terça-feira, 1 de abril de 2008

Direto do tunel do tempo...

Você ja encontrou um bilhete ou texto antigo perdido pela casa? A maioria das vezes nem lembramos que o escrevemos, mas quando nos deparamos com eles viajamos no tempo. Além, é claro, de rir bastante com o que achavamos importante e hoje poderia soar até esquisito.

Normalmente, encontro dentro de livros, caixas e até fundos de gavetas. Entretanto dessa vez consegui uma proeza, encontrei um texto meu perdido na net!

O texto que escrevi em 2002, está postado até hoje na área de comentários do site e-pipoca. Foi a primeira vez que tentei fazer uma critica de um filme. Adimito o texto é meio (ou melhor bastante) fraco, mas foi divertido conferir como meu texto evoluiu (eu acho).

É uma pena que com o tempo a conta tenha sido cancelada, pois seria interessante encontrar outros textos que escrevi na mesma época. Vou continuar procurando, agora divirta-se com minha primeira aventura no mundo da análise de filmes.

Star Wars: Episódio II - Ataque dos Clones

Contrariando a crítica, o segundo episódio da saga de Geoge Lucas agrada tanto aos fãns da série quanto aos novos espectadores.

A espera de 3 anos não foi em vão Star Wars - Episódio 2: Ataque dos clones é melhor que seu antecessor ( A ameaça fantasma), retoma o brilhantismo da série, está sendo consideradas por muitos críticos o melhor filme desde o Império contra-ataca e ao mesmo tempo, recebendo diversas críticas negativas, tem conseguido uma ótima bilheteria nos Estados Unidos (apesar da disputa com o Homem Aranha) e no Brasil promete repetir o mérito.

O longa que foi totalmente rodado com câmeras digitais desenvolvidas especialmente para a produção, se passa 10 anos após o filme anterior mostrando o reencontro de Anakin Skywalker ( agora já crescido) e Amidala ( Senadora e ex-princesa), em meio a uma confusa trama de relações públicas que resultará na transformação da República em Império, assunto que é explorado paralelamente com a transformação de Anakin em Darth Vader.

"O Império não derrotou a República, o Império é a república" é o que Lucas tenta enfatizar nesses últimos filmes. O desfecho de como uma democracia se tornou ditadura, e de como uma pessoa boa tornou-se má, só será dado no 3º episódio (é claro), mas este filme deixa pistas de como aconteceu. Nele já podemos notar as alterações de humor de Anakin, e sua tendência a discordar de seu mestre, o que o levará ao lado sombrio, além do Supremo-chanceler Palpatine que na verdade esconde suas atribuições do lado negro da força.

Os efeitos especiais são perfeitos (como era de se esperar). O enredo é mais ativo e envolvente trazendo vários momentos de tensão e suspense indispensáveis a trama. R2D2 e C3PO mais uma vez são responsáveis pelos momentos engraçados que dão leveza a trama. Natalie Portman (Amidala) e Hayden Cristensen (Anakin) conduzem brilhantemente o romance entre os futuros pais de Luke e Léia. Ewan McGregor (Obi-Wan Kenobi) conduz bem seu papel de tutor de Anakin dando serenidade ao personagem, enquanto o jovem Hayden traz a tela um meio termo entre o Anakin de 9 anos e o vilão Darth Vader.

E é claro que as magníficas batalhas com sabres de luz não podiam faltar.Mas indiscutivelmente a melhor coisa do filme é poder vez o mestre Yoda (que tem mais de 900 anos) empunhando o sabre de luz e realizando acrobacias de fazer inveja a filmes como "O tigre e o dragão".

Com um mestre Yoda guerreiro e menos Jar Jar Binks, o filme prova que, a FORÇA está com Geoge Lucas mais uma vez.

1 comentários:

Nayra Garofle disse...

É muito bom encontrar textos antigos. Ainda me deparo com algumas coisas minhas na internet, como comentários em alguns sites. Bom mesmo é perceber a evolução que temos. Nem vem! Temos sim!...rs...

 
Copyright © 2014 Ah! E por falar nisso... • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top