terça-feira, 28 de outubro de 2008

Safari no cinema

Programa de segunda-feira a tarde: assistir High School Musical 3 com antigas amigas de escola. Pronto falei! Eu fui sim assistir a HSM3 nos cinemas.

Tá, tá! Eu sei que é besta, comercial, estereotipado, e todo aquele blablabla, que vocês podem ler das centenas de criticas espalhadas pela rede, como esta ou esta. Mas seria hipocrisia minha afirmar que não estava afim de ver este "filme-evento". Primeiro que é um programa perfeito para fazer com amigas da época da escola. Segundo porque adoro musicais. E terceiro porque achei que seria uma experiência curiosa, e não me enganei.

Escolhemos a segunda-feira porque a tendência é ser mais calmo que no fim de semana, certo? Errado, essa experiência é a prova disso.

Bem vindos a selva!
Soltas no cinema, crianças de todas as idades faziam uma algazarra que só deverá ser repetida no próximo show da madona. E quando eu digo todas as idades, são todas mesmo, já que algumas mães afirmam veementemente que seus filhos de 1 ano e meio imploraram para assistir o filme. Sei.

Começamos pela estranha e gigantesca fila de 45min para adquirir o ingresso, que felizmente minha amiga teve que enfrentar sozinha, já que chegou primeiro ao cinema. Contudo tenho minhas dúvidas se a fila era resultado do filme, do ótimo preço do Box São Gonçalo as segundas (R$6,00 a inteira), ou da lerdeza dos atendentes.

Na fila da pipoca mais confusão, pais gritando com os atendentes, pois seus filhos desesperados para entrar na sala, esperneavam por medo de perder os primeiros minutos de projeção por causa da enorme fila.

Lanche comprado, a petizada entra na sala correndo, literalmente. Derramando toneladas de pipoca pelos corredores enquanto os bilheteiros gritam inutilmente: Calma crianças o filme não começou ainda.

Já na sala, a euforia e expectativa é sentida no ar, e no chão. Uma adolescente desesperada, por assentos melhor posicionados, rola escadaria a baixo, e incrivelmente ainda consegue os lugares.

Apagam as luzes. Começa a gritaria. O filme começa direto, sem trailers. Sem nem ao menos aquele aviso: é proibido filmar e fotografar durante a sessão. O que dá mais liberdade a galera com câmeras a postos, filmando cada número musical. Durante todo o filme, gritinhos histéricos são alternados com flashs de câmeras digitais e telefones celulares facilmente identificados no escuro.

Com certeza, essas fotos e vídeos já estão disponíveis no orkut, assim como as fotos que a galera tirou na entrada do cinema, posando sorridentes ao lado da versão em papelão dos atores. Caso queira ver (Até parece!)

Agora o mais estranho de tudo. Ao final do safari na selva de cadeiras azuis, a galera sai correndo da sala, ignorando os créditos em forma de livro do ano, e perdendo os erros de gravação depois dele.

Ué?! Fãs não assistem até o fim? Os de Harry Potter esperaram 20 minutos por uma cena de 30 segundos depois dos créditos de A Câmara Secreta. Talvez estes tenham comprado ingressos para a próxima sessão e correram de volta para fila.

Depois que o tumulto passou, saímos calmamente a sala, deixando para trás apenas funcionários do cinema, incrédulos da quantidade de pipoca no chão. E assim chega ao fim nosso safari no BoxCinemas.

Divirta-se! Entre em um safari com HSM3, esse mês num cinema perto de você!

Ah, é! Sobre o filme.
Bom, sabemos que não dá para comparar com os grandes musicais de antigamente (talvez nem com os de atualmente), embora o filme faça algumas referências a eles, que não são identificadas pelo seu publico porque crianças de 13 não assistiram a esses musicais. O que podemos fazer é comparar com seus antecessores e outras produções do tipo. Nesse caso...

O filme não tem história! Fala sério, escolher para qual faculdade deve ir não é exatamente um enredo. A função do filme é atender aos fãs. Eles curtem os personagens e querem passar mais algum tempo com eles. Os números musicais são mais elaborados da franquia, mas as musicas são as mais chatas também.

Mas devo destacar o numero I Want it all, executado pela dupla de ex-vilõezinhos Ryan e Sharpay (Lucas Grabeel e Ashley Tisdale). Vibrante e exagerado, como musical deve ser, é o numero mais empolgante (e divertido) do filme.

Agora sim.
Esta foi minha divertida tarde de segunda, que valeu o ingresso. Até porque, só custou R$6,00 mesmo (aliais R$3,00 para quem paga meia)!!!

2 comentários:

Giselle de Almeida disse...

Nossa, vc estava meeeesmo a fim de ver esse filme, né? Uma fila de 45 minutos!!! Nem pelo Tim Burton!!! hehehe

Mas não posso nem falar mal de High School, pq eu nunca vi a série nem os filmes. Totalmente out. :)

Fabiane Bastos disse...

Quem disse que eu fiquei na fila?

Cheguei em cima da hora, minha amiga Rosana é que comprou os ingressos.

Morar longe as vezes tem suas vantagens....

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top