quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

A Bússola de Ouro

Não se deixe enganar pela simplicidade do longa com Nicole Kidman e Daniel "007" Craig. A Bússola de Ouro de Philip Pullman é um livro complexo e rico em detalhes. Bastante diferente da narrativa simplificada, infantilizada, e cheia de falhas lógicas do filme.

Lyra Belacqua é uma menina levada que vive na Universidade Jordan em Oxford, entre brincadeiras nos telhados, e guerras com os meninos gypsios. Quando crianças de várias cidades começam a desaparecer, incluindo seu amigo Roger, Lyra aceita o convite de trabalho como assistente da elegante Sra. Coutler. Assim poderia descobrir mais sobre os Globbers (supostos raptores) e mesmo tentar chegar ao Norte (para onde teriam sido levadas as crianças).

Carregando um misterioso e valioso instrumento, o aletiômetro (a tal bússola do título), dado por uns dos catedráticos de Jordan na ocasião de sua partida, a menina parte para uma jornada em busca das crianças. No caminho esbarra com feiticeiras, ursos de armadura, mistérios teológicos e científicos e uma terrível conspiração.

O mundo de Lyra é bastante parecido com o nosso, mas tem suas particularidades, religião e política (ainda) se confundem. Nele todo ser humano possui um dimon, a "alma" fora do corpo. Personificados por um animal, são inseparáveis de seus donos e quando crianças podem tomar diferentes formas.

Primeiro volume da trilogia Fronteiras do Universo (os outros títulos são A Faca Sutil e A Luneta Ambar) A Bússola de Ouro, lançada em 1995, apresenta uma narrativa frenética e cheia de mistério. Mistura fantasia com passagens bíblicas e conceitos complicados de simbologia, física quântica e filosofia. Além de fazer uma crítica aberta (mas não descarada) a instituições religiosas, e mesmo a ciência.

Pode ser lido apenas como uma grande aventura, ou como uma história repleta de outros significados conceitos e mensagens a serem analisadas no mundo de Lyra e no nosso. Em ambos os casos, é uma leitura agradável para qualquer um que folheie suas mais de 300 páginas.

A Bússola de Ouro
Philip Pulman
Objetiva

Leia Também:

5 comentários:

Vívian Freitas disse...

Olá Fabiane, obrigada pelo comentário no blog.

O seu blog está muito legal também, super caprichado.
Um abraço!
Vívian

João S Magalhães disse...

Aterrissei no seu site, vindo do Gostei. E gostei do que vi. Há posts bem interessantes como este que acabei de ler. Voltarei mais vezes.

Abraços

Fabiane Bastos disse...

Obrigada pela preferência!

Mr disse...

Gostei do primeiro filme e ainda estou aguardando a continuação (na verdade torcendo para ter).

Seu blog é muito bom parabens!

Fabiane Bastos disse...

Sem querer te deixar chateado Mr, a sequencia não vai rolar. O filme não teve o desempenho (bilheteria e crítica) que esperavam. Uma pena pq apesar dos furos no roteiro (em relação ao livro), a escolha do elenco, cenografia, efeitos, etc, estavam perfeitos.

Se gostou do filme leia os livros vai curtir ainda mais.

Obrigada, e volte sempre!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top