos as olimpiadas de 2016. Organizamos um festão de aniversário. Curtimos o festão. Arrumamos a bagunça. E para completar o fuzuê parece que a familia que governa a cidade vai aparecer no noticiário, outra vez!

Com tanta distração quase abandonei meu cantinho virtual. Exausta e querendo voltar para cama. Resolvir postar algo que combine com meu estado de espírito. O Paradóxo da Espera do Ônibus, é um dos curtas da série Desenhos Desanimados (viu tudo a ver!).

O Curta também faz parte da série Filmes Cíclicos, aí vai a sinopse: Homem espera em vão o ônibus. Em vão? ora, se o ônibus está demorando, então ele está mais perto de chegar. Baseado em várias histórias reais.

Quem nunca passou por isso esperando o coletivo? Eu sei que eu passei, muitas vezes. E a Bel também, embora ela prefira relatar as coisas que pensa quando ja está no busão.

O Paradoxo da Expera do Ônibus


Desenho desanimado de Christian Caselli. Desenhos de Gabriel Renner e narração de Chico Serra.

Leia Mais ››

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Harper's Island

Eu confesso! Ao escrever esse texto ainda estou sobre o efeito da adrenalina provocada pelo episódio final de Haper's Island (O Mistério da Ilha), no SBT. A série estreou a nova faixa no horário nobre na rede do Baú. Será que finalmente a TV vai descobrir que os seriemaníacos podem ser mais fieis que os noveleiros?

Na história 1 assassino, 25 suspeitos e 13 episódios para solucionar o tal mistério, que foi desvendado nessa quarta-feira com a adrenalina a mil por hora! Várias pessoas viajam para a ilha de Harper para celebrar um casamento, mas a festa acaba durando menos que o esperado, quando muita gente começa a desaparecer, ou pior aparecer morta.

A trama começa alegre e devagar, mas depois que embala é ladeira abaixo. Admito o fato de exibirem diariamente, e não com o intervalo de uma semana como normalmente, ajuda a aumentar a tensão. Não vou contar mais, caso alguém aí não tenha visto (se é o caso corra p/ locadora, site de compra mande e-mail p/ o Silvio reprisar, enfim, faça qualquer coisa para ver!). Acha que estou exagerando? Além de devolver o segundo lugar no ibope para o SBT, ela foi a série mais acessada nas ultimas 2 semanas no Minha Série.

Mais se você não curte suspense ainda pode testar sua memória, no elenco tem muitas caras conhecidas, clique na foto para amplia-la e conferir. A protagonista Abby, é interpretada por Elaine Cassidy (a empregadinha muda de Nicole Kidman em Os Outros). Quem viu Popularidade com certeza lembra de Christopher Gorhan, Henry o noivo em Harper (ou Henry, namoradinho da (Uggly)Betty). A noiva Katie Cassidy (sem parentesco com Elaine, eu acho!) fez participações em Sobrenatural, 7th Heaven. Adam Campbell (Cal) fez um monde de filmes besteirol, estilo Deu a louca em Hollywood, mas acreditem da para levar-lo bem a sério. Ainda temos Cameron Richardson (Alvin e os esquilos, levei dias para lembrar!), Richard Burgi (Desperate Housewifes), Matt Barr (esse está em todas, confira) e até o power ranger vermelho, Brandon Jay McLaren .

Assista e me conte de quem você se lembra!

Ah! E por falar em séries....

A safra anda muito boa, ainda bem algo tem que me alegrar depois que Uggly Betty e Grey's Anatomy sairam da grade da TV aberta. Além da volta de Sobrenatural, substituindo Harper's Island na faixa das 21h no SBT. Lie to me e Crusoé aportaram na FOX, trazendo um episódio pré-estréia de Glee que me deixou muito animada para a chegada da série em Novembro. Só falta agora a 5ª temporada de House chegar na Record.

Em breve minhas observações sobre essas novidades televisivas. Até!


Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top