quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Sete Vidas

O fiscal da receita estadunidense, Ben Thomas (Will Smith) decide encontrar sete pessoas para ajudar a mudar suas vidas, supostamente dando um jeito para eles conseguirem acertar as contas com o leão. O único critério, é que elas realmente mereçam. E para ter ceteza disso ele passa a "vigiar" e conviver com essas pessoas. Mudando a vida dos ajudados bem como sua propria maneira de ver a vida.

Com uma fórmula sobe encomenda para fazer chorar, o longa tenta enfatizar o suspense. Entretanto as idas e vindas temporais, usadas para criar esse mistério tornam o início confuso, afastando o público menos persistente. (Essa foi a seção de 2 pessoas lembra?)

Para quem tem paciência, e conseuiu ficar acordado e atento durante a primeira meia hora, o filme começa a fazer sentido, e a ficar muito óbvio também, revelando facilmente o verdadeiro propósito do protagonista. A partir daí fica faltando apenas entender os motivos que levaram o personagem aquela busca. O passado de Ben é revelado aos poucos durante todo o filme.

Assim Sete Vidas passa do suspense ao romace, e consequentemente ao drama, estilo choradeira.

Contudo, a afinação do elenco faz o longa valer a pena. Will Smith está bem ajustado ao papel, mas é Rosario Dawson quem surpreende. Mais comumente vista em papéis mais leves e(ou) sensuais, ela mostra que pode carregar papéis mais complexos, interpretando a frágil Emily Posa, uma tipógrafa com problemas cardiacos, que Ben pretende ajudar.

Uma história bonita, que conta com um ótimo elenco, mas merecia melhor tratamento. O suspense forçado do início se desenrrola em uma trama melosa e sem surpresas. Fazendo o expectador torcer mais para ter errado ao adivinhar o final no meio da projeção, que pelo final feliz dos personagens.

Sete Vidas (Seven Pounds)
EUA, 2008 - 118 min - Drama
  • P.S.: Cuidado para não confundir com Sete Vidas - Curta-metragem brasileiro que conta a história de de sete pessoas que acreditam ser donas de um mesmo gato.

2 comentários:

Marco Y disse...

Este Will Smith é um fenômeno. Ele faz filmes de ação do estilo "Bad Boys" e dramas arrastados que nos fazem chorar. Achei legal um que ele representou uma pessoa real que não tinha dinheiro nem casa e conseguiu superar tudo e se tornar um empresário de sucesso.

Agora deixa eu ir conferir a sua recomedação.

bjos

Fabiane Bastos disse...

À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happyness), ele foi indicado ao Oscar por esse.

E obrigada por aderir a minha sugestão!

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top