segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Na XIII Mostra PUC-Rio

Aconteceu na semana passada, de 25 a 28 de Agosto, a 13º Mostra PUC, a maior feira de recrutamento de estágio e trainees do país. E como sou recém formada e desempregada fui lá conferir as oportunidades.

Uma coisa que aprendi quando fui a esta feira na época da faculdade, não mudou até hoje: não acredite nos jornais regionais que a noticiam. Só é considerado trainee, quem está formado a cerca de 2 anos, não 5.

E não adianta levar dezenas de currículos impressos, a única coisa de que vai precisar para esta feira é capacidade de digitação. Os stands não recebem currículos. Quando fui a alguns anos a maioria já não recebia, mas ao menos haviam formulários a serem preenchidos a mão. Agora além de nenhum stands aceitar os currículos, a grande maioria oferece oportunidade de cadastro no computador, via internet.

Sim! O mesmo cadastro que você poderia fazer em casa, apenas visitando o site da empresa. A diferença são os brindes, canetas, mouse pads, garrafas de água, sacolas (a do stand da Oi era linda, de tecido, com ziper!), que são oferecidos a cada cadastro.

O resultado são filas gigantescas de estudantes esperando por um computador vago, a caça dos brindes mais legais, felizes por poderem abonar a falta para ir a feira. Um tumulto sem tamanho nos corredores, causados pelas filas, o que atrapalha a explicação que os responsáveis pelos stands dão sobre suas empresas. O empurra-empurra e a barulheira é tanta que mal dá para ouvi-los.

Não seria mais fácil pedir que as pessoas enviassem seus e-mails para a PUC e repassar um link com os endereços de cadastro de cúrriculos na internet. Com certeza seria mais democrático, afinal nem todos tem verba ou podem perder um dia para ir até até a Gávea participar da feira.

Ainda restam as palestras, exibições de curtas e apresentações culturais, que poderiam sim ser o diferencial da feira, mas sua programação é divulgada apenas na internet. E com a muvuca, agitação e falta de sinalização nos corredores os eventos acabam sendo esquecidos, ou pior ainda, não encontrados em meio a tantas salas e estudantes.

Talvez seja a hora de a organização da feira rever os conceitos. Esse formato não funciona, a não ser como experiência universitária. Nada como um dia numa feira com os amigos de faculdade. É como quando estamos no colégio e vamos a Bienal do Livro, mas voltamos para casa apenas com um exemplar e dezenas de mini-livros, que costumam dar de brinde.

Divertido, mas nada produtivo!
Leia Mais ››

Blog Day 2009

Gente! Eu esqueci! Hoje é o Blog Day!

Blog Day 2009


Comemorado a 5 anos, o Dia do Blog é foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. O dia 31 de Agosto foi escolhido pois seus números lembra a palavra Blog - 3108.

Para participar da comemoração basta você indicar 5 blogs que curte e conhece. Eis aqui 5 blogs legais que descobri e tenho visitado recentemente!

O Seculo da Luz - Traz resenhas de filmes. Todo tipo de filmes, de qualquer época. Além de outras informações sobre os longas como, elenco, diretor, ano de produção, etc.

Bola na Trave - É! É sobre futebol sim, e é escrito pela Héliny, provando que meninas entendem sim de futebol (mas eu não, tá!).

O Pipoca de Bits - Traz curiosidades do mundo afora. É uma ótima opção para quem precisa se distrair.

Curiosando - O nome já diz tudo. Curiosidades? As melhores estão lá!

Planeta Disney - É! Admito, é sobre a Disney sim. Fazer o que agente cresce mas continua gostanto. Esse blog, que já tem 7 anos, traz tudo sobre as produções do estúdio do camundongo.

Espero que curtam minhas sugestões. Continuem blogando e lendo blogs.
Até ó próximo post!

Leia Mais ››

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

As Lições do Dr. Gregory House

"Todo mundo mente!"
Com certeza se você assistiu ao menos a um capítulo de Dr. House, ouviu essa lição, constantemente repetida pelo protagonista da série. E depois de muito refletir aprendeu e concorda com ela. Afinal se pensar bem perceberá que, "É uma verdade da condição de ser humano que todos mentem. A única variável é sobre o quê" e que "Quando se quer saber a verdade sobre alguém, essa deve ser a última pessoa a ser consultada." Contudo, não se preocupe muito com isso pois em muitas das vezes, "A verdade é irrelevante." e as “Mentiras são como as crianças: apesar de inconvenientes,o futuro depende delas”.

O médico pessimista sarcástico e de língua afiada interpretado por Hugh Laurie, diz muitas frases de efeito. Grande parte delas, verdades que adorariamos dizer, mas não temos coragem. Além dos insultos e piadas muitas dessas frases na verdade são verdadeiras lições para quem realmente estiver prestando atenção.

Depois de uma breve pesquisa e reflexão percebi que, muitas delas ficaram em minha memória. Situação incomum para quem assiste tanta coisa. Lembrar uma frase que um personagem disse uma vez, coisa rara!

Só por isso achei que seria sensato reservar aqui um espaço para as lições do Dr. Gregory House, o médico que "amamos odiar"!

Primeiro da eterna birra de House com Deus....
“Se você fala com Deus, você é religioso. Se Deus fala com você, você é psicótico” - Toda relação devia ser uma via de mão dupla, não é?!

Uma freira fala para House: “A Irmã fulana acredita em coisas que não são reais”
House responde: “Pensei que esse fosse uma exigência para sua atividade”. Vou deixar essa para a analise de cada um!


“Por que Deus ganha crédito quando alguma coisa boa acontece?” - O mais curioso é que ele nunca recebe o crédito pelas coisas ruins.


"Melhor eu não ver você rezando! Não vou querer brigar pelos créditos dessa vez!" - Agradeçam ao médico primeiro, ele está aí para responder, você não será psicótico por ouvir.

E sobre a vida...
"Se você está morrendo, todo mundo passa a te amar." - Verdade você pode ter sido a pior pessoa do bairro, se está morrendo todos prestam condolências. Será mesmo que a morte redime a todos??


"Você pode viver com dignidade, não morrer com ela." - Então aproveite enquanto está vivo, porque morrer não é nada bonito!


"O fato de você ser infeliz não o torna melhor que ninguem, o torna apenas infeliz." - Por isso não caio no papo de sofredores crônicos.


"As pessoas não mudam!" - Embora ache que haja controvérsias para essa, acredito que algumas pessoas realmente nunca vão mudar.


"Fazendo de propósito, evitam-se os acidentes." - Se alguém reclamar que você errou em algo diga que foi de propósito!


"O mundo seria um lugar melhor se as pessoas nunca se sentissem culpadas." - Se fizer a anterior melhor adotar essa também!


"Todos nós temos algo do qual se arrepender." - Eu tenho, e você?


"Você se surpreende ao perceber o quanto pode suportar..." - Não esqueça surpresas podem ser positivas ou não!


"Somos o que as pessoas acham." - Ao menos aos olhos delas.

"Nunca ameace a não ser que esteja pronto para fazer, isso te torna fraco." - Ouviram mâes que nunca realmente castigam os pirralhos!


“Preciso ir, o prédio está cheio de pessoas doentes. Se correr, talvez consiga evitá-las” - Quem não pensou isso ao menos uma vez depois que a gripe suína entrou em cena?


“Como disse o filósofo Jagger uma vez: ‘Você não pode ter sempre aquilo que quer' " - É triste, mas Jagger tá certo!

"Não conseguimos só porque queremos." - É duro descobrir essa!


"Superou sem enfrentar?" - Não adianta fugir, se quiser superar uma hora vai ter que ficar cara a cara com o problema!

“Leia menos… veja mais TV” - Mas eu gosto de ler!

“Eu não preciso assistir a THE O.C., mas me deixa feliz” - Posso trocar TheO.C., por outros 30 seriados que ainda funcionaria.


"O seu raciocínio não presta. Para a próxima, use o meu!" - Atire a primeira pedra quem nunca pensou em dizer isso a algum sonso que encontrou em seu caminho


"Vai confiar em mim? Eu minto sobre tudo!" - As vezes eu também!


Leia Mais ››

terça-feira, 25 de agosto de 2009

O Curioso Caso de Benjamin Button

Viver a vida ao contrário! Essa é a curiosa, e brilhante, premissa de O Curioso Caso de Benjamin Button. Inspirado pelo conto escrito em 1922 por F. Scott Fitzgerald, sobre um sujeito "nascido em circunstancias incomuns", o longa conta a história de Benjamin (Brad Pitt), um menino que nasce velho. O bebê enrugado tem todas as patologias de um idoso a beira da morte, mas seu relógio biológico inexplicavelmente invertido faz com que ele rejuvenesça a cada dia.

Com ares de uma fotografia antiga, a narrativa suave, mas não lenta, acompanha a vida singular de Benjamin, desde seu nascimento e posterior abandono em um asilo e durante sua jornada de descoberta enquanto amadurece e fica mais jovem.

Aposto que já ouviu alguém dizer - Ah! Se eu soubesse o que sei agora quando era jovem... - Idéia de somar o experiência que vem com os anos e a vitalidade da juventude, pode ser fascinante, mas não deixa de ter seus problemas. Essa discussão toma conta da narrativa, e torna fascinante. Levando o expectador a refletir, quase sem perceber, sobre a vida, suas experiências, quando cada coisa deve acontecer, o amor e a morte.

O filme mostra a importância do próximo, seja pela troca de experiências e descobertas da amizade. Seja no amor impossível por Dayse (Cate Balchet), a quem conhece desde a infância e cuja relação é atrapalhada pela aparente diferença de idade. Seja no amor incondicional de sua mãe adotiva, começa a ama-lo no instante que o encontra, independente de sua aparência.

Falando em aparência, aqui ela é um caso a parte. Pode ser espantoso para alguns reconhecer Brad Pitt em um bebê velho. As mudanças de idade conseguidas através de efeitos de maquiagem e computação gráfica, foram o grande chamariz do filme. Felizmente essas esses efeitos foram usados na dose e ritmos certos, tornando a história ainda mais fascinante, e impossível de ser contada com tamanho brilhantismo a alguns anos.

O elenco de apoio, é equilibrado e fornece a base que Pitt e Blanchet precisam para contar a história de Bejanmin de Daysie, e conta com Tilda Swinton, Júlia Ormand Taraji P. Henson, Jason Flemyng e Jared Harris.

O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button) 
EUA - 2008 - 166 min
Drama
Leia Mais ››

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Entre Vampiros e Fadas

Vampiros estão na moda.
Tudo bem, histórias sobre os sugadores estão sempre por aí. Contudo, recentemente, a febre vampiresca cresceu com o sucesso da versão para o cinema de Crepúsculo (Twiligth), primeiro volume da série de livros de Stephenie Meyer. O livro e o filme estão apresentando os bebedores de sangue a uma nova geração.

A deriva na rede outro dia descobri essa ferramenta que com certeza faria muito sucesso com os fãs dos vampiros. O Vampire Name Generator (Gerador de nome vampiro) é uma ferramenta que cria, a partir do seu nome verdadeiro, uma versão inspirada no mundo vampiresco.

A ferramenta pretende ajudar jogadores de RPG com pouca criatividade para criar nomes. Mesmo para quem não joga é divertido descobrir o seu eu vampiro!

Outra versão, menos na moda, é o o Fairy Name Generator (Gerador de nome de fada). Este ainda oferece algumas características da sua versão "sininho". Veja só o resultado com meu nome: Water Goblinfilter - Ela traz riqueza e saúde. Vive perto de água corrente onde filhotes de Cucos crescem. É vista apenas nas noites de verão. Usa vestes azuis marinho e tem asas verdes como de borboleta.

É meio cafona, eu admito Coisas que se encontra à deriva na rede são assim, surpreendentes e um pouco estranhas. Pode ser útil se um dia eu precisar de um codinome.

Esta foi mais uma postagem de Gwendolyn du Coudray, conhecida em alguns lugares como Venus of All Hallows, ou ainda a blogueira que vos escreve!

Leia Mais ››

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O Menino de Pijama Listrado

Um militar alemão recebe uma promoção, ele e sua família, esposa e casal de filhos, se mudam para perto do novo locar de trabalho do pai. O menino Bruno (Asa Butterfield) entediado com a mudança repentina e consequentemente e perda de amigos, resolve desobedecer a mãe e explorar os arredores além dos muros da casa.

Na aventura além muro o garoto descobre uma cerca. Aos olhos dele o local do outro lado, e uma fazenda muito estranha, onde os fazendeiros agem de modo estranho e usam pijamas listrados. Bruno então conhece Shmuel (Jack Scanlon), o menino do título, da mesma idade, cabelos raspados e extremamente triste. Sem compreender exatamente o que se passava na Alemanha durante a segunda guerra, os meninos trocam suas diferentes visões de mundo.

Os campos de concetração nazistas ficavam longe das áreas urbanas, por isso a teoria que de que muitos alemães não faziam idéia do que acontecia neles. É através dessa visão de total desconhecimento desse universo a parte onde os judeus eram confinados que se passa O Menino de Pijama Listrado.

É nessa visão permeada pela idade da inôcencia que está a diferencial deste filme. O que ja é um avanço, depois de décadas de filmes inspirados na 2º guerra, o tema aparentemente começa a se esgotar. O restante do longa segue o lugar comum criado pela dezenas de filmes que o antecederam.

Basedo no livro homônimo de John Boyne, o longa ainda mostra como os jovens eram doutrinados no nazismo. Bem como a confusão que isso causava na cabeça de alguns jovens, e a discordância de alguns alemães com as ações em relação ao judeus.

Com seus tons pasteis malancólicos (no mundo de Bruno, do lado de dentro da cerca o cinza impera), e sua linguagem simples, o filme pode parecer doce. Mas não se engane essa ainda é uma história sobre o holocaustro, elas nunca tem final feliz.

Além dos meninos ainda estão no elenco David "Lupin" Thewlis, Vera Farmiga, David Hayman e Rupert Friend.

O Menino do Pijama Listrado (The Boy in the Striped Pijamas)
EUA / Reino Unido - 2008 - 95 min
Drama
Leia Mais ››

28 anos de SBT

Foi sem avisar (o que é bastante normal para essa emissora!) que o SBT comemorou seus 28 anos na ultima quarta-feira com um SBT Repórter Especial. O programa foi ao ar dia 19 de Agosto logo após o Show do Milhão e teve reprise na quinta-feira (20) por volta das 20h.

Como você já deve imaginar, o especial foi clichê. Cheio de declarações melosas de amor pela emissora. A história do SBT foi jogada fora de ordem cronológica ou de assunto, ainda não tenho certeza se pautada pelas entrevistas ou vontade do roteirista.

Mesmo com entrevista exclusiva para o programa, ainda não foi dessa vez que conhecemos o rosto da voz mais famosa do Brasil. Como se uma checada no "St. Google" não fosse o suficiente para encontrar fotos do Lombardi.

Finalmente, alguém conseguiu entrevistar a Maísa. Não que as perguntas fossem realmente importantes. Mostrar que ela é uma garotinha feliz, saudável que ama o lugar e as pessoas com quem trabalha era o foco.

O Gugu foi mencionado apenas como o 1º apresentador do Domingo Legal, um programa de sucesso apresentado por Celso Portioli. Sério, tive a sensação que o Gugu só apresentou o programa por um mês e não fez mais nada na rede do Baú.

Descobri (talvez eu já soubesse e tenha esquecido) que a maior audiência do SBT foi a final da Casa dos Artistas, por onde anda mesmo a vencedora? Alais você lembra quem venceu? A segunda maior audiência 42 pontos foi de um jogo de futebol em 1995. Não me lembro de assistir futebol no SBT!

Não é que é verdade, o que a professora Patrícia D'Aberu nos disse sobre a Hebe. - Um dia vamos abrir o album de família e a foto da Hebe vai estar lá! - Afinal vejo essa mulher toda segunda, desde que me entendo por gente. Tem muito parente que não vejo tanto!

Também descobri que o grupo Yahoo existe a muito mais tempo que o portal. Que em 2002 metade da população brasileira mandou uma carta para o Show do Milhão. Segundo cálculos da emissora.

Dúvida! Como o SBT que só perdeu o Gugu, mas vai conseguir acomodar na programação, Roberto Justos, Eliana, Netinho de Paula e Ratinho??? Sérgio Malandro apareceu muito, será mais uma contratação em vista???

Depois de tantas descobertas esclarecedoras, também lembrei que gostava mais de assistir o Oscar no SBT, e que eles reprisavam a festa com legendas. Já apliquei algumas das técnicas da Super Nany nos pirralhos da família, a maioria não funcionou. Perdi horas da minha vida assistindo novelas mexicanas, Chaves, desenhos animados e mais recentemente séries todos no na rede do Baú. Agora mesmo! Estou escrevendo isso enquanto espero Grey's Anatomy começar.

Ao final do repórter especial, não pode deixar de atentar para uma coisa: por mais que ache muitos programas chatos, viva reclamando das constantes mudanças na grade, dos horários absurdos (Grey's começa lá para 1h da manha gente!), eu continuo assistindo!

Será alguma doença? Falta de canais na Gatonet da cidade? Um vício incontrolável? Existe "SBTólatras" anônimos? Ou serão as 33 séries que eles tem espalhadas pela madrugada e que por mais que eu tente não consigo acompanhar nem a metade???

Sei lá!

Leia mais posts sobre o SBT:
Leia Mais ››

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Dia Mundial da Fotografia

Em 19 de Agosto de 1839 foi anunciada na Academia de Ciências da França, a invenção do Daguerreótipo, criado pelo francês pelo francês Louis Daguerre.

A data do anúncio do processo fotográfico criado por Daguerre foi escolhida para celebrar a fotografia mundialmente, apesar de não ter sido o primeiro processo criado. A primeira fotografia reconhecida foi produzida pelo, também francês, Joseph Nicéphore Niépce seu método a heliografia exigia cerca de oito horas de exposição à luz solar. Imagina posar esse tempo todo!

Depois da morte de Niépce, Daguerre aperfeiçoou seu projeto e o resto da história você já sabe! (Não sabe? Clique aqui!). Hoje em dia fotos fazem parte de nosso cotidiano, estão em toda parte, podem ser tiradas de qualquer lugar em nem precisamos de câmeras, propriamente ditas. Basta um telefone!

Então para comemorar a invenção dessa forma de registro viciante e apaixonante (quem não adora tirar e ver fotos!), eis aqui uma galeria de imagens do "momento decisivo". Tiradas no lugar certo, na hora certa!

Fonte: Porto Web
Imagens recebidas por e-mail, sem créditos.
Leia Mais ››

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Quem Quer Ser Um Milionário?

- O que um favelado é pode de saber?
- As respostas!

É o conhecimento de respostas suficientes para chegar a final do jogo Quem quer ser um milionário?, e concorrer a 20 mil rupias, que movimenta a trama. Como um rapaz das favelas conseguiu chegar onde doutores e advogados nunca chegaram? Trapaceando?

A suspeita leva a polícia a prender interrogar, e até torturar, o concorrente Jamal Malik (Dev Patel), no auge do jogo, quando falta apenas uma pergunta para ganhar o grande prêmio. Para provar que não trapaceou no jogo, o jovem de 18 anos conta sua história. Desde a infância em uma favela em Mumbai (Índia), suas aventuras com o irmão Salin (Madhur Mittal) e a amiga/amor de infância Latika(Freida Pinto), e como chegou a participar do programa, uma versão indiana do Show do Milhão.

Permeado pelas perguntas do programa (Jamal explica como sabia cada uma das respostas), o longa tem uma narrativa frenética, que intercala cenas do interrogatório, do programa de da vida de jamal com bastante equilíbrio.

Enquanto acompanhamos as perguntas vemos Jamal, Salim e Latika crescerem, lidarem com a violência, os perigos e as reviravoltas da vida real. Eles aprendem com as experiências e mostram para nós a importância dessas situações, sejam elas agradáveis ou não. E também o que fica conosco sejam grandes lições ou simples detalhes geralmente insignificantes, mas que podem te dar 20 mil Rúpias.

Cada um dos personagens tem três interpretes durante o longa. Os pequenos (Ayush Mahess Khedekar, Azharuddin Mohammed Ismail, Rubiana Ali, respectivamente Jamal, Salim e Latika) são cativantes, é culpa deles torcermos por eles desde o início.

Tanay Chheda, Ashutosh Lobo Gajiwala, Tanvi Ganesh Lonkar (versão jovem de Jamal, Salim e Latika) tem a responsabilidade de dar um tom mais austero a trama. Entregando com competência os dilemas criados na infância para os interpretes adultos. O destaque é de Dev Patel, que ao mesmo tempo faz o tipo concorrente despreparado, e enfrenta grandes empasses especialmente ao lado de seu irmão, que tem interpretação acertada por Madhur Mittal. Enquanto, Freida Pinto, cumpre sua função de "prêmio a ser conquistado" sem causar irritação no público.

Mas não é só de realidade nua e crua, que vive Quem Quer Ser um Milionário?. Também podemos acompanhar as peripécias infantis de seus protagonistas, e a vibrante torcida indiana pela vitória de Jamal. Afinal quem não se encanta por um jovem se recursos que com determinação pode vencer na vida.

Referência ou não, as cenas na gigantesca favela em Mumbai, logo no inicio do filme, lembram bastante Cidade de Deus, (tem até uma galinha!). Aos poucos a história vai tomando suas próprias cores, mostrando uma índia bastante diferente da versão que acompanhamos atualmente no horário nobre global.

E para completar. Nada como uma animada dancinha indiana no final (te cuida Anusha!), ao som da oscarizada Jay Ho. Além de melhor canção original, o filme ainda abocanhou outros 7 Oscar, 11 BAFTA e 4 Globos de Ouro.

Quem Quer Ser Um Milionário? (Slumdog Millionaire )
Reino Unido / EUA - 2008 - 120min
Drama

Slumdog - Segundo o diretor britanico Danny Boyle, em entrevista a revista Newsweek, na edição publicada em 9 de janeiro, slumdog do título é a junção das palavras slum (favela) com underdog (que pode ser traduzido para o português como azarão, aquele que não é favorito para ganhar algo). O termo foi cunhado para identificar o personagem principal do filme, o órfão Jamal K. Malik, interpretado por Dev Patel. Fonte: Oragoo
Leia Mais ››

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Seguro contra tropeções

Sabe onde um passo mal dado pode ter levar? Dê uma olhada nessa curiosa e bem feita propaganda de uma compania de seguros.

A empresa se chama Travelers, mas por algum motivo misterioso o vídeo pode ser encontrado no YouTube com o nome de Seguros São Francisco. Uma coisa é certa, o importante é ter seguro, não importa o nome da compania.

Leia Mais ››

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Brinquedinhos Diários

Curte bonequinhos colecionáveis? Queria uma coleção inteira de seus personagens favoritos enfeitando sua estante? Eu também! O problema é que bonecos colecionaveis são absurdamente caros.

Mas não fique triste, se você tiver (ou puder "pegar emprestado" do trabalho) impressora, papel tesoura e cola, Toy a day, resolve seu problema. O site é um projeto de um ano do designer Joe que tenta postar um novo template de bonequinhos de papel por dia.

Os bonequinhos montáveis, podem ser baixados de graça, impressos e montados em casa. Também ha disponíveis templates em branco para você montar seu próprio boneco, e depois pode reenviar sua versão para o site que ela será publicada.

Astros da música , políticos, personagens de desenhos animados, do cinema, de vídeo games, dos quadrinhos, celebridades estão todos lá a sua espera. O resto fica a cargo da habilidade manual de cada um. Confesso o R2D2 deu trabalho para montar, mas ficou uma graça ao lado do Willy Wonka de papel, e do Darth Wader dos outros brinquedinhos que tenho em minha escrivaninha.

É eu sei. Sou uma criança grande! Mas quem não é? Para de perder tempo e vai logo baixar os seus bonequinhos!

O Joe tem mais dois blogs, o 1000 ACEO e o Poster-A-Day, ambos para divulgar seus trabalhos.

Wonka Dartii e R2, colegas de escrivaninha
Leia Mais ››

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Inimigos Públicos

Atmosfera romântica dos gângsters românticos, estilo chapéu e sobretudo soa um tanto quanto antiquada para você? Então vá assistir Inimigos Públicos. O filme de Michael Mann, mostra que o antigo visual, e uma narrativa moderna pode sim andar muito bem juntos.

São os anos 30 nos EUA, época da grande depressão e dos gângstes rômanticos como Al Capone, Bonie e Clyde, que muito inspiraram, e foram inspirados, pelo cinema. Época também da criação o FBI, o Bureau de Investigação Federal, formado com a intenção de unificar as operações em todo país e facilitar a captura do bandidos.

De um lado o agente Melvin Purvis (Christian Bale) convidado por J. Edgar Hoover para ajudar a formar o FBI. Do outro John Dillinger (Johnny Depp) famoso, e carismático (era admirado pela população) ladrão de bancos, aficcionado por cinema. Entre os dois, perseguições de belos carros antigos, dezenas de tiroteios, e o estilo de vida ao mesmo tempo intrigante e fascinante de um dos mais populares inimigos públicos estadunidenses, tudo isso apresentado sobre um fotografia moderna (o filme foi copletamente rodado com câmeras digitais) que ainda assim que te leva direto aos anos de 1930.

E por falar em estilo de vida, a falta de um espaço maior para assistirmos a boa vida de um gângster, talvez seja o único defeito de Inimigos. Ele era apaixonado pela vida, e mesmo entre fugas e assaltos arranjava tempo para sua mulher Billie Frechette (Marion Cotillard), e para ir ao cinema. É como se soubesse que não viveria muito, morreu ao 31 anos, quando saía de uma sessão de cinema, o filme: Vencido pela Lei. Ah! vida real e suas ironias.

Christian Bale e Johnny Depp criam um combate digno de serem considerados dois dos melhores atores da atualidade. Você ainda torce para o bandido, mas não fica decepcionado quando este é derrotado por Bale. Billie personagem de Cotillard está um pouco apagada durante boa parte do longa, mas consegue crescer em sua sequência mais importante.

O exesso de pequenos personagens, que entram e saem da trama, pode ser um pouco confusa para quem não está familiarizardo com os vários nomes conhecidos da época. O que não chega a atrapalhar o entendimento da trama principal, mas faz expectador ficar com vontade de pesquisar um pouco mais história daquele período.

Perdido entre robôs gigantes, magia, 3D e toneladas de efeitos especiais, Inimigos Públicos, parece perdido na concorrida temporada de verão estadunidense, recheada de arrasa-quarteirões. Contudo a o longa deve agradar, se não pela história de Dillinger e a narrativa, pelos inúmeros tiroteios e o elenco estelar.

Ah! Já ia esquecendo.Ganha um doce quem encontrar um passageiro do vôo 815, da Oceanic Airlines, perdido entre tiroteios de 1930 (não vale recorrer ao St. Google, hein!). Então é aí que ele(a) foi parar. São bons mesmo com esse negócio de viagem no tempo!

Inimigos Públicos (Public Enemies)
EUA - 2009 - 140 min
Policial

Leia Mais ››

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Cinema em revista - Movie

Ser uma obra coletiva, esse é o objetivo da Movie. Nascida ao mesmo tempo analógica e digital, a revista convida todo cinéfilo para participar de sua produção com idéias, textos, fotos e ilustrações.

O número aí ao lado, o zero, não está a venda nas bancas, é distribuído apenas via mailing, como parte integrante da revista EGW (edição de Junho), ou para quem colaborar na criação do projeto, enquanto durarem os estoques durarem os estoques. Publicada pela Tambor, a promessa é que o primeiro número chegue as bancas dia 23 de Setembro.

Publicada como uma espécie de prévia da revista, as matérias desta edição são bastante atemporais. Não se ligam a nenhum longa específico, embora haja uma seção de lançamentos em DVD, e blue-ray.

A capa é dedicada a entrevista com a atriz Megam Fox. Entre as matérias destaque para tecnologia, o filme Ai que Vida, fenômeno no nordeste, a atípica temporada de verão (nosso inverno!) de 2009, e a roteirista Diablo Cody.

Em suas 30 páginas ainda sobra espaço para a estréia de Matheus Nachtergaele como diretor. E entrevistas com vários diretores atuais, como Sam Raimi, Michael Bay e John Lasseter, sobre a revolução que a tecnologia digital está trazendo ao cinema.

Bem escrita, a revista traz uma prévia do que a revista pretende ser, com visual bem trabalhado (a capa é linda!) e temas variados. Nas próprias palavras o diretor editorial, Andrés Forastieri, a Movie é: Para quem está aberto para super e miniproduções; para cinematografias de todas as partes do mundo; para obras de hoje e sempre; para qualidade além dos gêneros. Em outras palavras para quem é fãs, mas também é crítico com C maiúsculo.

Resta esperar e torcer para que essa qualidade e detalhismo sejam mantidos quando a revista estiver de fato nas bancas. Um leve aumento no número de páginas também faria bem.


O Site, movie.tv.br , já está no ar. Pensado para quem tem banda larga, a proposta é manter o foco no vídeo, na interatividade e no conteúdo gerado pelos leitores (por isso a terminação ".tv"). Os vídeos estão realmente, em destaque no topo da página, antes mesmo do nome do site e bem grande!

Bastante dinâmico o site tem cara de blog, permitindo seguidores e comentários. E traz os mesmos temas apresentados na revista, só que em maior número e na velocidade da internet. Seus textos tem licença Creative Commons, estão liberados para publicação em qualquer lugar, desde que os créditos, autor e fonte, sejam divulgados.

E como interatividade pouca é bobagem, a comunidade da publicação no orkut também da seus primeiros passos.


E aqui termina a série de resenhas sobre o mercado editorial cinéfilo brasuca. Espero que não tenha ofendido nem irritado ninguém com meus textos. contudo se o fiz, fazer o que! Não da para agradar a todos! Desejo vida longa as 3 publicações e torço para que a competição só traga benefícios a elas, e a nós ávidos leitores/cinéfilos/fãs/críticos, etc....

Leia também:
Leia Mais ››

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Cinema em revista - Preview

Entretenimento em primeira mão! É o que promete a capa da revista Preview. A revista é mais um fator que prova as mudanças no cenário editorial especializado em cinema no país. Publicada pela editora Nova Sampa, a primeira edição é referente ao mês de Agosto (uma vez que foi lançada já no fim de Julho), e promete se tornar uma edição mensal a partir de Setembro.

A revista apresenta estrutura e linguagem bastante parecidas com a antiga SET (quando produzida pela Ed. Peixes). E não é para menos, grande parte da equipe é formada pelos antigos profissionais da publicação.

Sob a direção de Ricardo Matsumoto (ex-SET), o visual, os textos bem humorados e mesmo as editorias (com novos nomes), estão de volta. É na familiaridade do público com a revista, que está o ponto forte de Preview. A revista pode ser nova, mas o "leitor cinéfilo", vai descobrir que já a conhece a tempos. O ponto fraco é o número de páginas, 66, poucas para uma revista mensal.

As matérias trazem um equilíbrio entre o cinemão hollywoodiano, obras europeias e produções brasucas. Entre os destaques, matérias sobre os blockbusters Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Inimigos Públicos, um painel sobre cinema francês e uma entrevista com o diretor brasileiro, Heitor Dhalia.

Atenção a uma simples e curiosa matéria (se é que posso chamar assim!) sobre o filme Bruno, próxima doideira do comediante Sasha Baron Cohen. O repórter austríaco que dá nome ao longa divide suas dicas de moda (!?!), com o público.

Resenhas sobre filmes no cinema e DVD estão lá, mas em menor número. Talvez por isso a edição tão fina! Espaço grande é reservado para TV, com uma longa matéria sobre a série da HBO, True Blood. Além da sessão Canal reservada a falar sobre a telinha com pequenas notas.

A inédita sessão Calendário traz os principais acontecimentos cinematógraficos que marcaram o mês em questão (no caso Agosto). Ainda há espaço para notícias sobre tecnologia e um ensaio escrito pot Ávaro Moya.

A interação com o leitor ainda é pouca, uma vez que a revista ainda não tem um site oficial. Contudo a sua comunidade no Orkut começa a dar sinais de vida, e o pessoal de lá parece ter aprovado a publicação.

Formada por uma equipe conhecida e com tom familiar ao público, a Preview é na verdade mais uma opção para o leitor. A publicação aproveita a brecha deixada pelas mudanças na SET , antes a única do gênero com qualidade, para conquistar seu espaço. E junto com a revista Movie (resenha sobre ela em breve aqui no blog!) deve criar uma saudável concorrência, que só benefícios trazem as publicações e seus leitores.

Leia também:
Cinema em revista - SET
A nova SET
Leia Mais ››
 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top